Lançamentos #13

Olá, queridos leitores! Vamos a nossa seleção dos lançamentos editoriais para esse mês de Agosto. Confiram!

Grupo Editorial Record

Ecos da Mente-horzO Grupo Editorial Record lança, pela Editora RecordEcos da Mente (462 págs.), de Richard Powers, que conta a história de Mark Schluter, um rapaz que, após sofrer um acidente e passar um tempo em coma, acorda sem reconhecer a própria irmã. Esta, na tentativa de ajudá-lo, recorre ao médico Weber, que logo diagnostica a rara síndrome de Capgras no rapaz. Mas essa doença promete afetar a vida de todos; e O Culpado (350 págs.), de Lisa Ballantyne. Este, é um thriller que narra os acontecimentos relacionados a morte de um menino de 8 anos, onde o principal suspeito é seu amigo de apenas 11 anos, com quem ele brincava minutos antes do assassinato. Embora o responsável pelo caso tenha experiência com jovens delinquentes, este o obrigará a confrontar dramas do próprio passado. Já a Editora Verus lança O Chamado do Anjo (336 págs.), de Guillaume Musso, que é um suspense onde um homem e uma mulher têm suas vidas unidas ao se esbarram num aeroporto e espalhar suas coisas pelo chão. Na pressa de recolher tudo, os protagonistas ficam com os celulares trocados e, movidos pela curiosidade, acabam chegando a uma revelação inesperada: suas vidas estão ligadas por um segredo que eles julgavam enterrado para sempre.

Novo Conceito

Uma Prova de Amor-horzA Editora Novo Conceito traz o novo romance da Emily GiffinUma Prova de Amor (432 págs.). Neste, a autora conta a história de um casal amoroso, companheiro e que não quer ter crianças. No entanto, o inesperado acontece: um dos dois muda de ideia a respeito dos filhos. A grande dúvida que surge é: o que será do casamento dos sonhos? A Outra Vida (272 págs.), de Susanne Winnacker, é uma distopia onde o mundo atual mudou completamente, por causa de um vírus. Todas as pessoas se transformaram em mutantes assustadores. A protagonista tenta sobreviver nesse novo mundo, até que conhece um rapaz que ajuda a tornar seus dias mais “fáceis”. A questão é: como viver um amor no meio de tanta devastação? Manuscritos do Mar Morto (480 págs.), de Adam Blake, é um thriller conspiratório. Uma policial, que não está vivendo seus dias de glória, é designada a investigar a morte de um professor universitário, mas o inquérito vincula a morte deste professor às de outros historiadores que trabalharam juntos em um obscuro projeto sobre um manuscrito do início da Era Cristã. Escondido entre os pergaminhos do Mar Morto, um códice mortal (manuscrito gravado em madeira) pretende desvendar os segredos que envolvem a morte de Jesus Cristo.

Arqueiro

Não Brinque Com Fogo -horz

A Editora Arqueiro vem apostando no trabalho de John Verdon e Não Brinque com Fogo (400 págs.), terceiro romance do autor, promete ser um sucesso. Neste, uma jornalista decide fazer um documentário sobre os efeitos que assassinatos em série de dez anos atrás tiveram nos membros das famílias das vítimas. O assassino, que se autoidentificou como “Bom Pastor”, nunca foi capturado. Assim, uma nova investigação surge e, com isso, uma série de dúvidas sobre a versão oficial, além de atrair muitos inimigos – inclusive o próprio Bom Pastor. Outra aposta da editora é Nicholas Sparks, e nesse mês ela lança, antes do mercado americano, seu novo romance, Uma Longa Jornada (368 págs.), que conta a história de dois casais de gerações diferentes que o destino uniu. O primeiro é Suphie e Luke (ex-namorado da amiga), que se conheceram após Luke salvar a garota num rodeio. O segundo é Ira e Ruth, onde o primeiro sofreu um acidente de carro e tenta, a todo custo, manter a consciência e não esquecer a amada. A Editora Sextante lança o livro Porta dos Fundos (240 págs.), com 37 roteiros dos esquetes famosos da internet. Este possui fotos exclusivas e comentários dos autores, suas inspirações, reflexões e muito mais.

Intrínseca

Vidas Provisorias-horz

Vidas Provisórias (240 págs.), de Edney Silvestre, traz a história de dois personagens expatriados, separados no tempo e na geografia, que devem aprender a conviver com o exílio. Um é torturado e expulso pela ditadura e a outra foge, durante o governo Collor, por conta da violência. O primeiro tenta construir sua vida e família na Suécia, embora seu passado ainda o perturbe, a outra, sem falar inglês, aceita a vida anônima que vive nos Estados Unidos. Cidades de Papel (368 págs.), de John Green, conta a história de um garoto que tem um amor platônico por sua vizinha, até que um dia ela surge pela janela de quarto dele, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um plano de vingança. Ele aceita. No dia seguinte, a garota está desaparecida. Algumas pistas aparecem e ele começa a segui-las, mas a garota que ele encontrará não será mais a mesma. Perdão, Leonard Peacock (288 págs.), de Matthew Quick, é um thriller que conta a história de Leonard Peacock, que no seu aniversário decide matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar. Mas antes ele quer se despedir de quatro pessoas importantes na sua vida. Nesses encontros o jovem aos poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto.

Geração Editorial

O Amor é Outra Coisa-horzO Amor é Outra Coisa (160 págs.), de Edson Aran, publicado pela Jardim dos Livros, começou como um “meme” no Twitter, e o autor acabou reunindo neste livro toda a série “o amor é outra coisa” e também vários outros pensamentos igualmente inúteis sobre a dor da existência, o sentido da vida, os descaminhos da humanidade e a busca da felicidade, juntando o melhor do seu amor e do seu humor. A Editora Geração lança Paralelos (432 págs.), de Leonardo Alkmim, que é uma fantasia onde os irmãos gêmeos – Alexandre e Vítor – sofrem um acidente, mas apenas Vítor sobrevive. Numa dimensão paralela, Alexandre descobre que quem deveria sobreviver era ele e não o irmão, e isso posse causar vários problemas no cosmos. Embora em dimensões diferentes, os gêmeos precisarão lutar para restaurar o equilíbrio do Universo. A editora traz também mais um título da Coleção Muito Prazer,  desta vez escrito por Leonardo MidasRedes Sensuais (480 págs.) é um romance envolvendo aventuras, perigos e prazeres encontrados nas redes sociais e no mundo virtual. Um romance erótico que promete uma visão extremamente realista do impacto da internet sobre os relacionamentos.

Companhia das Letras

Pileques-horz

O Selo Má Companhia, lança Pileques (112 págs.), de F. Scott Fitzgerald, que é uma crônica da paixão de um homem pelos estados alterados da mente provocados por bebidas alcoólicas. É também o testemunho de uma era (1920), a grande fascinação do autor. A Editora Seguinte traz Sombras Vivas (304 págs.), de Cornelia Funke, o segundo livro da série Reckless. Neste, ainda no Mundo do Espelho, o protagonista Jacob Reckless precisa se libertar de uma maldição, mas sua última alternativa é uma lendária balestra, capaz de dizimar exércitos, mas também de salvar aqueles que realmente precisam. Mas para isso ele enfrentará muitas aventuras, perigos e desvendará muitos mistérios. Já a Companhia das Letras aposta em mais uma edição do Levantado do Chão (400 págs.), de José Saramago. Publicado inicialmente em 1980, este foi o romance que começou a chamar atenção para Saramago. O livro conta a saga de várias gerações da família Mau-Tempo, formada por trabalhadores rurais da região do Alentejo, sul de Portugal.

Prumo

A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça-horzA primeira aposta da Editora Prumo é no terceiro título da Coleção Graphic Chillers – que traz clássicos do horror em HQ -, A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça (32 págs.), de Washington Irving (Texto Original) e Joeming Dunn Jeff Zornow (Roteiro/Arte). Num povoado distante, coisas estranhas começam a acontecer após a chegada de um homem extremamente reservado. Móveis se movimentam sozinhos, dinheiro e comida são roubados e barulhos são ouvidos durante a noite. Confinados (192 págs.), de João Batista de Andrade, é um romance onde uma cidade está tomada pela violência. Os personagens estão confinados em suas casas e perdem-se em seus labirintos de medo, dúvidas, solidão. As pessoas agem nas penumbras para que não serem reconhecidas, agarrando-se ao seu próprio medo e na falta de saídas para a vida. Prodigy (304 págs.), de Marie Lu, é o segundo livro da série Legend, uma distopia onde os Estados Unidos se apresenta dividido em duas nações em guerra: a República da América e as Colônias. Os protagonistas – a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República –, que já estiveram em lados opostos, agora têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações.

Postagens relacionadas:

Resenha: Um Amor para Recordar, de Nicholas Sparks
– Resenha: Eu Sei o que Você Está Pensando, de John Verdon
– Resenha: Feche Bem os Olhos, de John Verdon
– Resenha: Caim, de José Saramago
– Resenha: A Felicidade é Fácil, de Edney Silvestre
– Resenha: Will & Will, de John Green e David Levithan 
– Resenha: O Lado Bom da Vida (Silver Linings Playbook, 2012)
– Resenha: Jake & Mimi, de Frank Baldwin
– Entrevista: John Verdon

Curtiram as novidades? Comentem!

6 comentários

  1. Adorei Redes Sensuais! Li em 2012, este parece ser um relancamento com outro selo editorial. Recomendo e vou comprar porque quero ter esta versão também. Show de bola para quem curte um erótico bem realista (sem milionários!).

    Curtir

    • Esse livro me pareceu bem interessante, Amanda.
      Eu li Jake & Mimi, que resenhei (http://wp.me/pCGut-IC), que era da Coleção Carpe Diem, e a editora relançou como Algemas de Seda: A História de Jake e Mimi, na Coleção Muito Prazer.
      Adorei saber que a história é “sem milionários”! haha
      *-*

      Curtir

  2. Porque tantos livros? Me explica kkkkkkkkkkk!

    Eu adorei as novidades das editoras, em especial do novo livro da Susanne, já que sou fã dela.

    Mas em relação as capas de livros, as que mais me encantei foi com as da Record. E esse novo livro do Sparks, esse homem é uma máquina, a capa que achei meio sem sal.

    Abraço;

    Curtir

    • Acredito que tenho uma resposta para essa sua pergunta, Kelry…
      Esta quantidade (incrível) de novidades serve apenas para atiçar nossos desejos compulsivos de leitura kkk.
      Ainda não conheço o trabalho da Susanne, mas este livro me parece incrível.
      Também sou fã de capas de livros, rsrs
      E ainda preciso matar minha curiosidade em relação ao Sparks.

      Abraços!

      Curtir

    • Apenas compartilhamos o que sentimos, Soraya! hahaha
      Eu queria ler A Culpa é das Estrelas primeiro. Mas a história de Cidades de Papel me pareceu ser bem fofa ^^ (E tensa, rs)

      Atualmente estou assim, pena que não tenho retorno financeiro… Bem que poderiam criar um emprego para leitores! haha
      Beijos!

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s