O Homem Casado, de Edmund White

Edmund White é um autor para todos os gostos. Além de romancista, ele ainda é escritor de contos e crítico literário. O autor é conhecido principalmente por Um Jovem Americano (1982), o primeiro volume de uma trilogia autobiográfica, seguida por O Lindo Quarto Está Vazio (1988) e Sinfonia a Despedida (1998). Além destas, ainda podem-se citar: O homem casado (2000), Genet: Uma Biografia (1993) e Marcel Proust (1998).

Quem vê o título acredita que o drama do livro girará em torno de conflitos em relação ao estado civil de um dos amantes (destacado no título), mas não é bem disso que se trata o livro. O Homem Casado, contado de forma resumida, é ambientado no fim da década de 1980 e início de 1990 e tem como um dos personagens principais Austin Smith, um jornalista americano que vive em Paris. Este por sua vez conhece Julien, “o homem casado”. O romance acontece de forma longa e estável. Austin, abertamente soropositivo, sofre por estar com Julien, aparentemente “limpo”. No desenrolar da estória os fatos são desfeitos, fazendo com que o livro possua uma leitura difícil, dura e carregada de emoções.

Sempre tive interesse em ler este livro, mas como ele é de um custo relativamente alto, sempre adiei sua compra. Certo dia vasculhando uma loja de sebos on line, acabei não resistindo e comprei uma edição. Confesso que me assustei como os sebos são acessíveis em relação ao custo e possuem uma ótima qualidade nos livros. Acredito que isso se dá por este ser um livro incompreendido.

Os primeiros capítulos do livro são bem divertidos. É o momento onde os personagens se conhecem, mostrando suas principais diferenças – culturais, de idade e temperamento – de forma cômica, proporcionando ao leitor muitas gargalhadas, principalmente com a forma irônica e escorregadia do Julien tratar a situação. A metade do livro se passa em vários locais diferentes, deixando a leitura cansativa por conta da imensa quantidade de descrições. O livro não fica ruim por isso, só acredito que este fato muda um pouco o foco da estória em si, do drama em que os personagens vivem.

Embora o livro trate de tema polêmico, não posso negar que me decepcionei com boa parte dele. Essa decepção inclui vários fatores: final bastante previsível, quantidade excessiva de descrições, foco em personagens que não acrescentam nada a narrativa, dentre outros. Eu gosto de romances homossexuais, acho que eles mostram o lado mais sentimental e mais íntimo dessas pessoas. Mas devo reconhecer que a grande maioria dos livros com temática LGBT é mal escrita. Embora essa característica específica não se estenda a’O Homem Casado.

Por conta do período em que o romance é ambientado, podemos ver como a AIDS era vista pelos homossexuais daquela época. Mas não consigo compreender o porquê do autor de forçar a imagem de que os personagens gays são mais inteligentes e refinados que os outros. A quantidade de referência citada para representar isso é gritante: a variada comida (de diferentes lugares), vinhos ou outras bebidas e música.

Gostei da ideia de ver como os personagens lidam com amores do passado, principalmente Austin. É o maior exemplo de que quando se gosta, pode sim continuar convivendo mesmo estando com outra pessoa. Achei fantástica também a forma como uma relação entre um homem maduro e um garotão é bem construída. Sem espaço para preconceitos entre eles ou mesmo entre os grupos aos quais eles pertencem.

Da edição que li, não gostei da quantidade de expressões em francês sem serem traduzidas, ou a quantidade de referências sem que houvesse nenhuma nota de rodapé. Um exemplo disso é a expressão poseur, que se eu já não conhecesse, não compreenderia algumas falas durante a leitura. É uma boa leitura, mas é preciso estar numa vibe diferente para aceitá-la.

Título / Título original: O Homem Casado / The Married Man
Autor(a): Edmund White
Editora: Arx
Tradução: Carlos Fontoura
Edição: 2002 (2ª)
Ano da obra / Copyright: 2000
Páginas: 408

Onde comprar:
Estante Virtual | Cultura

—————————
by José Mailson
Twitter | Skoob | Facebook 

Anúncios

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s