Matilda, de Roald Dahl

Matilda - Roald Dahl
Matilda – Roald Dahl

Muitas pessoas têm preconceitos para ler livros infantis por acharem-nos muito simplistas. Com os livros de Roald Dahl o simplismo está impregnado em todas as páginas, porém esse autor tem um “quê” a mais que os outros, ele consegue escrever livros infantis para adultos, é o caso da minha mais recente leitura “Matilda”. O livro conta a história de uma menina excepcional que não é vista pelos pais desequilibrados. Matilda é uma menina precoce, que aos quatro anos já passava horas perdida na biblioteca pública.

“Matilda” poderia ser uma história triste e comovente, se não fosse o absurdo e o exagero exacerbado que Roald Dahl usa para contar a história, ele usa extremos para a bondade e para a malvadeza, sem contar nas travessuras e aventuras mirabolantes, tornando assim a história mais cômica que dramática.

Roald Dahl nasceu no País de Gales, filho de noruegueses, passou a infância na Inglaterra, até que aos 18 anos foi para a África, seus muitos livros são apreciados pelo mundo todo, exemplo disso é o bem famoso “A Fantástica Fábrica de Chocolate”, que além do sucesso editorial, já foi adaptado para o cinema por duas vezes, sendo a mais recente (que conta com a presença do notório Johnny Deep) um remake da versão clássica. Porém não só “A Fantástica Fábrica de Chocolate” que ganhou sua versão cinematográfica, Matilda também já passou pela sétima arte numa boa adaptação em 1996, quem nunca viu Mara Wilson no papel de Matilda no tão batido filme que a globo exibe na Sessão da Tarde?

Outro ponto alto do livro são as referências literárias que ele contém, Roald usa nomes como: Charles Dickens, Jane Austen, H. G. Wells, George Orwell e até C. S. Lewis e Tolkien, só para citar alguns, segundo a história de Roald esses são os autores lidos por Matilda aos 4 anos de idade, chega a ser irônico, porém para ele é possível.

Apesar do tom exagerado que ele usa para contar os fatos, Roald aborda temas costumeiros e psicológicos, que uma breve aula de Psicologia das 3 primeiras infâncias poderiam explicar, Matilda é a exceção que consegue se autopromover com o desprezo dos pais, ela tem desde menina que se autofirmar, tornando-se independente precoce demais, isso na leitura pode até parecer absurdo mas acontece e no sentido mais real é fato. Esse livro tem muito mais nas entrelinhas do que apenas exageros.

Autor:

Roald Dahl
Roald Dahl

Filme:

Matilda - Capa do DVD

Mara Wilson em cena do filme como Matilda Wormwood (1996)
Mara Wilson em cena do filme como Matilda Wormwood (1996)

4 comentários

  1. Mais uma vez, adorei uma crítica sua. Não sabia que esse autor, Roald Dahl, também era autor de livros como “A Fantástica Fábrica de Chocolates”. Depois dessa crítica pretendo ler o livro, pois um aspécto destacado por você me interessou muito: O desprezo dos pais e a atitude da menina em relação a isso. Seria uma benção se todas as crianças menosprezadas agissem assim, acredito que todos já viram onde casos assim terminam. Obrigado por essa crítica e espero pelas muitas outras, pois estou adorando!

    Curtir

    • Pois é Roald Dahl é um ótimo escritor, um dos melhores da literatura infantil, além desses dois ele escreveu outros livros excelentes.
      Sabe sobre a atitude de Matilda, eu me identifiquei muito, pois também cheguei a viver algumas situações parecidas, só que sem tantos exageros.

      Abraços

      Curtir

  2. Amo esta pelicula tiene una moraleja muy hermosa, no sabía que exitia un libro pero lo voy a conseguir ,la lectura es una de mas cosas mas hermosas que tengo en la vida me da paz y sabiduría y como dice Matilda : Jamás estare solo!!, un libro es como un amigo .

    Curtir

    • Hola Fabrizio
      La película es muy buena, es un clásico “Sesión de tarde” aquí en Brasil. Pero el libro es mucho mejor, como todos los de Roald Dahl. Le recomiendo que lea también “La Fábrica de Chocolate”, del mismo autor.
      También estoy de acuerdo con usted, la lectura es un viaje maravilloso. Me siento en paz y armonía cuando leo, sobre todo cuando se trata de lecturas sanas como Matilda, que tiene una lección de moral muy bien.

      Gracias por visitar el blog. Vuelve otra vez.
      Abrazos

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s