O Caminho do Poço das Lágrimas, de André Vianco

O Caminho do Poço das Lágrimas

Eis que lhes apresento um livro que me surpreendeu bastante. Primeiro que, quando comprei, eu o escolhi porque estava em promoção; e segundo porque era do André Vianco. Nem ao menos me dei ao trabalho de ler a sinopse, pois confio na qualidade do trabalho deste autor. Não me decepcionei em nada. Uma das coisas mais legais que achei logo de cara foi a junção da escrita gótica do Vianco com as ilustrações fabulosas do Lese Pierre, dando ao livro uma roupagem juvenil para o tema denso que ele traz.

Narrado em forma de fábula, com direito a ser iniciado com “Era uma vez…”, somos apresentados aos três personagens – Jonas (pai), Ingrid (filha) e Bosco (filho) – em uma viagem por uma estrada escura. Após uma noite de descanso antes de chegarem ao destino, eles acordam deitados em um vasto campo verde. O carro em que viajavam sumiu e só restou uma estradinha de pedras e uma placa que indica “O Caminho do Poço das Lágrimas”. É nesse contexto que vários perigos e mistérios são apresentados.

Em seu 13º romance publicado, André Vianco traz uma história que permite discussões sobre as relações da família moderna. Aqui o pai é o responsável por arcar com as despesas da família, tornando-se cada vez mais distante dos filhos. Com uma leitura fácil e bem acessível, o autor se utiliza de algumas metáforas para abordar temas ainda mais fortes, como a morte. Às vezes temos a ideia de que ele esteja incentivando o leitor a enfrentar seu “bicho papão”; tentando mostrar que a arma para combatê-lo está dentro de nós.

Embora a história se pareça confusa em alguns momentos, intercalando os acontecimentos relacionados à estrada de pedra e os vividos numa floresta coberta de neblina, tudo é bem amarrado no final. Não se deixem enganar pela capa gótica (e até mesmo estranha, rs) nem pela sinopse – ou por qualquer outra coisa que tenham visto ou lido sobre este e outros livros do André Vianco, seus temas e sua forma de apresentá-los sempre mexem com as pessoas de uma forma especial. Como se ele reconhecesse seus/nossos traumas e, a partir dessa informação ele criasse uma forma de nos fazer encará-los, enfrentá-los.

Este foi o terceiro livro do autor que eu li, mas nenhum deles foi sobre vampiros, ainda. Todos os que li abordam a morte de uma forma mais moralista, mas mesmo assim acho que vale a pena conferir. Outra coisa que me chama atenção nas obras do Vianco, é que, de certa forma, ele costuma trazer sua vida para seus livros. No caso deste, a ideia de escrevê-lo veio a partir de uma história de ninar que ele criou para suas filhas, até que um dia ele resolveu compartilhar com todos os seus fãs. E ficou magnífica.

Para quem curtiu essa dica, gostaria de indicar os outros dois livros semelhantes dele que li: A Casa (2002) e Sementes no Gelo (2002). Espero que gostem.

Já leram alguma coisa do André Vianco? Curtiram a resenha?! Comentem!
Leia também: Entrevista: André Vianco

Título / Título original: O Caminho do Poço das Lágrimas
Autor(a): André Vianco
Ilustrações: Lese Pierre
Editora: Novo Século
Edição: 2008 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2008
Páginas: 200

Onde comprar:
Submarino | Saraiva | Cultura

—————————
by José Mailson
Twitter | Skoob | Facebook 
| Filmow

Anúncios

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s