HELP – A Lenda de Um Beatlemaníaco, de Sérgio Pereira Couto

Os Beatles são a banda mais famosa de todos os tempos, acho que isso é unânime entre os amantes da música. Até aqueles que não simpatizam com o quarteto de Liverpool têm que admitir a influência que eles tiveram para o mundo fonográfico! Até hoje além de influenciar a vida de muitas pessoas, John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr são muitas vezes temas de diversos produtos da mídia. CDs, filmes, livros e até jogos de vídeo-game já foram produzidos em torno desse grupo de ouro. Sérgio Pereira Couto foi audacioso e escreveu um romance policial que gira em torno da obra dessas superestrelas do mundo da música. HELP – A Lenda de Um Beatlemaníaco é além de tudo um livro que encanta não apenas os fãs dos Beatles, mas todos que o peguem para ler.

“Poderiam as músicas dos Beatles inspirar alguém a iniciar uma série de assassinatos?” Quem ler vai ver que a resposta é sim! Aproveitando o grande movimento da cidade de Liverpool por causa da Beatle Week. Um Beatlemaníaco resolve fazer história e se tornar uma lenda na cidade de onde surgiu esse grupo. Porém ele vai além daquele que assassinou Lennon, e arma uma série de assassinatos que deixará todos intrigados e perplexos. Um grupo de peritos forenses, mais conhecidos por CSAs (Analistas de Cena de Crime), entra em ação para tentar descobrir e evitar mais mortes.

A princípio parece ser apenas um louco querendo aparecer, mas as mortes continuam acontecendo com freqüência e obedecendo a um padrão de acontecimento, o que é deduzido como trabalho de um serial killer. As mortes são referênciadas às músicas e álbuns do Beatles, sem contar que as vítimas são escolhidas criteriosamente para compor uma rede perfeita, onde a data de nascimento delas condiz com o lançamento da música em questão! Isso é no mínimo curioso!

Enquanto aguardamos o tão esperado desfecho (para mim surpreendente) somos levados por uma viagem pelas ruas de Liverpool, e por seus lugares mais importantes como as residências do Beatles e o Cavern Club. Aprendemos também sobre a vida do quarteto, sobre sua música, a repercussão do trabalho deles que é refletido até hoje na cidade, e como isso passou a ser o maior atrativo de turistas.

O que é mais interessante nesse livro é que ele é todo composto pelos Fab Four. Os Beatles estão presentes nos nomes dos personagens, nas músicas e álbuns citados, nos lugares, nas referências até mesmo implícitas, enfim. É um prato cheio para o beatlemaníacos de hoje. Porém não é preciso ser um expert na vida e obra deles para entender a história, que agrada até quem nunca ouviu falar nos Beatles (existe essa pessoa?).

Nosso protagonista é John Paul Sutcliffe (três referências em um único nome) o investigador das mortes. Mas para mim a figura de maior destaque é James Winston Starkey, ou como é mais conhecido JW. Ele é um antagônico habitante de Liverpool que tens seus motivos para odiar o quarteto, e faz questão de deixar isso claro para todos. Mas por ironia do destino é dono de uma loja de memorabilia dos Beatles, sem contar que sabe tudo sobre eles apenas uma conseqüência de habitar Liverpool.

Na trama há muitos personagens estranhos, excêntricos e carismáticos, e respectivamente a esses adjetivos eu cito Julian Kirchherr, Barbara Epstein e Cynthia Aspinall. O mistério é constante chegando quase a um nível sobrenatural. Alguns suspeitos aparecem e certos mal-entendidos levam tudo para um patamar de suspense eletrizante, onde nem tudo é o que parece, sendo isso constatado logo depois. HELP – A Lenda de Um Beatlemaníaco (Editora Idea, 288 pág.) é um romance bem escrito, o que demonstra que o autor tem domínio no assunto. Sérgio Pereira Couto é jornalista, escritor e editor da revista Leituras da História. Já publicou mais de trinta livros, o que só comprova sua habilidade na escrita

O final é imprevisível e emocionante, condizente com o gênero que é nítido por toda a narrativa, sem fuga nem exagero. Mais um autor nacional mostrando sua competência para este tipo de ficção. Recomendo

6 comentários

  1. Eu não consigo resistir quando vejo postagens sobre qualquer coisa relacionada a Beatles (sou um beatlemaníaco fora de época). Já tive esse livro em minhas mãos e não o comprei por pura idiotice. Agora que li o seu texto, vi o tamanho da minha incompetência! Preciso comprá-lo. Já!

    Curtir

  2. Fiquei curioso pelo tema por nao conhecer muita coisa sobre os Beatles (quase nada, pra falar a verdade, rs).
    Mas o que mas me interessou foi o fato de crimes serem relacionados com musica. INTERESSANTE. xD

    Lerei com certeza!

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s