Rose na Tempestade, de Jon Katz

Rose na Tempestade

Não existe glória maior do que morrer por amor.”
Gabriel García Marquez, O amor nos tempos do cólera.

 

Rose na Tempestade, do escritor norte-americano Jon Katz, é um romance de ficção que narra a história de uma cachorrinha de pastoreio, uma border collie, de personalidade segura e tenaz, cuja lealdade ao dono e responsabilidade de manter os animais da fazenda em ordem são postas à prova durante uma forte nevasca na região. Apesar de todos os perigos provocados por essa tempestade, a corajosa cachorra permanece inabalável em sua função de protetora de cada habitante daquele lugar e luta contra todos os infortúnios, mesmo que implique arriscar a própria vida.

A escrita eficiente de Jon Katz, que não entrega o enredo de forma óbvia para o leitor, tanto consegue captar a atenção do mesmo quanto incitar a curiosidade deste sobre o desenrolar da história, além de promover um ar de mistério sobre o desfecho da trama. O próprio autor tem um border collie, mesma raça da protagonista do romance, e já escreveu diversos livros sobre animais, vida campestre e cultura geek.

Com tais obras, o autor atingiu um grande sucesso de público, tornando-se um escritor de best-seller do The New York Times. Além disso, um de seus livros já foi adaptado ao cinema, A Dog Year, dirigido por George LaVoo e com a participação de Jeff Bridges no elenco. Jon Katz também já escreveu para importantes revistas e periódicos, como a HotWired e o Slashdot, e atualmente é colunista do The New York Times e da revista Rolling Stone.

Jon Katz e seu border collie
Jon Katz e seu border collie

Em Rose na Tempestade, somos apresentados a Sam, um fazendeiro taciturno que vive numa propriedade rural, apenas com a companhia de seus animais de rebanho, duas gatas e uma cadela pastora com quem ele possui uma forte ligação. Esta última é Rose, uma pequena cachorra preto e branco, com olhos penetrantes, que se move com rapidez e confiança, além do mais, ela é a encarregada de ordenar o gado e o rebanho de ovelhas.

Atenta a qualquer mudança que pudesse ocorrer em seu mapa mental da fazenda, Rose logo pressentiu a vinda de uma tempestade de neve a qual poderia ameaçar o equilíbrio de seu mundo:

Rose sentiu a aproximação da tempestade, farejou neve e ar pesado. Lembrou-se de outros temporais, da neve, do vento e do frio letal. Sentiu um lampejo de profundo alarme percorrer-lhe o corpo como um relâmpago. O pelo no dorso do pescoço eriçou-se. O dono chamou-a, mas ela esperou um momento mais longo antes de acompanhá-lo ao interior da casa.”
Jon Katz, Rose na Tempestade, pág 18.

Além desses, outros dois personagens que têm destaque na trama são: Katie, esposa de Sam, que demorou a conquistar a confiança de Rose, no entanto, após tê-la cativado, as duas tornaram-se quase inseparáveis; e Flash, um velho cão selvagem que rondava a fazenda de vez em quando, e agora, devido ao perigo iminente da nevasca, queria buscar abrigo na fazenda de Rose. A primeira, sem nenhuma explicação plausível, no entendimento da cadelinha, simplesmente desapareceu da fazenda e nunca mais voltou, o segundo tornou-se um amigo fiel a Rose e Sam.

Katie não estava mais na fazenda porque havia falecido, porém Rose não tinha conhecimento disso, pois nunca vira Katie partir. Dessa forma, a cachorrinha pastora sempre voltava ao tronco caído onde passava as tardes com Katie e no qual ambas dividiam um pão. Apesar de saber que Katie não retornaria, Rose estava sempre vigiando aquele terreno à sua procura, esperançosa de rever sua companheira algum dia.

Assim, a tempestade logo chegou e com ela grandes adversidades devem ser enfrentadas. Esses acontecimentos não só reviram o mapa na mente de Rose, como também causam estragos completos na fazenda e perdas irrecuperáveis para todos os viventes daquele espaço. Agora todos devem lutar, homem e bichos, cada um por sua própria sobrevivência e para garantir a continuidade da vida naquele lugar.

A história é contada por meio de um narrador onisciente, que apresenta os pensamentos de Rose com sensibilidade e verossimilhança dentro da narrativa, retratando-a como uma criatura dedicada e trabalhadora, com quem seu parceiro Sam sempre poderia contar. Rose não compreendia as palavras ditas pelos humanos, todavia captava os sinais de aprovação, desaprovação ou afeto pelo tom no qual eles expressavam-se.

Tanto Sam quanto o autor Jon Katz não aprovam o tratamento humanizado que alguns animais recebem. O autor defende que os animais sejam respeitados e bem tratados, entretanto não concorda com que eles sejam tratados como gente, e forçados a assumir um comportamento que não condiz com sua natureza. Nas próprias palavras do autor para descrever o personagem Sam:

Encarava os cachorros como muitos fazendeiros o faziam. Não julgavam certo mimá-los nem os bajular. Eram animais e tinham um trabalho a fazer, assim como ele, e esperava-se que ambos o fizessem. […] Respeitava-a, como acreditava que ela o respeitasse, e elogio não era necessário. Aprovação era diferente. Cachorros não eram crianças. Vinham e iam, cuidavam de si mesmos, dormiam dentro de casa se o quisessem. Tinham vidas independentes.”
Jon Katz, Rose na Tempestade, pág. 24.

Diferentemente de outras narrativas envolvendo a presença de animais, Rose na Tempestade não é um livro biográfico que expõe uma história de superação de um ser humano por meio da amizade com um animal. Pelo contrário, o foco desse romance está nos desafios que uma cachorra pastora tem que enfrentar diariamente para cumprir seu papel no meio em que vive. Seu maior desejo é sentir-se útil no mundo e executar as tarefas que lhe cabem a fim de garantir o cumprimento da rotina para todos da fazenda. Decerto, esse é um livro que não deve ser subestimado, pois apresenta um história sensível e trágica da luta pela sobrevivência em meio a uma catástrofe, sem ser piegas ou lugar-comum.

Curiosidades:

  • Jon Katz mantém um site no qual ele compartilha suas experiências e aventuras da fazenda em que vive com sua esposa, seus quatro cães, duas mulas e dois gatos. Confira suas aventuras na Bedlam Farm => aqui!
  • Confiram este Book Trailer super especial de Rose na Tempestade, produzido pelo Grupo Editorial Novo Conceito => aqui!
  • Há também um tumblr feito pela Editora Novo Conceito contendo várias fotos de pessoas com seus companheiros caninos, uma convenção de fofuras! => aqui!

Postagens relacionadas:

Ficha Técnica

Rose na TempestadeTítulo: Rose na Tempestade
Título original: Rose in a Storm
Autor(a): Jon Katz
Editora: Novo Conceito
Tradução: Alda Porto
Edição: 2013 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2010
Páginas: 240
Sinopse: No meio de uma terrível nevasca, a cadelinha Rose insiste em dar conta de seu trabalho como pastora enquanto nos deixa a par de suas curiosas reflexões: onde está Katie, que ela nunca mais viu, embora seja capaz de sentir sua presença em todo lugar? Quem será aquele cachorro selvagem que parece seu amigo? Por que Carol, a mula, fica parada mesmo debaixo de toda a neve que cai? E onde foi parar Sam, que sumiu depois daquele barulho todo? Mas Rose não tem muito tempo para suas reflexões divertidas — e às vezes bem corretas. Agora ela deve voltar sua atenção para uma coisa muito mais séria: correr atrás de Sam, tentar encontrá-lo e, quem sabe, salvá-lo. No entanto, alguns perigos podem ser intransponíveis para uma cachorrinha…

Onde comprar:
Saraiva | Estante Virtual | Cultura | Travessa

10 comentários

    • Olá, Camila 🙂
      Cada leitor tem suas preferências, não é? 😄 Respeito a sua, mas reafirmo que esse romance tem um diferencial. O fato de a personagem protagonista ser um cachorro não banaliza a história, pois esse livro não reproduz a fórmula de “homem superando seus problemas por meio da ajuda de um animal de estimação”. Inclusive, Rose nem é tratada como animal de estimação no livro, mas como um ser independente que faz suas próprias escolhas, além de possuir uma história própria e muito interessante. Por isso, insisto em recomendar essa leitura, quem sabe um dia você muda de ideia, hein? E se mudar de ideia, não deixe de passar aqui e me contar o que achou! rs
      Beijos!

      Curtir

    • Olá, Mônica! ^_^
      Obrigada! Eu também gosto muito de livros com histórias de animais, tanto de fantasia quanto de relatos verídicos, acho que sempre rendem personagens muito interessantes. Afinal, como diria Douglas Adams, a raça humana é apenas a terceira mais inteligente da Terra! rsrs
      Beijos! 😀

      Curtir

    • Olá, Soraya! 🙂
      Obrigada! Também adoro histórias com bichos e tenho um carinho especial por cachorros. Por disso, valorizo bastante autores que se preocupam com os animais.
      Realmente acredito que você iria adorar esse livro, porque eu adorei! rsrs
      Beijos!

      Curtir

  1. Pelo jeito esse livro causa um “deja vu” em quem já assistiu ao filme “Sempre ao seu lado”. Uma pena que eu não consiga me conectar de forma satisfatória com livros que transmitem sensações de animais de alguma forma.
    Parece ser uma história bem bonita.

    Beijos
    Fernanda – Leitora Incomum

    Curtir

    • Olá, Fernanda! 🙂

      Na verdade, eu não achei a história do livro tão parecida com a do filme “Sempre ao seu lado”, pois o foco do livro não é o mesmo daquele abordado no filme. Apenas por detalhes sutis podemos perceber que a personagem Katie está morta no livro, mas esse fato não ocupa tanto espaço na narrativa.
      A relação principal de Rose com os outros personagens é por meio do trabalho, inclusive, apresenta até uma vaga semelhança com “A Revolução dos Bichos” [não considerando, nesse ponto de vista, a alegoria política e sátira ao comunismo], pois, durante a nevasca, e após a partida do fazendeiro, Rose decide organizar o sistema de fornecimento de alimentos aos animais restantes e manter a continuidade da rotina na fazenda. No entanto, vários animais, principalmente as ovelhas, entram em pânico e não conseguem acompanhar o raciocínio lógico de Rose para voltarem ao abrigo e se manterem a salvo. Um dos touros chega até a feri-la gravemente com os chifres. Somente o velho cão selvagem tenta ajudá-la a por alguma ordem naquele lugar.
      Enfim, na minha opinião, esse é um romance que vale a pena ser lido, independente do rótulo que possam atribuir a ele. E se você gosta de fortes emoções e histórias empolgantes, essa é uma delas. Se algum dia você mudar de ideia e tiver disposição para enfrentar essa nevasca, não esqueça de voltar aqui e nos contar a experiência!

      Beijos!

      [P.S.: Não desista dos livros com histórias de animais! :P]

      Curtir

  2. Engraçado, se me perguntarem não sei explicar por quê, mas nunca me interessei a fundo em tramas envolvendo animais, apesar de adorar cachorros, etc. Acho que é um pouco aquela ideia precipitada de que livros com animais seguem aquela premissa “padrão” de histórias de superação (e muitos, de fato, o são). Essa foi a primeira resenha que li de Rose na Tempestade e achei interessante saber que não é mais uma história fadada ao piegas. Ponto muito positivo, mas ainda assim não tenho aqueeeela vontade de ler, sabe.

    Um beijooo, Livro Lab

    Curtir

    • Oi, Aline! 😀
      Obrigada! Respeito seu gosto literário, mas acredito que a descrição contida na sinopse e na orelha do livro poderia ter sido mais generosa com a obra, pois pode passar uma imagem aquém da que o romance merece. Para mim, este romance acabou sendo uma surpresa, pois nele a cachorrinha border collie, assim como os outros animais, não são tratados como acessórios de um ser humano, mas como personagens que possuem seus próprios dramas individuais e seus problemas a resolver. Mesmo que não se sinta estimulada a ler esse livro algum dia, obrigada por ter nos visitado e partilhado sua opinião conosco.
      Beijos e boas leituras! ^_^

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s