O Preço de Ser Diferente, de Mônica de Castro (Ditado por Leonel)

O Preço de Ser Diferente

Sei que sou um pouco diferente. Mas é que não consigo ver os erros que as pessoas costumam apontar nos outros. Observo as diferenças de comportamento, de gostos, de ideais. E isso, para mim, é natural, faz parte da vida. Mas não consigo ver essas diferenças como aberração, apenas como diversificações no jeito de viver, sentir e pensar”.
Mônica de Castro (Ditado por Leonel), O Preço de Ser Diferente, pág. 92.

Sempre tive vontade de ler um livro espírita, mas alguma coisa não me permitia. Um belo dia soube da existência deste, que a partir de então me deixou mais curioso que antes. Sempre quis saber qual a visão dos espíritas em relação à sexualidade. Então achei que ler O Preço de Ser Diferente, de Mônica de Castro (Ditado por Leonel) seria uma forma de romper uma barreia dupla. Assim fiz. Acreditem, foi uma experiência e tanto. Mesmo que o livro tenha sido escrito pela Mônica de Castro, ele é dito como livro espírita, pois toda a narrativa é ditada Leonel (o Espírito). E foi nesse ponto que fiquei mais intrigado, já que não partilho da doutrina espírita.

De forma bem resumida, somos apresentados a Romero, um garoto de 14 anos que sofre a discriminação por ser diferente dos demais alunos de sua escola. Mas sua vida ainda é um pouco mais triste, já que ele tem um pai (Silas) autoritário e machista e uma mãe (Noêmia) completamente submissa, ficando apenas sob proteção de sua irmã (Judite) mais velha, pois ela é a única que ainda possui alguma coragem. Toda a relação é tão tensa que, após Silas perceber tendências homossexuais no filho, ele o leva a um prostíbulo. É uma situação muito constrangedora.

Mas como dizem que “desgraça só vem muita”, após uma sessão de cinema, Romero é violentado por um rapaz chamado Júnior e, apesar da dor física e emocional, o garoto não pode contar com a compreensão do pai, já que ele o proíbe de tocar no assunto com quem quer que seja. Tudo parece melhorar para Romero, quando ele conhece Mozart, um rapaz de 17 anos, cuja família é mais liberal. Um início de namoro acontece, mas não demora muito até que Júnior conta tudo para Silas. Mais agressões acontecem e o jovem é internado, onde ele conhece Dr. Plínio. O médico, tocado com a história do garoto, leva-o para casa e decide cuidar dele. Rafael, cunhado do médico, antipatiza com Romero de imediato. Mais tristeza e angústia se seguem, principalmente porque nesse ínterim, Mozart vai estudar na Europa e os dois perdem contato. Todas essas situações acontecem em menos de 70 páginas.

Achei o livro bem escrito, já que ele trata da homossexualidade de uma forma bem natural. Embora a justificativa seja óbvia, mas Mônica de Castro (ou Leonel) mostra que não se escolhe ser homo ou heterossexual, mas que se nasce assim. Pode-se observar que as teorias não se baseiam apenas nos aspectos espirituais (embora prevaleçam). Nos momentos narrados no plano espiritual são onde os fatos são explicados. Gostei de poder imaginar como se pode evoluir através da reencarnação.

Neste livro, a sociedade é mostrada como realmente é, com todo o seu moralismo e crueldade para quem não o segue. O preconceito é realmente muito intenso e não só para Romero e sua sexualidade, mas também nas outras esferas, como no caso de Noêmia, que partilha do pensamento que mulher deve sempre seguir as vontades do marido, mesmo reconhecendo que ele está errado. Isso deixa claro que o preconceito no meio familiar pode causar uma dor ainda mais forte. Embora essa ideia tenha mudado com o passar dos anos, mas algumas formas de agir estão tão enraizadas na cultura que muitos dos “diferentes” – cor, classe social, religião, etc. – não conseguem se aceitar e acabam sofrendo com isso.

Por fim, achei uma experiência válida, não só em relação à homossexualidade, mas em vários outros pontos abordados no livro. Se a sociedade não se conscientizar que todos somos singulares em algum aspecto, faremos com que muitas pessoas paguem caro “O Preço de Ser Diferente”.

Quem já leu algum livro espírita? Conhecem a Mônica de Castro? Comentem!

Título / Título original: O Preço de Ser Diferente
Autor(a): Mônica de Castro (Ditado por Leonel)
Editora: Vida & Consciência
Edição: 2004 (2ª)
Ano da obra / Copyright: 2004
Páginas: 354

Onde comprar:
Estante Virtual

—————————
by José Mailson
Twitter | Skoob | Facebook 
| Filmow

6 comments

    • Olá, Camila.
      Bom vê-la por aqui!😀
      Acredito que você, sendo espírita, irá apreciar mais da mensagem que ele passa. Mas realmente eu gostei muito. Gosto de livros que falam do respeito a condição do outro! ^^
      Beijos
      (P.S.: Adoro seu blog *momento tiete* rs)

      Curtir

  1. O livro é um espetáculo de narrativa, de reflexões profundas e de enriquecimento moral além de qualquer doutrina. Me considero espírita e espiritualista. Li ele em dois dias tamanha a ansiedade de ver o desfecho. Espero que também tenham esta prazerosa experiência. Abcs

    Curtir

  2. Sou espírita e li vários livros espíritas. O Espiritismo, além de religião, é ciência e filosofia de vida. Pena que muitos julguem-no precipitadamente e pensem que é coisa do demônio! Ha! Se pegassem um livro espírita e lessem…

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s