Uzumaki: A Espiral do Horror

Uzumaki: A Espiral do Horror - Junji Ito
Uzumaki: A Espiral do Horror - Junji Ito

Muitos gêneros são difíceis de serem expressos em determinadas mídias. Porém o bom resultado disso é de pura responsabilidade de seu criador, caso este seja competente essa dificuldade torna-se um trunfo, fazendo com que a obra final supere as expectativas da idealização. O mangá Uzumaki: A Espiral do Horror, criado pelo mangaká Junji Ito, faz jus ao gênero e cumpre mais do que promete, chegando a ser macabro e horripilante.

O mangá foi publicado originalmente em 1998 (no Japão), chegando ao Brasil apenas em 2006. É dividido em 3 volumes intitulados Cicatriz, Farol Negro e Caos, que totalizam 19 capítulos mais um capítulo extra. Somos apresentados a uma pequena cidade no interior, onde vivem os personagens principais, Kirie Goshima e seu namorado Shuichi. A história é narrada por Kirie a partir do momento em que começam a acontecer coisas estranhas nessa cidade isolada. Segundo Suichi, que tenta em vão convencer Kirie a fugir, a cidade está sob uma maldição, a Maldição da Espiral.

Em cada capítulo temos coisas novas e estranhas acontecendo, porém tudo é narrado de forma rápida demais, deixando a impressão de que estamos lendo apenas uma sinopse de algo maior que talvez não chegue até o fim do mangá. Entre os fatos monstruosos pode-se citar a admiração exacerbada por espirais, fobia a elas, pessoas que se transformam em caramujos, grávidas sugadoras de sangue, isso só pra exemplificar, pois não chega a ser nem um terço das aberrações.

Uzumaki tem ainda um filme inédito no Brasil, feito em 2000 e dirigido por Higuchinsky, um diretor que iniciou sua carreia com videoclipes. O filme é repleto de CGI, e por causa do diretor é dotado de um visual extremamente funcional, e assustador chegando a ser grotesco. Mas pela falta de uma boa produção, para os mais entendedores, chega a ser um filme totalmente trash.

Os fãs de horror com certeza irão desfrutar de cenas fortes e marcantes ao lerem, ou simplesmente folhearem as páginas desse mangá. Porém aqueles que buscam um bom roteiro atrelado a esse terror todo, podem até se decepcionar. Durante toda a narrativa o leitor é alimentado por uma ansiedade para a explicação de todos os fatos, mas no momento em que a história explora as verdadeiras razões dos espirais estarem tomando toda a cidade, somos apresentados a um simples ritual repetitivo de construção e desconstrução, mas que não deixa de exibir um final imprevisível, especialmente aos protagonistas.

Página do Mangá:

Uzumaki

Cartaz do Filme:

Uzumaki

Anúncios

6 comentários

    • Pois eh…

      Poucas pessoas o conhecem…
      Mas trata-se de um otimo mangah…
      Eu li os exemplares de minha amigona @CTamyris [Cassia]
      Jamais esquecerei as cenas desse mangah… Medo…

      Abracao!

      *Teclado sem acentos

      Curtir

  1. Passei um mês impressionada com esse mangá. Toda espiral que eu vi, ou melhor, eu via espirais pra onde quer que eu olhasse… Enfim, eis a arte criativa no seu ponto máximo. que porra há de assustadora numa espiral? Esse camarada simplesmente fez espirais parecerem assustadoras. Não a espiral em si, mas o efeito que ela provocava: medo, fascínio. E, pra resumir bem: obsessão mesmo. Todo mundo era obcecado por espirais. Ugh! O que transpõe o sobrenatural da história. Há esse elemento, mas fico me perguntando também se não há uma parte de loucura. Afinal, parece uma loucura coletiva de uma cidade. Às vezes, poderia-se pensar, que se elas deixassem de pensar na espiral aquelas coisas estranhas parassem de acontecer porque vejo os moradores como agentes e não apenas vítimas.

    Curtir

    • Verdade Cássia, o mangá é realmente assustador.
      Ao contrário de vc fiquei impressionado somente por uma semana, rsrs, mas confesso que sempre que vejo uma espiral lembro do mangá.
      É incrivel como Ito consegue transpor algo fisico e normal para o imaginario e sobrenatural. Como vc mesmo disse é o efeito que ela causa que nos causa a repulsa.

      Recomendo que apreciem este mangá.
      Abraços

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s