90 Livros Clássicos para Apressadinhos

A literatura em quadrinhos já passou (na história) por seu momento de maior dissabor. Há um tempo atrás negava-se um valor literário em relação aos quadrinhos, dizia-se ser um tipo de literatura barata ou infantilizada, algo como “livros para preguiçosos”. As letras eram só letras e a imagens só imagens, as duas juntas eram inconcebíveis. Até que surgiram grandes nomes (como Alan Moore, Will Eisner, Neil Gaiman, Frank Miller e outros), que mudaram isso – criou-se o termo Graphic Novel, designando verdadeiros romances desenhados, e de muita qualidade – e proporcionaram o surgimento de um novo tempo para a Nona Arte. O sueco Henrik Lange uniu tudo isso para compor sua obra prima, 90 Livros Clássicos Para Apressadinhos (90 Classic Books for People in a Hurry, 2008) é um misto de quadrinhos (de qualidade), literatura, crítica, bom humor e rapidez (para apressadinhos ou preguiçosos, como preferirem).

O autor teve a audácia de resumir as maiores obras da literatura universal  em tirinhas de apenas quadro quadrinhos, sendo que um deles é só para o título e a história de cada obra é resumida em apenas três. O livro acaba se tornando um prato cheio para os amantes de quadrinhos e de literatura. Lange nos dá um panorama básico para sabermos pelo menos a essência desses livros que são verdadeiros best-sellers (no seu sentido clássico). Pergunta-se se é possível conversar sobre determinado livros sem os ter lido – existem livros que ensinam essa arte – mas esse proporciona isso despretensiosamente. Segundo Ota (o tradutor e adaptador do livro para o português no Brasil) esse livro vem para suprir a necessidade de leitura rápida do mundo corrido em que vivemos.

O livro tem várias funções, e sua própria sinopse cita algumas como cola pra estudantes de literatura, mas eu acrescento que é também uma ótima dica para quem quer começar a ler, pois isso a insere de forma simples e rápida no mundo das letras clássicas, pode ainda ser uma espécie de catálogo onde vemos se a história irá mesmo nos agradar, uma forma de não se meter com aqueles livros chatíssimos. Eu destacaria como ponto negativo (mas aceitável) o fato de as tirinhas conterem spoillers da obra original, se você é do tipo de pessoa que odeia saber os finais antes de ler e está pensando em ler algum dos livros adaptados aqui passe longe, os três últimos quadros de cada tirinha resumem mesmo toda a obra com final e tudo. Sabe aquele personagem importante que morre ao final? Então, ele é revelado aqui. Mas digo ser aceitável pelo fato de ser uma adaptação ou até mesmo um resumo das obras.

Entre os clássicos (e outros nem tanto) é possível ler a adaptação de O Código Da Vinci, O Senhor dos Anéis, O Velho e o Mar, As Crônicas de Nárnia, A Guerra dos Mundos, 1984, Moby Dick, O Processo, Crime e Castigo, Dom Quixote de La Mancha, A Ilha do Tesouro, O Retrato de Dorian Gray, Lolita, Odisseia, Alice no País das Maravilhas, Laranja Mecânica, Ulisses (coragem a dele), Watchmen (HQ), O Alquimista (o único brasileiro), O Perfume, A Fantástica Fábrica de Chocolate, Admirável Mundo Novo, Orgulho e Preconceito e Drácula, só pra citar os mais conhecidos. Mas devo dizer que a adaptação mais audaciosa (com exceção de Ulisses), crítica e bem humorada de todas é a da Bíblia, ele faz um panorama da criação, da vida de Jesus e do apocalipse (uma em cada quadro), de forma sutil, mas que carrega certa crítica ferrenha.

O traço do autor é um pouco livre, grosso (pra não dizer quase grotesco) e sujo, característico de algumas tirinhas, mas que dá identidade aos seus desenhos (e isso é importante). Henrik surge como figura importante do meio literário que envolve letra (falando de letra) e imagem. Com ar debochado ele nos presenteia com a essência dos maiores e talvez melhores autores. Além de 90 Livros Clássicos Para Apressadinhos (Galera Record, 192 pág.), a Galera Record já confirmou que trará também o outro livro da série 90 Clássicos, dessa vez o livro se chama 90 Filmes Clássicos Para Apressadinhos. A obra de Henrik também é marcada por uma graphic novel lançada em 2000, En Natt Helt i Rosa (algo como Uma Noite Totalmente Pink), com certo teor autobiográfico. Nesse (90) em questão recebeu ajuda de Thomas Wengelewski para composição dos textos.

A título de curiosidade (aos mais curiosos) devo dizer que a ilustração da capa (esse gatinho mal encarado) é o personagem do romance de Mikhail Bulgakov, O Mestre e Margarida. Devo mencionar também que logo no início vem uma lista dos noventa livros para você marcar aqueles que já leu, muito prático e útil pois funciona como uma (ótima) lista de leitura obrigatória para os fãs de literatura que se prezem. O interessante é que esse leque de obras passa por todos os gêneros permitindo que se experimente de tudo, e isso é a tarefa de todo bom leitor. Mais que recomendo a todos (não só aos apressadinhos)!

Um pouco do traço e genialidade do autor

Anúncios

3 comentários

  1. Sou leitor inveterado de quadrinhos há anos. Aliás, devo dizer que minha paixãop pela literatura e pelos livros começou com os quadrinhos, que leio desde criança, até hoje. Gostei muito dessa resenha do Ademar sobre este livro inusitado e bem apropriado para os dias atuais. Parabéns, Vou adquirir o livro.

    Curtir

    • Olá Sérgio.
      Fico feliz com seu comentário aqui no meu blog. Estou ansioso para ler seu conto, pois vi que você escreve bem!
      Fico feliz que tenha gostado dos meus textos!

      Eu particularmente amo os quadrinhos, entrei nesse mundo através dos produtos japoneses, os mangás, que vez ou outra eu resenho por aqui.

      Adquira o livro pois é muito bom. O Henrik Lange é ótimo em críticas, rsrs. Últimamente estou fascinado por tudo que vem da Suécia em se tratando de cinema e literatura!

      Mais uma vez obrigado e volte sempre!
      Abraços

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s