Crepúsculo (Twilight)

Crepúsculo - Stephenie Meyer
Crepúsculo – Stephenie Meyer

Quando uma série infanto-juvenil alcança muito sucesso é necessário que tal série seja analisada de forma minuciosa para que se chegue a uma explicação do motivo que leva tantos jovens a serem atraídos por esse tipo de fenômeno. Com Crepúsculo não é diferente, esse Best-seller contemporâneo escrito pela americana Stephenie Meyer tem atraído um grande número de fãs a cada dia que passa. Sendo o primeiro livro de uma série sem título geral, somos apresentados aos protagonistas Isabella (Bella) Swan e Edward Cullen, ela uma humana, ele um vampiro.

Em seu livro de estréia, Meyer, com formação em literatura inglesa, aborda temas de certa forma batidos, porém a forma como esses temas são colocados é que atraem os neoleitores. Primeiramente temos uma amostra do amor impossível, que já é tão usado que chega a ser angustiante, sem contar que Meyer exagera, nos mostrando um amor adolescente exagerado e inconsebível. Em segundo temos ao fundo o vampirismo, outro tema batido, mas que pela autora é usado de forma que alguns diriam ser inovadora, e certamente é, usar o vampirismo como apologia à virgindade é algo totalmente inovador.

Durante a leitura notamos a ainda inexperiência de Stephenie Meyer como escritora, sem contar que a péssima tradução e edição, contribuem para o depreciamento da série por parte dos aficionados por boa literatura, é possível encontrar erros de concordância como o caso de “sua omoplata” na página 263, isso para não mencionar os erros ortográficos.

O filme de mesmo nome do livro e dirigido por Catherine Hardwicke consegue ser tão ruim quanto a versão impressa. Na versão cinematográfica temos Kristen Sterwart e Robert Pattinson (o Cedrico Diggory de Harry Potter e o Cálice de Fogo) nos papéis principais, Robert melhora um pouco desde o papel de “morto-vivo” que ele interpreta em Harry Potter. Um filme que peca não só na adaptação, com mudanças (para mim) bruscas no roteiro, mas também em efeitos especiais, que se restringem a acelerar e desacelerar a câmera. O que o filme tem de excelente é a inquestionável aparição da personagem Alice Cullen, interpretada por Ashley Greene, a atriz consegue melhorar um personagem pouco trabalhado no livro, Alice rouba as cenas fazendo com que a atenção de quem assiste seja voltada somente a ela.

O livro também nos proporciona algo ímpar que são as indicações literárias presentes, temos referências explícitas à Emily Brontë (O Morro dos Ventos e Uivantes) e Jane Austen (Orgulho e Preconceito; Razão e Sensibilidade), fazendo com que os fãs mais fervorosos tenham contato com a boa literatura, no caso de O Morro dos Ventos e Uivantes que é o livro favorito da personagem Bella; Isso sem falar que desperta nos neoleitores o gosto pelo vapirismo, fazendo-os chegar a clássicos como Drácula do irlandês Bram Stoker.

Crepúsculo é um romance com um romantismo exagerado que diverte e distrai. E que pela sua extrema simplicidade desperta o gosto de muitos jovens pela leitura o que já é uma grande vitória, e um livro que tenha pelo menos essa capacidade já é digno de ser considerado útil.

Crepúsculo

Crepúsculo

28 comentários

    • Pois é, devia ler o livro… vc notaria o quão ruim é a narrativa de Stephenie…

      Só não leia resumos… rsrsrs

      Abraços

      Curtir

  1. Nossa até que fim eu li uma crítica construtiva e não influenciada sobre essa série. Quem realmente aprecia livros sabe que crepúsculo não passa nem perto das literaturas citadas no próprio livro. Acho um abuso da autora comparar crepúsculo com algo tão perfeito, marcante e mágico como “Orgulho e Preconceito” que, na minha opinião, é um dos melhores livros existentes. Pelo menos, é o que eu acho.

    Curtir

    • Pois é Gustavo devo simplesmente agradecer a sua ilustre visita ao meu blog, seu comentário também contribui para que eu escreva mais.
      Eu sempre procuro colocar um julgamento levando em conta a questão literária, quando se trata de livros. Dou minha opinião é claro, mas o julgamento final faço de forma imparcial.
      As obras citadas são excelentes, mas Stephenie tem que treinar muito até chegar aos pés das referências dela.
      Volte sempre,
      abraços!

      Curtir

      • Pois é Vanessa…
        Eu acho que sim que tenho um bom gosto e algumas pessoas me dizem isso.

        Acho que vc devia era procurar coisas melhores pra ler, se bem que acho que vc deve ser muito novinha pra ler coisas que sejam consideradas literatura de verdade.

        Preste atenção em crepúsculo pois a autora dá boas dicas, como “Morro dos Ventos Uivantes”, “Orgulho e Preconceito”, “Romeu e Julieta”, etc…

        Outra coisa é que acho que devia aprender a ser mais educada com a pessoas, e respeitar a opinião delas, se eu não gostei e todo mundo que entende de literatura tbm não gostou vc devia respeita e guardar seus chingamentos pra vc.

        Outra é que acho que vc devia prestar mais atenção nas suas aulas de gramaticas pq fiquei meio com vergonha dos seus erros de portugues.

        Bjos e volte sempre.

        Já leu a minha resenha de Lua Nova? Em breve assistirei o filme e farei uma bela resenha, espero seu comentário EDUCADO!

        Curtir

  2. O filme, é realmente muito adolescente. E, isso não quer dizer que tenha de ser nescessariamente ruim. Muitos filmes do gênero são bons, o atrevido “Meninas Malvadas”, o educativo “Aos Treze”e a excelente série “Harry Potter” por exemplo. Mas o fato é que “Crepúsculo” não se encaixa nesses filmes.
    O longa segue um ritmo morno, sem grandes surpresas e tem, como você disse, efeitos de câmera apenas. O final pode ser bem confuso e rápido demais para quem não leu. Junta-se tudo isso a atuações noveleiras. Presume-se que o real motivo do sucesso seja o que as críticas em geral relataram: O protagonista, que faz a fantasia do público feminino, predominante em crepúsculo.

    Curtir

    • Você disse tudo Guh, Crepúsculo não é ruim por ser adolescente é simplesmente por ser mal-feito.
      Como vc mesmo disse existem muitos filmes adolescentes que são excelentes mesmo.
      e o resto só vendo pra saber!

      Abraços

      Curtir

  3. Quando começei a ler Crepúsculo, eu estava em Depressão,
    Bom o livro me afundou mais ainda….
    Com uma narrativa enrrolada, e uma atmosfera de total agonia, eu me vi diante de uma droga.
    O problema eh que as drogas viciam….
    Quando eu fui ver ja estava em Lua Nova, que eh meu livro favorito da série.
    Pensei muito o porque lia aquilo, e notei que era porque eu realmente gostava daquilo, misturava meus gostos por RPG ( pois eu APOSTO que a autora já teve um exemplar de Vampiro A Máscara nas mãos) e eu realmente gostei de Jacob Black.
    Bom dai me perdi quando vi o Taylor Lautner..
    Hoje eu indico A Saga , porque foi o primeiro(s) livro(s) que eu li sabendo que era modinha, e se tratava de algo nada excepcional, mas que mesmo assim, eu fiz questão de ler.
    Vai ver essa é a Magica do livro, vai saber.
    Eu estarei dia 20 de novembro na premiere do filme.
    Que loucura…

    Yuri Mahmud

    Curtir

    • Yuri primeiro peço desculpas pelo tempo que demorei pra responder (deixei pra depois e esqueci).
      Não concordo com vc em comparar livros a drogas, pq em geral drogas vicia a maioria que usa, no caso se o livro for uma droga só vicia a minoria, os menos exigentes, por exemplo pra mim o “Lua Nova” era tão ruim que demorei um mês pra ler ele (o máximo que já passei com um livro), simplesmente pq não me sentia estimulado a abri-lo.
      Que é modinha isso sim, também não podemos negar que Meyer é um marco na literatura infantojuvenil (uma pena).

      Bom é isso, também estarei vendo o filme, mas esse é o tipo de filme, que nem vale a pena ir no cinema ver, acho que vou baixar pra ver em casa (assim como Crepúsculo.)

      Abraços

      Curtir

  4. amei o filme é td de bom e muito interecante todos os adolecentes assim como eu estão amando,agora estou lendo o livro muito massa
    agora no filme podia passar as paginas que tem no livro um beijão

    Curtir

    • Sim… Talvez por isso o mundo caminha da forma que tá?
      Acho muito legal que adolescentes gostem desse tipo de livro, pq com já disse mil vezes isso ajudar a puxá-los para o mundo da leitura.
      Vanessa Eu tbm li o livro e vi o filme, e continuo dizendo que o livro é mal escrito e o filme mal produzido, acho que vc devia ler algo mais interessante, edificante e bem feito.

      Crepúsculo é até divertido, mas devo lhe dizer querida que não é nada de bom gosto.

      Espero que um dia Stephenie comece a escrever melhor e com certeza elogiari se asism o for.

      Ps: Quantos anos vc tem? Em que série está?

      Bjos

      Curtir

        • Pois é Amanda…
          Uma coisa o filme tem de bom a fotografia, dai pode-se dizer que o filme é “lindo”…
          Mas ser bom é outra coisa…
          E não é inveja não, acho que vc que está confundindo as coisas, embora vc goste do filme, busque um pouquinho de conhecimento sobre cinema e verá que o filme é ruim…
          Mas não culpo os produtores poiis o dinheiro pro filme era pouco…
          Ah… e tudo isso que disse no texto é pq entendi… e seria “entedam” que vc quis dizer né?
          Obrigado pela visita e pelo comentário…
          Bjão

          Curtir

    • Millena seja bem-vinda ao blog.
      Achei tão fofo a forma que vc escreveu seu comentário, rsrs.

      Crepúsculo é uma série legal, as vezes eu alfineto mas é pra que as pessoas vejam que apesar de ser legal tem pontos negativos, como por exemplo a narrativa que não é tão boa.

      Espero que vc conheça outras séries e goste tbm!

      Abraços!

      Curtir

    • Olá Mariana, bem vinda ao blog.

      Que bom que gosta de Crepúsculo!

      Espero que se apaixone por outros livros também!

      Abraços

      Curtir

  5. eu simplesmente li todos os livros da saga crepusculo-lua nova-eclipse e amanhecer, toda a historia é maravilhosa…chega fikei triste quando acabei d ler os livros…
    edward e bells amooo

    Curtir

    • Oi anne!

      Mais uma que adora neh? Que bom que gosta, espero que descruba outros livros que ame tbm!

      Obrigado pela visita.

      bjos

      Curtir

  6. Ai ai Ademar… Essa criançada cismou com vc… Liga não amigo, quando a idade chegar eles esquecem esse tesão encubado hormonal e passam a valorizar a literatura (informação, horizontes) como um todo. Se bem que acredito que a saga Crepúsculo seja tão instrutiva quanto a biografia de Calígula (ou a do Marquês de Sade).

    Parabéns pelo excelente texto, continue assim, cultura é palavra vasta que tem de ser assimilada com sabedoria… E tempo.

    Abraço.

    Curtir

  7. Olá, não conhecia o blog, gostei, e também concordo a respeito de Crepúsculo. O pior é que quando certos críticos vão analisar a história, generalizam e colocam séries, como Harry Potter, no mesmo balaio. Nota-se que a saga de J.K tem muitos atributos mais densos que a de Mayer. Fico furiosa com a comparação, embora algumas adaptações dos livros para o cinema (como HP e o Cálice de Fogo) e a divisão do último filme não me agradaram. Um abraço.

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s