Lançamentos #06

Seguindo certa ordem natural das coisas o tempo passa e eis que estou novamente aqui em um post para mostrar-lhes sinopses de livros que merecem uma atenção maior, seja por um motivo especial ou outro qualquer. Como cada vez mais chegam novos livros e numa quantidade bem maior, eu trouxe dessa vez 09 (nove) indicações que valem a pena conferir. Três deles é para os que gostam de estar antenados com o momento, são os que se enquadram na onda dos anjos, que surgiu em detrimento à dos vampiros. Outros seguem uma linha mais policial e há ainda um lançamento nacional que não deixa nada a desejar e ainda se propõe a dissecar a cultura pop. E por último um álbum referencial de grande valia para os cinéfilos ou amantes de livros-listas.

Strange Angels
Lili St. Crow (Novo Século, 288 pág.)
O Mundo Real é um lugar apavorante. Basta perguntar para Dru Anderson, uma órfã de 16 anos – garota durona que já acabou com sua parcela de bandidos. Ela está armada, é perigosa e está pronta para atirar primeiro e perguntar depois. Então, vai levar um tempo até que ela possa descobrir em quem confiar… Dru Anderson se acha estranha por mais tempo do que é capaz de se lembrar. Ela viaja de cidade em cidade com seu pai, caçando coisas que nos aterrorizam à noite. Era uma vida bem esquisita, mas boa – até que tudo explode em uma cidade gélida e arruinada de Dakota, quando um zumbi faminto arromba a porta da cozinha. Sozinha, aterrorizada e sem saída, Dru vai precisar de cada pedacinho de sua esperteza e treinamento para continuar viva. Seres sobrenaturais decidiram ser os caçadores – e desta vez, Dru é a presa. Chance de sobrevivência? De pouca a nenhuma. Se ela não durar até amanhecer, acabou a brincadeira… DRU ANDERSON NÃO TEM MEDO DO ESCURO, MAS DEVERIA. Mais informações sobre a série no site: www.strangeangels.com.br

Círculo Negro
Catherine Fisher (Bertrand Brasil, 350 pág.)
Chloe, a irmã de Rob, entrou em coma após uma queda de cavalo e está encurralada numa floresta de sonhos, oscilando entre a vida e a morte. Porém, quando Ervilhaca, um druida misterioso, entra na vida de Rob, o desespero se transforma em esperança: Ervilhaca sabe como atravessar o Desmundo, onde alega que Chloe está aprisionada. Será que o sinistro círculo de madeira que emerge lentamente de uma secreta escavação arqueológica carrega a chave para o seu resgate?
Bebendo da fonte do fascinante mito celta do poeta Taliesin e da feiticeira Ceridwen, Catherine Fisher constrói uma história ao mesmo tempo emocionante e assustadora sobre o amor e o ciúme entre irmãos, e sobre o mundo real e a fantasia.
Onde fica a terra da Imaginação? Se encontrarmos o caminho até lá, sentiremos vontade de voltar?
“Catherine Fisher é uma escritora de raro talento.” SundayTimes

A Pluma do Diabo
Minette Walters (Bertrand Brasil, 420 pág.)
Com empresas particulares de segurança fornecendo guarda-costas em tudo quanto é palco de guerra, quem vai notar o surgimento de um psicopata sexual nas fileiras de mercenários?
A correspondente da Reuters, Connie Burns, está bastante familiarizada com o inferno: já cobriu os conflitos civis em Serra Leoa e a guerra no Iraque. No entanto, ao suspeitar que um estrangeiro está se aproveitando do caos para levar a cabo fantasias sádicas, ela se empenha em levá-lo à Justiça e cria uma situação devastadora.
Humilhada e assustada decide se esconder numa área rural da Inglaterra e acaba fazendo amizade com JessDerbyshire, jovem solitária cuja natureza reclusa parece ocultar segredos. Connie ganha força com a ajuda da nova amiga e toma a arriscada decisão de tentar desmascarar, pela terceira vez, um serial killer… Ciente de que ele virá atrás dela!
Tensão insuportável. Clímax eletrizante.” SundayTelegraph
Uma das mais poderosas autoras de thriller psicológico da atualidade.” Daily Express
A autora eleva o gênero a um novo patamar.” Independent

Os Instrumentos Mortais – Cidade dos Ossos
Cassandra Clare (Galera Record, 462 pág.)
Cidade dos Ossosnos apresenta Clarissa, uma adolescente típica: aos quase 16 anos mora com a mãe, uma jovem artista viúva. Tem um “tio” postiço, Luke, que de certa forma ocupa o lugar do pai e um melhor amigo, Simon, que nutre por ela uma paixão secreta. Quando Simon e Clary visitam um clube, a menina vê três adolescentes matarem um rapaz. Há, porém, dois grandes problemas: ninguém acha o corpo e apenas ela vê os tais assassinos.
Sua vida muda completamente. A mãe é raptada por demônios e ela descobre a existência dos Caçadores das Sombras, guerreiros cuja missão é proteger o mundo que conhecemos de bestas e outras criaturas. Vampiros que saem da linha, lobisomens descontrolados, monstros cheios de veneno? É por aí mesmo. E depois desse primeiro contato com o Mundo de Sombras, e com Jace — um Caçador que tem a aparência de um anjo, mas a língua tão afiada quanto Lúcifer —, Clary nunca mais será a mesma.

Halo
Alexandra Adornetto (Agir, 472 pág.)
Três anjos são enviados à Terra com planos de se misturarem aos humanos para assegurar a paz e trazer a bondade: Gabriel, o Herói de Deus, um antigo guerreiro que se disfarça de professor de música; Ivy, serafim abençoada com poderes de cura; e Bethany, a mais nova e inexperiente do grupo, enviada como uma jovem estudante para aprender sobre a humanidade. Após Bethany se encantar com a vida humana, ela começa a viver todas as experiências de uma adolescente normal, até se apaixonar por um rapaz e colocar toda a missão em risco. As forças do mal se aproveitarão dessa situação para pôr seus planos malignos em prática. Um romance de tirar o fôlego, que responderá a pergunta: será que o amor é forte o suficiente para vencer as forças do mal?

Beijada Por um Anjo
Elizabeth Chandler (Novo Conceito, 264 pág.)
“Ivy acreditava e confiava nele como jamais tinha confiado em alguém. Um dia criaria coragem para dizer, com todas as letras, eu te amo Tristan”
O nadador Tristan era o rapaz mais popular da escola e habitava o imaginário de todas as meninas da cidade. Na verdade quase todas, menos Ivy Lyons. Ivy só queria a companhia dos anjos. Seu preferido, desde menina, era Tony, o anjo da água, desde que o chamou pela primeira vez ao cair em uma piscina, sem saber nadar. A água, que era o temor de Ivy e a paixão de Tristan, seria a responsável pela aproximação de suas vidas e os envolveria em uma linda história de amor, companheirismo e confiança.A paixão envolvente, o companheiro ideal e a crença nos anjos são interrompidos no dia em que Tristan sofre um acidente.Uma linda história de amor interrompida cedo demais…

O Pacto
Joe Hill (Sextante, 320 pág.)
Na obra, O Pacto, Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Descobre também algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar.
Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora. Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim. Joe Hill, autor de A estrada da noite, já foi aclamado como um dos principais novos nomes da ficção fantástica.
Em O pacto, o sobrenatural é pano de fundo para uma história de amor e tragédia, de traição e vingança. Um livro envolvente, emocionante e cheio de suspense que nos leva a refletir: em matéria de maldade, quem é pior, o homem ou o diabo?

Abilolado Mundo Novo
Carlos Maltz (Via Lettera, 240 pág.)
Em meio a estantes, sites e prateleiras abarrotadas de consumo decora­tivo, a FILOSOFIA POP chega para (bem) incomodar. Algo que te faça rever idéias, ousar novos planos e, em gastas palavras da moda, quebrar paradigmas. A FILOSOFIA POP bebe em fontes junguianas, come em mesas hollywoodianas e dorme em redes tropicalistas. Resgata a Ágora grega, mas não nega o agora digital.
Remixa Zygmunt Bauman com R.E.M., Jackson Pollock com Al Gore, Nietzsche com Zé Ramalho. Disseca a alma humana, mas não foge às tentações da carne. Sampleia as vanguardas artísticas, mas não abandona os trocadilhos. Vai do conforto ao desconforto.
Nesse longo-circuito de aparentes contradições, você pode até não estar muito ligado, mas quando digerir a pílula vermelha (Matrix, lem­bra?) que aqui responde pelo título de Abilolado Mundo Novo, tenha certeza: acabou de dar um start no modo turboexistencial.
Sem Papas na língua – até porque “o Pop não poupa ninguém” – o psicólo­go, astrólogo, primeiro baterista e fundador dos ENGENHEIROS DO HAWAII, Carlos Maltz, canta a pedra fundamental da FILOSOFIA POP: o diálogo de igual pra igual entre diferentes.
Neste livro manifesto, nosso filósofo-pop-star encarna o auto-profe­tizado “mensageiro das almas” que, agindo como um juiz de Vale Tudo, se posiciona entre os lutadores, olha nos olhos, sinaliza o momento do embate e fala em tom ao mesmo tempo grave e tranquilo: “Are you ready? Let’s get it on!”. Esteja você pronto ou não, seja bem vindo ao Abilolado Mundo Novo da FILOSOFIA POP. Mais informações no site: http://abiloladomundonovo.blogspot.com/

501 Filmes que Merecem ser Vistos
Ronald Bergan e outros (Larousse, 544 pág.)
501 Filmes que Merecem ser Vistos é uma obra de referência que não pode faltar na estante de cinéfilos, de quem gosta de planejar os filmes do fim de semana ou, então, daqueles que não querem ficar de fora das conversas no happy hour com amigos.
A obra proporciona descobertas inesperadas em filmes clássicos e contemporâneos, que foram vistos pela perspectiva de conceituados críticos de cinema.
501 Filmes que Merecem ser Vistos é a companhia perfeita para todos os admiradores da sétima arte, seja para os que procuram aprofundar seus conhecimentos sobre determinado filme ou gênero, seja para aqueles que procuram um guia de referência para montar sua cinemateca pessoal.
Imperdível!

Anúncios

Um comentário

  1. Acabei de ler Abilolado Mundo novo e é exatamente isso, Filosofia Pop, Carlos Maltz está de Parabéns, conseguiu escrever sobre um assunto dificil sem o ranço academico e com inúmeras referências pop.

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s