Claymore

Claymore

“Lute por aqueles que você perdeu e por aqueles que não quer perder”
Clare, número 47


Que animes não é uma arte feita exclusivamente para crianças creio que muitos já saibam, porém o Brasil insiste em querer alimentar esse mito. Quando se olha para os animes que a TV (aberta) brasileira trás, vemos um gama de animes “leves” e com tendências infantis, ou simplesmente animes modinhas que chegam aqui retalhados e suavizados, e com 60% do que eles realmente são.

Com Claymore (クレイモア, Kureimoa) isso não seria diferente. O anime é uma adaptação do mangá criado por Norihiro Yagi, e conta com 26 episódios de 23 minutos cada. Um enredo denso, sombrio, violento, emocionante e imprevisível que pode prender até aqueles que não acreditam muito na capacidade de entretenimento dos animes.

Como personagem principal temos Clare, a Claymore de nível mais baixo da organização. No início somos apresentados a um enredo simples onde as Claymores (metade humano metade youma, e geralmente mulheres) têm de proteger os humanos dos youmas que comem suas vísceras. Mas engana-se quem pensa que o anime é só isso e que vemos um salvamento a cada episódio, após pouco tempo o enredo se torna muito complexo e denso demais. Algumas Claymores começam a despertar e surgem os Kakuseishas, é aí que tudo se complica.

Coisas estranhas começam a acontecer e muitas Claymores não conseguem explicar. Estão elas sendo manipuladas? Qual o propósito de suas vidas? É sobre esse pivô que gira o desenrolar do anime. Motivadas por superação, perseverança, amor e vingança, essas belíssimas mulheres seguem em frente buscando o sentido de suas vidas, ou apenas cumprindo ordem, e representando o grupo daqueles sem atitude.

Com um traço bonito e refinado, o anime encanta não só pela beleza das personagens, mas também pela emoção que ele consegue passar, dificilmente alguém que assista o primeiro episódio não vá querer assistir até o último. Para os mais críticos Claymore é apenas uma versão feminina de Berserk com uma leve tendência ao yuri (gênero de anime com relação afetiva entre mulheres), mas não é só isso, é muito mais, há particularidades em todos os aspectos.

O final do anime pode até ser decepcionante para alguns, mas afirmo que não o é de fato, pois devo dizer que a história não se restringe apenas à versão animada, temos muito mais coisas para descobrir lendo o mangá. Recomendo o anime àqueles que gostam não apenas dessa arte japonesa, mas também aos amantes de uma história enxuta e bem construída.

Trailer:

Anúncios

8 comentários

    • Que bom que gostou Bea (@beabaunilha)…
      Espero ver seus comentários por aqui sempre…

      e Veja o animê é realmente muito bom…

      Abraços

      Curtir

    • Empresto sim Cássia (@CTamyris)… assim que vc quiser eu te passo…

      Vc vai adorar, e tem umas que vc vai amar mesmo…

      rsrsrs

      Bjos

      Curtir

  1. Hum, realmente a crítica não me surpreendeu… porque? Por que não é de hoje que sei que suas críticas são inteligentes, detalhadas, sinceras e com um ótimo senso de opinião.
    Não sou grande fã de anime, mas se uma história é capaz de nos prender, nos fazer querer e anciar para assistir mais e mais é algo que eu aprecio. E para mim, isso é o que importa e não a mídia em que é feito.

    Curtir

    • Guh, vc sabe que eu simplesmente adoro seus comentários. mas nesse em especial vc disse um coisa, muito importante.
      Devemos deixar nossos preconceitos de lado, não importa que mídia seja, se a história é legal, ou se é bem feito.
      Como vc disse uma história capaz de prender a atenção de alguém já é uma dádiva.

      Eu estou deixando meus preconceitos de lado, tanto é que meus dois próximos posts, são sobre coisas que eu me privava de ver, e acabei gostando. Em um dos casos eu acabei gostando até demais… ^^

      Mas uma vez obrigado, abraços.

      Curtir

  2. Eu começei a ver Claymore ao acaso.
    Nunca tinha ouvido falar, simplesmente me interessei pelo nome,que como sabem é o nome de um tipo de espada.

    Os primeiros episódios me fizeram acreditar que seria uma história enfadonha sem graça.

    Mas a partir do 5 epi tudo muda, até que no fim, ao relembrar os primeiros 4 epi, os vejo como muito bons…SHUAHUSAHUSa

    Sem duvidas está no meu TOP 10 animes,tanto é que fiz a cópia para vc amigo!

    Episódio Favorito: N°8 Despertar
    Claymore Favorita:N°1 Teresa do Sorriso Aparente ,(já que todo mundo se apaixona por ela , vou dizar a segunda melhor)
    n° 4 Ophelia ( doidinha de pedraa kkk)

    Eh isso.

    Curtir

    • Eu Comecei a ver Claymore pq vc me mandou o anime… rsrs…
      Já tinha ouvido falar muito sobre ele, até pq ele é bem conhecido entre otakus de verdade.
      Realmente a história começa a ficar boa a partir do 5º episódio.
      Gosto de todos os episódios… mas meu favorito também é o 8º [Despertar]…
      Já minha Claymore favorita é a Irene nº 02, ela me lembra muito uma elfa [amo elfos] além de fazer um papel super bacana…

      Abraços.

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s