Tags

, , , , , , , , , , , ,

O Mestre e Margarida – Mikhail Bulgákov
Nos anos 1930, o diabo chega a Moscou com uma comitiva: uma feiticeira, um homem de monóculo rachado e um grande gato preto. Escrita entre 1928 e 1940, pelo russo Mikhail Bulgákov, esta sátira contra o regime comunista soviético teve autorização para ser publicada apenas em 1966.

Os Moedeiros Falsos – André Gide
Romance de complexa estrutura com três personagens centrais: Bernard, adolescente que descobre ser bastardo; seu melhor amigo, o inseguro Olivier; e o tio deste, Édouard, alter-ego do francês André Gide, escritor que planeja em diário o livro Os Moedeiros Falsos.


A Morte de um Caixeiro-Viajante – Arthur Miller
Reunião de cinco peças do americano Arthur Miller: O Homem de Sorte, Todos Eram Meus Filhos, A Morte de Um Caixeiro-Viajante, As Bruxas de Salém, Um Panorama Visto da Ponte. São textos fundamentais da produção do dramaturgo, geralmente os mais encenados.

Três Tristes Tigres – Guillermo Cabrera Infante
Obra fragmentária, em que o nonsense, as referências literárias e a paródia são as formas que o autor cubano Guillermo Cabrera Infante encontra para ilustrar a noite da cidade de Havana, antes da Revolução Cubana, nos bares, casas de shows e cabarés, do bairro Las Rampas.

Se Você Gostou da Escola, Vai Adorar Trabalhar – Irvine Welsh
Reunião de cinco contos do autor escocês Irvine Welsh. Além do que dá título à coletânia: Cascavéis, Cães de Lincoln Park, Miss Arizona e Reino de Fife. Entre as situações bizarras dos enredos, encontram-se três jovens americanos, obrigados por dois mexicanos armados a fazer sexo (Cascavéis).

Meu tio – Jean-Claude Carrière
Baseado no filme homônimo do cineasta Jaques Tati, o romance do francês Jean-Claude Carrière recupera o espírito e a graça da obra em que se inspirou. Um garoto de 8 anos se maravilha com o estilo de vida de seu tio, que contrasta com a vida regrada e enfadonha oferecida pelos pais.

Cama de Pregos – Carlos Eduardo de Magalhães
Reunião de contos do paulista Carlos Eduardo de Magalhães, que fazem parte de Zero – Histórias e Pernilongos (coletânia de textos criados entre 1990 e 1993) e de outras narrativas curtas escritas entre 2000 e 2003.

Inteligência com Dor: Nelson Rodrigues Ensaista – Luís Au gusto Fischer
Análise sobre a obra de Nelson Rodrigues como cronista. Para o gaúcho Luís Augusto Fischer, esse gênero, na obra do autor, alcançou a estatura do ensaio. São estudados os livros O Óbvio Ululante, A Cabra Vadia, O Reacionário, O Remador de Ben-Hur e A Menina Sem Estrela.

OBS: As dicas e parte dos textos deste post foram extraidos da Revista Bravo! (Editora Abril) nº 150, Fevereiro 2010.

About these ads