Novas Aquisições

Olá pessoal! Estou muito feliz porque minha coleção de livros está aumentando e isso é graças a vocês que têm visitado meu blog e me incentivado a ler e escrever mais a cada dia! Esses são quatro dos últimos presentes que recebi por Correios:

Diários do Vampiro – O Despertar
L. J. Smith (Galera Record, 240 pág.)
Um triângulo amoroso entre dois vampiros e uma bela jovem, que conquistou uma enorme legião de leitores. Elena: a garota que pode conquistar que quiser. Stefan: soturno e misterioso, ele terá de lutar para proteger Elena dos horrores que assombram seu passado. Damon: sexy, perigoso e guiado por um ódio cego, tudo que ele quer é se vingar de Stefan, o irmão que o traiu.
Primeiro volume da série de L. J. Smith deu origem à série de televisão Vampire Diaries, escrita e produzida por Kevin Williamson, roteirista de Dawson’s Creek.

Diários do Vampiro – O Confronto
L. J. Smith (Galera Record, 224 pág.)
Há muito tempo, quando transformou Damon e Stefan em vampiros, a bela Katherine nunca imaginou que separaria os irmãos para sempre. Seu coração pertencia aos dois, mas ambos a queriam para si. A batalha pelo coração da jovem culminou em sua morte e num pacto de vingança entre os irmãos Salvatore. Refém do acaso, Elena Gilbert não demora a perceber que, se existe algo mais arriscado do que estar apaixonada por um vampiro, é ser desejada por dois deles. Enquanto Stefan luta para controlar seus instintos, Damon persevera na missão de conquistar Elena; mas o perigo espreita o destino dos três. O confronto é o segundo volume da série Diários do vampiro, de L. J. Smith, que deu origem à série de televisão Vampire Diaries, escrita e produzida por Kevin Williamson (Dawson’s Creek) e estrelada por Ian Somerhalder, Paul Wesley e Nina Dobrey.

Aura de Asíris – A batalha de Kayabashi
Rafael Lima (Isis, 418 pág.)
Há séculos, banshees e furous guerreiam ao norte de Asíris, mundo governado por uma avançada tecnologia e permeado por uma energia chamada Aura. Apesar dos banshees terem vencido a maior parte das batalhas, algo está para mudar. Uma antiga lenda, que prevê o nivelamento de forças entre as duas raças e, consequentemente, o fim desta que é conhecida como a Grande Guerra, aparenta ser verdadeira quando os furous inexplicavelmente se tornam mais poderosos e capazes de derrotar seus inimigos pela primeira vez na história

A Morte do Cozinheiro
Allan Pitz (Above Publicações, 80 pág.)
É verdade, eu matei o cozinheiro. Em momento algum deste livro negarei que matei o sórdido cozinheiro com minhas próprias mãos de escrever versos. Havia motivo claro em saciar-se com a sua morte, morte de quem por carne e gozo objetou-se ao incomensurável amor que me tornava tão puro. Eu estripei-o com suas facas imundas de trabalho banal, e escalpelei por mimo infantil, de criança brincalhona, ao ver os índios e escalpes na TV. Matei o demônio com noventa facadas, cultivando um novo demônio sanguinário em mim, portanto não negarei ter feito a coisa mais maravilhosa que eu poderia fazer por minha inconsequência gloriosa naquele momento: Eu matei o cozinheiro.

Anúncios

2 comentários

    • Oi Bruna,
      Na verdade os livros da série Diários do Vampiro eu ganhei. Mas você encontra eles facilmente em lojas virtuais como o Submarino e a Saraiva, ou até mesmo em sebos no Estante Virtual.
      Espero que consiga encontrar.
      Beijos

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s