A Garota Que Eu Quero, de Markus Zusak

A Garota que eu quero

– Você já ouviu um cachorro chorar, Steve? Sabe como é, uivar tão alto que quase chega a ser insuportável? – Ele fez que sim. – Acho que uivam assim porque estão com tanta fome que chega a doer, e é isso que sinto em mim, todos os dias da minha vida. Tenho uma fome enorme de ser alguma coisa, de ser alguém.
Markus Zusak, A Garota Que Eu Quero, pág. 100.

Certa vez, estava lendo um texto sobre o universo adolescente que continha uma constatação interessante: “ser adolescente é colocar o dedo na tomada só pra ver o que vai acontecer”. Embora pareça exagero, não tenho a menor dúvida que isso aconteça de fato. Quem me conhece sabe bem do meu interesse por qualquer coisa que esteja ligada à adolescência. Gosto de como surgem as descobertas, os amores, as angústias e as pressões nessa fase da vida. Por causa desse meu gosto, acabei iniciando a leitura do livro A Garota Que Eu Quero, de Markus Zusak, autor do best-seller A Menina Que Roubava Livros.

A Garota Que Eu Quero tem como personagem principal Cameron Wolfe, um típico adolescente tímido que se considera o fiasco de sua família, pois não possui aparentemente talento algum, nem com esportes, muito menos com garotas. Já seu irmão do meio, Rube, é totalmente diferente. Quando ele passa na rua chama atenção pela sua beleza e tem um charme capaz de envolver qualquer garota a primeira vista. O outro irmão de Cameron, Steve, é um atleta eminente de futebol americano que se tornou independente logo cedo e é tido como “imbatível”.

Quando Cameron Wolfe conhece Octavia uma das muitas namoradas que Rube teve na vida ele decide dar um up na sua vida e perder sua timidez. Octavia é de uma beleza radiante e um carisma envolvente, tanto que Cameron se apaixona por ela. Embora Cam goste muito de Rube, a ideia de ela estar envolvida com seu irmão não lhe agrada muito, pois ele sabe que Rube pode magoá-la a qualquer momento. Mas é também por esse detalhe que ele se mantém esperançoso de um dia tê-la ao seu lado.

Ao terminarem o relacionamento, Cameron vê algumas possibilidades a seu favor. Inclusive certa simpatia por parte de Octavia, uma das poucas pessoas que se preocupa de fato em conhecer o “verdadeiro” Cam, que se manifesta mais através de versos.PICEDITOR-SHD

Ao todo o livro possui vinte capítulos. Ao final de cada um deles, temos uma espécie de bilhete escrito por Cam, que na verdade funciona como um resumo do capítulo. Esses bilhetes foram o que mais me desagradaram no livro. Primeiramente, porque não acrescentavam em nada ao que tinha sido lido anteriormente; e também porque os versos soavam muito forçados, insistindo em parecer sentimental e profundo.

Já a escrita de Markus Zusak me agradou bastante, uma vez que ele traz nesse livro elementos que mais prezo em uma narrativa, como parágrafos curtos, objetivos e alguns trechos de prosa em forma de poesia. Facilitando tanto a compreensão quanto a leitura, que pode ser dar em poucas horas.

Apesar de ser um livro cheio de clichês, consegui me emocionar com algumas partes e até vibrar quando Cameron conseguia abandonar sua timidez e deixar Octavia sem palavras. Dificilmente irei esquecer Cameron dizendo ao seu irmão Steve: “eu tenho fome”. No fundo, isso diz muito sobre a maioria dos adolescentes. A busca por uma identidade, por um espaço, a fome de “ser alguém”.o-azarao-horz

A Garota Que Eu Quero é o último livro de uma trilogia sobre a família Wolfe. Os outros dois se chamam “O Azarão” e “O Bom de Briga”, ambos publicado pela editora Bertrand Brasil; já este último da trilogia foi publicado pela Editora Intrínseca. Vale ressaltar que são livros independentes, o que muda em cada um é apenas o enfoque. Nesse por exemplo, nota-se que não são revelados muitos detalhes de alguns personagens, como Sarah (irmã de Cameron) e os pais de Cam. Pretendo ler os dois primeiros para conhecê-los melhor, principalmente Sarah, que me despertou mais simpatia que o próprio Cameron.

Por fim, indico o livro para aqueles que gostam de uma leitura rápida e agradável. É um livro bobinho, mas não no sentido pejorativo da palavra. Ideal para quebrar o gelo de leituras densas.

Sequência de publicação/Cronologia da série:

  1. O Azarão (The Underdog, 1999) – Bertrand Brasil
  2. Bom de Briga (Fighting Ruben Wolfe, 2000) – Bertrand Brasil
  3. A Garota que eu Quero (When Dogs Cry ou Getting the Girl, 2001).

Postagens Relacionadas:

Ficha Técnica

A Garota que eu queroTítulo: A Garota que Eu Quero
Título original: Getting the Girl
Autor(a): Markus Zusak
Editora: Intrínseca
Tradução: Vera Ribeiro
Edição: 2013 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2001
Páginas: 176
Sinopse: O Rube nunca amou nenhuma delas. Nunca se importou com elas. Nem é preciso dizer que Rube e eu não somos muito parecidos em matéria de mulher. Cameron Wolfe é o caçula de três irmãos, e o mais quieto da família. Não é nada parecido com Steve, o irmão mais velho e astro do futebol, nem com Rube, o do meio, cheio de charme e coragem e que a cada semana está com uma garota nova. Cameron daria tudo para se aproximar de uma garota daquelas, para amá-la e tratá-la bem, e gosta especialmente da mais recente namorada de Rube, Octavia, com suas ideias brilhantes e olhos verde-mar. Cameron e Rube sempre foram leais um com o outro, mas isso é colocado à prova quando Cam se apaixona por Octavia. Mas por que alguém como ela se interessaria por um perdedor como ele? Octavia, porém, sabe que Cameron é mais interessante do que pensa. Talvez ele tenha algo a dizer, e talvez suas palavras mudem tudo: as vitórias, os amores, as derrotas, a família Wolfe e até ele mesmo.

Onde comprar:
Saraiva | Cultura | Submarino

8 comentários

    • Oi Camila,

      Difícil de ler? 😮 Também quero ler os outros. Fiz foi me espantar quando li que tinham outros dois antes, rs.

      Obrigado pelo comentário, beijos!

      Curtir

  1. Oi Nélio!
    Esse foi um dos livros que ganhei naquela Gincana que o Cooltural promoveu junto com outros 9 blogs! \o/
    Ele chegou aqui essa semana e logo logo vou ler! Adorei a resenha!
    Beeejo!

    PS: o Mais Uma Página está sorteando o livro A Passagem, de Justin Cronin. E eu já aviso que tá muito fácil de participar… Corre lá e boa sorte!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/2013/10/promocao-mais-um-livro-na-estante.html

    Curtir

    • Olá Michelly,

      Nossa, que legal. O bom desse livro é que dá pra ler rapidinho.

      Que bom que gostou da resenha 😀

      PS: Já estou participando da promoção.
      Beijos!

      Curtir

    • Fiquei feliz quando descobri que eram independentes, rsrs. Tava com medo deste ser uma continuação.
      Eu espero gostar mais dos outros livros também :S

      Beijos Soraya 😀

      Curtir

  2. Sou suspeita pra falar de Zusak pelo simples fato de ter lido tudo que foi publicado dele aqui e amar demais cada personagem que ele cria, mas pra mim esse é o segundo melhor livro dele (só perde pra “A menina que roubava livros”).
    Achei a forma que ele finalizou a trilogia perfeita, porque mesmo quem não lê os outros dois entende tudo que o Cameron passou pra chegar até aí e amadurecer. Ainda não fiz resenha dele porque me falta coragem de falar de um livro que mexeu tanto comigo, rs.
    Adorei sua resenha.

    Beijos
    Fernanda – Leitora Incomum

    Curtir

    • Pois é, Fernanda. O legal dessa trilogia é poder ler cada um deles isoladamente e ainda assim entender. Espero ler “A Menina Que Roubava Livros” em breve, afinal, é um best-seller que me parece muito bom.

      Puxa, pense numa coisa que eu acho difícil: escrever sobre aquilo que eu gosto. É uma aflição imensa. Mas quando você fizer resenha dele, com certeza quero ler 😀

      Fico feliz que tenha gostado do meu texto *_*
      Um beijo enorme.

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s