Maldito Coração, de JT LeRoy

“Eu queria que ela dissesse qual era meu nome, para que eu pudesse saber se seria menino ou menina, e como eu deveria me mover.”
JT Leroy. Maldito Coração. pág. 185.

Há quem acredite que um escândalo é a maior e melhor forma de promover um produto de entretenimento. Talvez com Maldito Coração o objetivo inicial não tenha sido esse, mas não há como não levar em conta a grande farsa em que essa obra foi concebida, assim como o escândalo que o sucedeu. Se o escândalo não veio com o lançamento, é impossível negar sua contribuição para a popularização do livro.

Em julho de 2005, chega ao Brasil, pela Geração Editorial, o livro Sarah, que havia sido lançado originalmente em 1999. Na capa a autoria era atribuída a JT LeRoy, um autor estranho e pouco conhecido, que surgiu com um imagem de certa forma marginal. LeRoy se dizia um travesti prostituto, com um passado obscuro, drogado e soropositivo e de quebra um escritor de mão cheia, que acabara de lançar um livro muito bem elogiado pela crítica. Em seguida veio Maldito Coração e outros dois livros ainda não lançados por aqui, a saber Harold’s End e Labour. Todos trazendo a mesma temática, uma saga de (má)formação sexual. Uma suposta autobiografia do autor.

O escândalo se resume ao fato de que JT LeRoy (Jeremiah “Terminator” LeRoy) não existe, ou pelo menos não como foi apresentado ao público. Em 2006 tornou-se pública a veracidade do boato de que LeRoy era um pseudônimo de uma escritora mal sucedida e cantora, Laura Albert. Laura passou anos fingido ser LeRoy por telefone e nisso construiu amizades, contatos e influência na mídia. Amigo de pessoas como Madonna, Lou Reed e Gus Van Sant, chegou até a escrever um roteiro de cinema para este último, Elephant (2003).

Quando surgiu o boato de que LeRoy era uma farsa, Laura convenceu Savannah Knoop, irmã do seu namorado, a interpretar o autor para aparições públicas. Savannah usava óculos escuros, peruca e chegou ao extremo de tentar diminuir os seios para dar fidedignidade à sua interpretação. Até que tudo foi por água abaixo. Laura se assumiu e hoje os livros são até publicados em seu nome, no entanto ela diz que as histórias são sim baseadas em fatos reais, nem sempre vividas por ela, ela diz que muitas histórias vêm de narrativas de pessoas que eram internadas nas clínicas em que ela mesma se internou várias vezes.

Depois desta longa contextualização é hora de falar do livro em si. Maldito Coração é um livro muito peculiar. Grotesco e visceral. Quase indigesto. Nu e cru. Aqui temos Sarah, que nomeia o primeiro livro do autor, uma prostituta que vive entre o sexo e as drogas. Por um simples capricho ela decide recuperar seu filho de 7 anos, Jeremiah, que havia sido levado para adoção. Assim começa a longa e sombria história da transformação e (má)formação do garotinho. Sarah se prostitui e prostitui seu filho. Ambos saem estrada a fora, numa espécie de hard sex road book.

A trama transita entre os duros sermões de Sarah, a prostituição pelas beiras de estradas, o fanatismo religioso exacerbado dos avós de Jeremiah e outros ambientes hostis, inclusive psicológicos. Jeremiah é exposto a tudo isso de forma nada sutil. A perda da inocência e a transexualização do garotinho são a chave do desenrolar da história. O livro possui uma analogia religiosa, repleta de citações bíblicas, inclusive do livro de Jeremias, que compartilha do mesmo nome do garotinho.

O livro é muito bem escrito, apesar de toda a aversão que pode causar àqueles cheios de pudores. Como ponto negativo deve-se mencionar a pequena falha da Geração Editorial que deixou passar muitos erros grotescos, principalmente ortográficos e de edição. Quanto à construção da obra, a narrativa evolui de uma realidade ficcional nua e crua para um ambiente metafórico repleto de psicodelia. Tudo isso para representar a transição do garotinho que sai de uma possível realidade para um mundo subversivo e absurdo.

Clique para ampliar

Em 2004, o livro foi muito bem adaptado às telonas por Asia Argento, que assume a adaptação do roteiro, a direção e a atuação (no papel de Sarah). Logicamente, Asia não transpôs o livro para as telonas tal e qual ele é, mas não deixa em nada a desejar e sim, o filme está bem fiel ao livro. O roteiro é excelente, já que o livro também o é. Se em palavras a digestão é difícil, imagine em imagens. O elenco conta com nomes como Marilyn Manson, Peter Fonda, Ben Foster e Winona Ryder.

Quando ganhei este livro (e filme) de um amigo muito especial, fiquei extremamente curioso para conhecer essa história bizarra, mas tive que esperar o momento certo, que eu nem mesmo sei dizer como identifiquei, mas acho que encontrei sim esse momento. A história permite uma grande reflexão e nos obriga a repensar muitas coisas. Sem mais delongas, me resta recomendá-lo a todos os que ficaram curiosos. Aos cheios de pudores não sei se é uma boa aventura, cuidado com as possíveis náuseas.

Título / Título original: Maldito Coração / The Heart Is Deceitful Above All This
Autor(a): JT LeRoy (Laura Albert)
Editora: Geração Editorial
Tradução: Santiago Nazarian
Edição: 2006 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2001
Páginas: 218

Onde comprar:
Estante Virtual | Saraiva | Cultura

4 comentários

  1. Achei que a história por trás desse livro tão interessante quanto o próprio livro.
    Acho que é disso que eu estou precisando. Um livro bem grotesco para me dar um choque de realidade rsrsrsrs.

    Curtir

    • Enio,

      Eu concordo contigo, acho que toda essa farsa da Laura Albert é quase tão interessante quanto o livro em si.
      Se você busca um choque de realidade, pode ter certeza que dá pra conseguir com esse livro. Veja o filme também se possível.

      Abraços

      Curtir

    • Alysson,

      Acho que todo mundo se interessa por esse lance da farsa, isso é a prova que esse tipo de escândalo funciona na promoção do livro.
      Obrigado pela visita e pelo comentário.
      Abraços!

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s