Brincadeira Mortal, de Pedro Bandeira

Falar de Pedro Bandeira é algo difícil, mas é também um grande prazer! Trata-se sem dúvidas de um dos maiores expoentes da literatura infanto-juvenil brasileira. Ele sabe como ninguém inventar histórias que nos fazem viajar quando crianças e voltar à infância quando já somos adultos. Este é um autor que ultrapassa os limites de idade e sabe da forma mais sincera agradar o público. Em Brincadeira Mortal (2000), ele nos apresenta a Frederico um menino fantasioso que depois de viver tantas aventuras no mundo da sua mente acaba por se deparar com uma aventura real.

Fred é um menino comum que se dar mal nos estudos, que não é muito bom em matéria de “mulheres”, mas mesmo assim se diverte viajando em um mundo só dele, criado por sua própria imaginação. Ele encarna qualquer personagem, cito aqui os mais conhecidos que alimentam as fantasias do menino: Superman, Indiana Jones e até 007. O que acontece com esse tipo de criança (e não só nos livros) é que esse “inventar” demais é visto pelos adultos como mentira. Quem nunca passou por isso? Algumas pessoas até sofrem demais por serem fantasiosas e vistas como mentirosas.

A visão e compreensão que os adultos têm das crianças muitas vezes são errôneas e Pedro Bandeira sabe bem disso. Assim ele retrata de forma tão divertida esse tema que é vivido não apenas por Fred, mas por tantas outras crianças, sejam elas personagens de livros ou crianças reais. Voltando um pouco à história do livro. A enrascada de Fred começa quando surge um novo personagem, medonho e real, o Scar. Ele surge de forma não convencional no Beco dos Ratos e chama a atenção do garoto. Esse pequeno deslize de Fred irá levá-lo por uma perseguição perigosa, uma caçada a um assassino real, que pôs em risco não apenas ele, mas todos ao seu redor.

O livro atemporal nos dá uma injeção de ânimo e até uma lição, que só é absorvida se quiserem. Os despretensiosos podem ler o livro, se eletrizarem na ação e gostarem ainda assim sem entender a mensagem das entrelinhas. A preocupação do autor é divertir-se ao escrever e divertir aos que estão lendo, seja os que voaram rapidamente ou passaram mais devagar pelas páginas.

Brincadeira Mortal (Ática, 80 pág.) faz parte da coleção Vôo Livre, não é o livro mais conhecido do autor e está longe de ser o melhor. Pedro Bandeira já escreveu diversos livros que podem até está perdido pelas nossas estantes. Destaco aqui os excelentes A Marca de Uma Lágrima, A Droga da Obediência e O Fantástico Mistério de Feiurinha (adaptado para o cinema recentemente pela apresentadora Xuxa Meneghel). Aos fãs de literatura juvenil que gostam de livro com ação incessante este livro é uma ótima dica. Talvez desagrade pelo livro ser pequeno demais, mas isso serve como “não-desculpa” para aqueles que olham pra um livro e reclamam de tamanho.

Recomendo!

Nota: Pedro Bandeira nasceu em Santos em 1942, foi para São Paulo em 1961, estudou Ciências Sociais na USP. Tornou-se ator de teatro e de comerciais de televisão, jornalista, editor e publicitário, até que começou a escrever em 1983.

32 comments

  1. Bom, é um livro excelente que mexe com a imaginação dos leitores…
    Eu tenho ele à muito tempo mas nunca havia lido… Como eu comecei uma jornada de leituras diárias (que me fazem muito bem por sinal, rs) eu acabei pegando ele, lendo e amando a historia.

    Recomendo!²

    Curtir

    • Mailson,
      Primeiro quero agradecê-lo por tê-lo me emprestado! Eu não conhecia o livro, li mesmo por que havia a informação [apesar de que falsa] que o Pedro Bandeira estaria no SaliPi de 2010. Embora ele não tenha vindo, eu gostei bastante do livro, pois me lembrou muito o tempo em que eu era louco pelos livros da coleção vagalume!
      Fico feliz de ter um dedinho de culpa no seu novo amor pelos livros!
      Abraços

      Curtir

  2. eu não gostei muito
    por causa do assacinato isto é muito violento para criança com a minha idade 12 anos minha mãe ficou besta quando viu rsrsrsrs eu sou mineira

    Curtir

    • Olá Tainara,
      A mensagem do autor é justamente a de alertar sobre os riscos a que as crianças são expostas todo dia, seja saindo sozinhas na rua, ou em qualquer outra situação. Sobre o assassinato, da forma como o autor coloca não fica muito pesado para sua idade não, sem contar que a televisão mostra coisas muitos mais grosseiras e impactantes sem qualquer tipo de censura.
      Abraços

      Curtir

      • Oi Lays, tudo bem?
        Que bom que gostou do livro! Bom, o livro foi escrito em 1997 e ele foi publicado pela editora Ática no ano 2000, mas você pode se certificar olhando as informações no próprio livro. Ele ganhou novas edições posteriormente, já vi uma de 2003. Espero ter ajudado!

        Beijos

        Curtir

  3. eu nao posso dizer muita coisa pois eu nao li o livro e fiz um trabalho pela internet mas pelo oq eu li pela internet eu gostei muito

    Curtir

    • Olá Stheffany,
      O livro é bem legal e tem uma leitura rápida e gostosa, espero que leia e comente aqui novamente!
      Fico feliz que tenha feito um trabalho sobre ele, mas de qualquer forma não deixe de ler, o autor tem outros livros bem legais também!
      Obrigado pelo comentário!

      Curtir

  4. Os livros de Pedro Bandeira são 10! Cresci lendo seus livros, como a Marca de uma lágrima, a série Os Karas(meus preferidos), A hora da verdade e outros. Pedro Bandeira sabe prender um adolescente com as histórias de seus livros. Espero que ele lance um novo livro sobre Os Karas, pois os livros sobre eles são os melhores que já li até hoje.

    Curtir

    • Então, Max.
      Eu também gosto muito do Pedro Bandeira, lembro que quando eu era criança adorava esse tipo de livro infantil.
      Como você mesmo disse, ele tem vários títulos bacanas, vou tentar falar deles por aqui em breve.
      Abraços!

      Curtir

  5. Ela [comentário suprimido pelo moderador] nao leu o livro hahaha Eu demorei 1 hora só para ler o texto e parece q o resumo é maior do q o livro brincadeira mortal. [comentário suprimido pelo moderador]

    Curtir

    • Oi Bia,
      Que bom que você gostou!
      Muitas pessoas entram em contato dizendo que entraram em contato com o livro através da escola, fico muito feliz, porque o livro é realmente legal.
      Tente ler outros livros do autor, para ver se você gosta.
      Beijos

      Curtir

    • Olá João Victor,
      Como faz algum tempo que eu li o livro, não lembro mais desse detalhe e eu não tenho ele aqui para poder conferir. Se você tiver acesso ao livro recomendo que você dê uma conferida diretamente nele, certo?
      Abraço!

      Curtir

    • Oi Matheus,
      Que pena que não tenha gostado do livro. Eu o achei bem legal. Tente ler outros livros do Pedro, vai que você gosta de alguns, o pessoal fala muito bem da série “Os Karas”.
      Obrigado por comentar!
      Abraços!

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s