Hamlet: Mangá Shakespeare, de Richard Appignanesi e Emma Vieceli

Poucos são os leitores que não conheçam, ou pelo menos tenham ouvido falar em Shakespeare. Considerado o maior escritor de todos os tempos, ele nos deixou uma obra vasta e rica, sendo marcada mais precisamente por suas peças teatrais. Quem não conhece Romeu e Julieta, Rei Lear, Sonho de Uma Noite de Verão ou A Megera Domada, entre tantas outras?! Foi pela grande importância e fama do autor que Richard Appignanesi resolveu adaptar suas obras para os quadrinhos usando o estilo mangá, que é muito apreciado e eminentemente artístico. Eis que Hamlet: Mangá Shakespeare (Hamlet: Manga Shakespeare, 2007) é um dos 14 volumes já adaptados, com ilustração de Emma Vieceli! Cada volume é ilustrado por um artista diferente, apresentando um misto de estilos.

Um ponto interessante dessa adaptação é o fato de Richard se utilizar da reinvenção da obra clássica, ainda que mantenha os diálogos, falas e linguagens originais. A novidade está no fato de que a história nos quadrinhos se passa em um ambiente de uma Dinamarca futurista. Estamos no ano 2107 e o príncipe Hamlet protagoniza a tragédia tão conhecida por muitos. A morte do seu pai transforma a personalidade e os planos do jovem príncipe, e com ele embarcamos em meio a angústias, atitudes (im)pensadas e desafios. Tendo para isso como pano de fundo uma Dinamarca vitoriosa e próspera que não se curva a nenhuma ameaça de guerras, mesmo sendo essas constantes.

A tradução brasileira ficou a cargo de Alexei Bueno, um poeta que possui muito conhecimento da obra e estilo shakespeariano. Com isso conseguiu manter muito da essência dos versos e rimas da obra original, que por sua vez foi mantida pelo próprio Richard Appignanesi durante a adaptação. O que chega a nós, por meio da editora Galera Record, é um trabalho excelente e belíssimo. William Shakespeare, apesar de ser um autor cheio de controvérsia quanto a autenticidade de suas obras é ainda assim um autor completo e genial, sendo portanto o motivo maior da excelência desse trabalho.

Hamlet: Mangá Shakespeare (Galera Record, 216 pág.) é também uma forma de trazer a literatura clássica para o gosto dos jovens. Embora alguns discordem do benefício das adaptações, elas trazem essa positividade de serem um intermédio ou prelúdio de um hábito de leitura apurado e rico. A linguagem cinematográfica comum  nos quadrinhos mangás ajuda a prender o olhar sobre as cenas, que casam perfeitamente com o texto. Não há como não se prender à leitura.

Emma Vieceli foi vencedora do Tokyopop Rising Stars of Manga, que é um prêmio importante em descobrir novos mangakás, ainda que não japoneses. É também integrante do Sweatdrop Studios e está adaptando para Graphic Novel a série de livros Vampire Academy [Academia de Vampiros], publicada pela editora Agir. Seu traço é muito expressivo e enxuto, embora seja um pouco irregular, o que não quer dizer que seja ruim, pelo contrário, dá um aspecto próprio e diferente, bem agradável. No blog da autora é possível ler uma webcomic intitulada DragonHeir [em inglês], um de seus trabalhos disponibilizado gratuitamente. Além de Hamlet, ela ilustrou também o volume Much Ado About Nothing [Muito Barulho Por Nada, ainda sem tradução] dessa série, mas já está disponível pela Galera Record o volume de Romeu e Julieta [com ilustrações de Sonia Leong], fiquemos aguardando os próximos da série. Recomendo!

14 comentários

    • Pois é Gustavo!
      A Emma e todos os outros desenhistas estão de parabéns, cada um tem um traço legal e em estilos diferentes! Têm uns que você vai adorar!

      Abraços

      Curtir

  1. Ademar, estou feliz demais com a sua volta ao blog. Suas resenhas, artigos e análises fazem falta pra todos os leitores do Cooltural. Entre eles eu me incluo, claro.
    Vamos à obra aqui resenhada: achei incrível quendo vc me falou sobre ela. Adaptar Hamlet (Shakespeare) para os quadrinhos já é muito bom. Mas no estilo mangá é uma coisa inesperada!!! Gostei da sua análise da obra e fiquei interessadíssimo em conhecê-la, principalmente quando vc diz que a autora transpôes a ação para um tempo no futuro. Interessante isso, não? Cada vez mais os autores estão ficando ousados. Tomara que acertem sempre, pois mexer em clássicos é sempre temeroso.
    Grande resenha, com o seu estilo inconfundível de sempre. E mais uma vez, querido amigo, parabéns pela volta já tão esperada por todos nós.

    Curtir

    • Ow Sérgio obrigado pelo carinho! Eu gosto muito desse blog, pena que não posso me dedicar exclusivamente a ele! A ideia da série em si já é excelente! Eu espero que você leia também e dê sua opinião novamente!

      Está virando uma certa onda essa de adaptar clássicos com doses de fantasias e ficções científicas!

      Abraços!

      Curtir

  2. Aêê! Finalmente post novo! ^^ Já estava com saudade!

    Acho que a Emma foi ousada, o que eu adimiro bastante.
    Eis ai a forma mágica para aqueles que nao curtem mangás, mas que podem aprender a conhecer melhor e assim se permitir gostar, já que Shakespeare é Shakespeare em qualquer forma!

    Parabéns pela volta! ^^

    Curtir

    • Hehehe, pois é, até eu estava com saudades de postar aqui!

      Então Mailson, Eu também adorei a série e acho que vou grudar nela até ler tudo e explorar ao máximo ela aqui no blog. Em relação a isso aguarde uma novidade a respeito da Emma! Falarei dela de forma mais direta em breve!

      Obrigado!

      Curtir

    • Oi Neto,

      Bom ver vc comentando aqui no blog!
      Pois é, eu era meio receoso quanto a adaptações, mas depois vi que elas tem SIM seu benefício! E umas são excelentes, sem contar que é sempre bom ver a mesma coisa de vários ângulos!
      O que não pode acontecer é adaptações substituírem as obras originais, mas sim devem ser usadas como complemento da compreensão e interpretação da mesma!

      Abraço!

      Curtir

  3. Interessante você aparecer com uma adaptação justo de Hamlet. Me programei pra ler essa peça de Shakespeare ainda esse ano. xD Tomara que dê tempo. Depois vou querer dar uma olhadinha nesse quadrinho.

    Curtir

    • Oi Cássia [meu coração]

      Coincidência?! Bom, o mangá é ótimo, mas não quero que ele substitua a leitura da obra original! Vou me programar pra ler ele também, não sei se dá esse ano por conta do PIBIC/TCC!
      Quero sua opinião quando ler! E pode deixar que te mostro sim o mangá!

      Beijos!

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s