Pecados da Casa dos Borgia, de Sarah Bower

Capa Pecados da Casa dos Borgia V2 RB.ai

 – Eu detesto sua família. Uma hora eles são simpáticos, incluem todos, na hora seguinte, se fecham, e ninguém é bom o suficiente.
– E todas as famílias não são assim?
– Como posso saber? A minha me negociou. Eu fui apenas parte de um pacote que meu pai preparou para ajudar seu tio Rodrigo a comprar as chaves de São Pedro.
Sarah Bower, Pecados da Casa dos Borgia, pág.285

Meu interesse pelos Borgia surgiu após ler a série de HQs homônima, escrita pelo espanhol Alejandro Jodorowsky e ilustrada pelo italiano Milo Manara. Antes disso, eu pensava neles apenas como mais uma família histórica. Ao pesquisar mais sobre eles, descobri que fizeram história graças à sua inteligência para sair de situações que pareciam perdidas. Eles foram uma família nobre espanhola-italiana que tiveram uma grande influência durante o Renascimento. Dentre os personagens mais famosos dessa família, estão: Rodrigo Borgia, que se tornou o papa Alexandre VI, responsável por uma série de intrigas e disputas territoriais; César (Cesare) Borgia, um príncipe, cardeal e nobre italiano, filho de Rodrigo Borgia; e Lucrezia Borgia, uma filha ilegítima de Rodrigo Borgia.

Retrato de uma Mulher (presumido retrato de Lucrezia Borgia)
Retrato de uma Mulher (presumido retrato de Lucrezia Borgia)

Ao ver que a Record iria lançar Pecados da Casa dos Borgia, de Sarah Bower, fiquei muito curioso e ansioso para conhecer mais sobre essa família cheia de polêmicas. E o que mais me chamou atenção nesse romance é que ele é narrado por uma das damas de companhia de Lucrezia Borgia, Esther Sarfati. Uma judia convertida ao cristianismo para ajudar Lucrezia após seu terceiro casamento, com Alfonso D’Este. A leitura é facilitada porque o livro é dividido em quatro partes, narrando desde o nascimento de Esther, até seu triste final.

Falar da narrativa seria um tanto redundante, uma vez que a sinopse já deixa claro o que iremos encontrar. Mas, apesar disso, é um livro maravilhoso. E triste. Ler sobre o amadurecimento sofrido de uma jovem é realmente perturbador, principalmente quando esse amadurecimento acontece de forma precoce. O fato de ser um romance histórico, ambientado no final do século XV, dá ao romance um “quê” de glamour e crueldade.

Retrato de um Cavalheiro (Cesare Borgia), por Altobello Melone.
Retrato de um Cavalheiro (Cesare Borgia), por Altobello Melone.

Embora Esther seja a personagem principal da trama, e a narradora da história, a autora consegue construir personagens ricos e encantadores. Ainda que sejam muitos e com nomes muito parecidos, podemos perceber a importância de cada um para a trama. Acredito que uma das falhas da autora foi passar boa parte do livro focando na relação entre Lucrezia e Cesare. Isso pode ser considerado uma tentativa de reafirmar um possível amor incestuoso entre ambos. Mas, quando pensado nessa relação voltando o foco para Esther, ela nada mais seria que a responsável pelo desenrolar trágico da vida da protagonista.

A autora fez um excelente trabalho como historiadora. Nela podemos reconhecer como eram as batalhas por terras e as disputas religiosas durante o Renascimento. A escrita é incrível, repleta de sentimentos intensos, e cenas “fortes”. E, embora seja uma das relações secundárias da trama, mas vale ressaltar que a amizade entre Esther e Ângela, prima e dama de companhia de Lucrezia, foi fator determinante para a construção do caráter e consequências na vida de Esther.

Por fim, e considero a grande estratégia para que o leitor chegue ao fim das mais de 600 páginas, é o fato de que a cada começo de capítulo, a autora cita fragmentos de uma carta. Inicialmente esses fragmentos acabam sendo ignorados, até que percebemos que eles são partes fundamentais para o fim da história. Sobre essa carta, o que pode ser dito é que ela é repleta de amor, e belas palavras. Leitura um pouco demorada por conta da quantidade de páginas e detalhes da ambientação, mas que vale muito a pena. Recomendo!

Postagens relacionadas:

– Resenha: O Anatomista, de Federico Andahazi
Resenha: Em Busca da Vera Cruz, de F. Fernandes

Ficha Técnica

Capa Pecados da Casa dos Borgia V2 RB.aiTítulo: Pecados da Casa dos Borgia
Título original: Sins of the House of Borgia
Autor(a): Sarah Bower
Editora: Record
Tradução: Mariluce Pessoa
Edição: 2013 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2011
Páginas: 616
Sinopse: Quando, na infância, a judia Esther Sarfati foge da inquisição na Espanha e chega a Roma, ela não imagina que, anos mais tarde, será jogada no turbilhão de intrigas, corrupção e luxúria que envolve a corte de Alexandre VI. Convertida ao cristianismo para se tornar dama de companhia de Lucrezia Borgia, filha bastarda do papa, ela logo é seduzida pelo envolvente Cesare, duque Valentino, irmão mais velho de sua senhora. A paixão cega e doentia a conduzirá a uma rede de conspirações, mas um segredo assustador testará sua lealdade e deixará marcas profundas em sua vida para sempre.

Onde comprar:
Estante Virtual | Saraiva | Cultura

8 comentários

    • *-* Obrigado, Soraya.
      E assim que li ele, imaginei que você iria gostar.
      Pelas suas resenhas eu percebi sua paixão por romances históricos! ^^
      Beijos!

      Curtir

  1. Olá, José!!
    Eu vi esse livro e queria muito comprar de presente para o meu marido, mas antes estava esperando surgir uma resenha sobre ele! E depois de ler a sua resenha, vou comprar o livro sim!!!! Tenho certeza que meu marido vai amar, já que ele é fã da história dos Bórgia!
    beijos
    Camis

    Curtir

    • Olá, Camila.
      Se ele curte a história dos Borgias, pois esse é uma boa indicação. Com certeza ele irá adorar. Uma excelente presente. ^^
      Beijos!

      Curtir

  2. Deve ser um livro giríssimo. Antes disso, terei de ler primeiro a história dos Bórgia para acompanhar melhor a narrativa deste livro. Ah, e também já tenho a série para ver.
    Boas leituras!

    Curtir

    • E ele é mesmo!
      Conhecer um pouco sobre eles é uma ideia interessante, já que o livro traz os personagens mais maduros. ^^
      Mas de qualquer forma, é uma história incrível. 🙂
      Boas leituras, também!

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s