Percy Jackson e Os Olimpianos: O Ladrão de Raios

Às vezes acontece de nos indignarmos com adaptações de livros para o cinema. A adaptação de Percy Jackson é bem mais que indignante, é ridícula. O Ladrão de Raios (The Lightning Thief, 2005) é o primeiro volume da nova série, que já virou sucesso de vendas, criada pelo norte-americano Rick Riordan. O livro foi tão bem recebido que já ganhou diversos prêmios.

Percy Jackson é um garoto problemático, sofre de dislexia e do transtorno do déficit de atenção, vive sendo expulso de escolas. Até descobrir que não é um simples humano. Ele é um Meio-sangue, um semideus, filho de Poseidon, o deus do mar. Aos doze anos, Perseu (Percy) Jackson tem de enfrentar, além de seus problemas pessoais, criaturas fantásticas e deuses olimpianos. O conflito é gerado quando o raio mestre de Zeus é roubado, e a culpa cai sobre nosso jovem herói. É claro que se trata de um mal-entendido, e para provar isso Percy recebe a ajuda de Annabeth, filha de Atena, e Grover, um jovem sátiro atrapalhado.

Ao longo da história outros conflitos são gerados, e Percy tem de enfrentar várias criaturas mitológicas (Fúrias, Medusa, Minotauro, Equidna, Quimera, Cérbero e outros) e visitar lugares improváveis (O Mundo Inferior, que inclui os campos Elísios e o Tártaro, e o Olimpo). O raio deve ser devolvido até o solstício de verão, para que se evite a terceira guerra mundial, entre os três grandes deuses: Zeus, Hades e Poseidon.

O texto é narrado em primeira pessoa, pelo próprio Percy, e flui facilmente. É repleto de cenas de ação, mas também há momentos cômicos protagonizados, na maioria das vezes, por Grover. Nos últimos capítulos somos presenteados com dois clímaces distintos. O livro, assim como o filme, é cheio de referências pop, como as músicas de Hilary Duff, tocadas por Grover em sua flauta, e a citação de que George Washington era filho de Atena. A escrita de Rick Riordan é concisa, e só peca quando faz Percy narrar coisas que não cabem a ele. É possível identificar no livro, elementos, situações e falas que se assemelham (e muito) com a série Harry Potter, e isso pode gerar o agrado de uns e o ódio de outros. Além disso, Rick faz muitas metáforas aos problemas sociais que vivemos hoje, sejam eles de caráter político, humano ou ecológico.

A série Percy Jackson e Os Olimpianos está em seu quinto e último volume, e os títulos são: O Ladrão de Raios, O Mar de Monstros, A Maldição do Titã, A Batalha do Labirinto e O Último Olimpiano. Recomendo a série a todos. Só não cometa o crime de ver o filme antes do livro, pois se para alguma coisa o filme servir, esta coisa é causar má impressão do livro.

Leia também minha resenha do filme Percy Jackson e O Ladrão de Raios: AQUI

Autor:


Anúncios

3 comentários

  1. Hoje ser 100% Original ao escrever livros de fantasia é extremamente dificil, fazer sucesso com toda essa ‘originalidade’ é mais dificil ainda.
    O Sr Riordan conseguiu algo mais dificil ainda, e é engraçado.Ele pega a estrutura de Rowling ( Um trio, uma ‘escola de magia’ e jovens/adolescentes) e vai além, joga mitos gregos ( tema realmente amplo, complexo mas que ‘todos’ já ouviram falar , nem que seja na animação da Disney ), com isso ele faz uma aventura ”original” nascer.Tudo bem que o termo ”Remake” também pode ser usado, Percy praticamente só fez o que outros semi-deses fizeram,mas o que me deixa ainda usar a palavra Original, é o que no livro mesmo é dito..”daqui a mil anos você poderá ser um mito Percy”. A nova ”geração” é a grande jogada, e foi muito bem feita.

    Curtir

  2. Riordan é um mestre assim como a J.K Rowling e Stephenie Meyer ele com certeza se tornará ou já se tornou um autor autamente reconhecido e qualificado para se enquadrar na lista dos top’s da literatura americana infanto-juvenil.
    Ele tem uma forma muito rica e simples de narrar a história, porém deterioraram a sua obra ao fazerem adaptação para o cinema achei que infantilizaram demais a história e que o filme poderia ser bem melhor do que foi.
    Fazer o que nem tudo é do jeito que a gente quer, mais quem sabe não melhore no proximo né?
    Vou rezar pra que isso aconteça!

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s