Minha Breve História, de Stephen Hawking

Minha Breve História

Acho importante que as pessoas tenham uma compreensão básica da ciência, para que possam tomar decisões esclarecidas neste mundo cada vez mais científico e tecnológico.
Stephen Hawking, Minha breve história, pág. 111-112.

Minha breve história conta a trajetória de um dos cientistas mais brilhantes do nosso tempo, Stephen Hawking, cujas ideias contribuíram de modo fundamental para o avanço da ciência e do nosso conhecimento sobre o universo e a origem da vida. Autor do livro Uma breve história do tempo, que se tornou célebre por divulgar teorias científicas para um público leigo, Hawking lançou recentemente esta autobiografia, narrando desde sua infância na Londres do pós-guerra até o seu reconhecimento científico internacional.

Hawking
Hawking

Contendo uma linguagem simples e objetiva, este relato conciso e bem-humorado sobre a história de Hawking, publicado aqui no Brasil pela editora Intrínseca, traz ainda fotos pessoais raras do autor e de sua família. O livro enfoca principalmente a evolução intelectual do autor, destinando boa parte dos capítulos ao processo de descoberta e elaboração das teorias que o consagraram no mundo da física e da cosmologia, situando seu nome no seleto rol dos grandes cientistas, ao lado de gigantes, como Galileu Galilei, Sir Isaac Newton e Einstein.

Dessa forma, é necessária uma maior concentração na leitura, visto que as teorias da origem do universo e da existência de buracos negros defendidas por Hawking podem apresentar-se um tanto complexas para os indivíduos não especialistas no assunto. Apesar dessa complexidade teórica, Hawking escreve de forma acessível, fazendo o uso de analogias divertidas, o que demonstra a preocupação do astrofísico em difundir conceitos científicos para o grande público.

Stephen Hawking e a teoria do Big Bang
Stephen Hawking e a teoria do Big Bang

Apenas nos capítulos iniciais e na última parte da obra são expostos os acontecimentos pessoais da vida de Hawking, o qual a despeito de sua grave disfunção física, a esclerose lateral amiotrófica, não a explora como apelo sentimental. As referências a sua enfermidade são poucas, meramente para fins descritivos.

Tive e tenho uma vida completa e prazerosa. Acredito que pessoas com deficiências devem se concentrar nas coisas que a desvantagem não as impede de fazer, e não lamentar as que são incapazes de realizar. No meu caso, consegui fazer quase tudo o que queria. (pág. 137)

Stephen Hawking nasceu em 1942, exatamente trezentos anos após a morte de Galileu, o “pai da ciência moderna” e um dos astrônomos mais importantes que já existiu; pura coincidência ou não, Hawking também se tornou um dos cientistas de maior contribuição para a história da astronomia. Na infância, Hawking e suas duas irmãs eram encorajados pelos pais a desenvolverem curiosidade por tudo e a questionarem as coisas ao seu redor. Além disso, essas crianças tinham grande liberdade para conversar sobre qualquer tema em casa, como religião e sexualidade, por exemplo.

Desde muito cedo, Hawking tinha o desejo de saber como as coisas funcionavam, desse modo, cresceu imaginando e investigando objetos. Quando adolescente, já era apelidado de Einstein pelos colegas de escola. Ele tinha um interesse especial em ferromodelismo, o que o levou a construir alguns aeromodelos e modelos de barcos na adolescência. Entretanto, Stephen nunca teve grande talento com habilidades manuais, esse foi um dos motivos que o levaram a preferir física teórica.

Contrariando o desejo do pai de que o filho se tornasse um médico, Hawking decidiu estudar física em Oxford, assim, iniciou uma brilhante carreira na área das ciências exatas. Infelizmente, quando Hawking tinha 21 anos, foi diagnosticado com uma rara doença degenerativa, a esclerose lateral amiotrófica ou ELA, que iria paralisar seus músculos gradativamente, no entanto sem atingir suas funções cerebrais. Tal fato foi um grande choque na vida de Hawking, que o teria levado a uma situação de extrema infelicidade, se ele não tivesse se apaixonado e ficado noivo de Jane Wilde.

Superando todas as previsões dos médicos de que teria uma morte antecipada, Hawking sobreviveu e atingiu grande sucesso profissional, ele é provavelmente o cientista vivo mais famoso do mundo. E a sua previsão de emissão quântica de buracos negros permanece irrefutável até os dias atuais.

Stephen Hawking experimentando a gravidade zero
Stephen Hawking experimentando a gravidade zero

Meus primeiros trabalhos mostraram que a relatividade geral clássica colapsava nas singularidades do Big Bang e dos buracos negros. Minhas pesquisas posteriores mostraram como a teoria quântica pode prever o que acontece no começo e no fim do tempo. Tem sido um período glorioso para se viver e fazer pesquisa no campo da física teórica. Fico feliz se acrescentei algo ao nosso conhecimento do universo. (pág. 140)

Segundo o próprio autor, manter a mente sempre ativa e o bom-humor tem garantido sua sobrevivência até hoje. Minha breve história é uma obra sucinta sobre a vida de um dos mais notáveis intelectuais deste século, e certamente merece um lugar especial na cabeceira de amantes da ciência ou mesmo de qualquer leitor que aprecie uma autobiografia bem escrita. Além da história pessoal de Hawking, o livro discorre sobre as principais correntes científicas modernas e outras interessantes teorias sustentadas por Hawking, como a impossibilidade de o ser humano fazer viagens no tempo.

Curiosidades:

  • Hawking filmes 2004 - 2013A história de Hawking já foi adaptada ao cinema duas vezes, em 2004, a emissora inglesa BBC reproduziu num filme, Hawking (2004), dirigido por Philip Martin, os primeiros anos da vida de Stephen Hawking enquanto tirava seu PhD na Universidade de Cambridge e lutava contra o avanço da doença degenerativa esclerose lateral amiotrófica. Neste ano de 2013, foi lançado o documentário Hawking (2013), baseado na sua recente autobiografia Minha breve história, que conta a história de vida de Stephen Hawking, desde seus primeiros anos até tornar-se um astrofísico mundialmente reconhecido.
  • Esta animação, produzida pelo The Guardian, como parte da série Made Simple, explica de forma simplificada e por meio de ilustrações algumas ideias básicas das teorias de Hawking, com relação a buracos negros, Radiação Hawking e singularidade.
  • Stephen Hawking já fez inúmeras aparições na mídia. Já participou de programas, como The SimpsonsFuturamaDexter’s LaboratoryThe Fairly OddParentsFamily Guy e o cartoon Dilbert. Além disso, já fez uma participação especial no sitcom The Big Bang Theory, em 2012, no qual conversa com Sheldon Cooper. Também apareceu num episódio de sua série de TV favorita, Star Trek: The Next Generation, em que ele está representado por um holograma, com Isaac Newton e Einstein, jogando cartas com o personagem Data.
  • Stephen Hawking virou personagem de HQ na revista “Stephen Hawking: Riddles of Time & Space” (Enigmas do Tempo e Espaço, em tradução livre), lançada em 2013 pela editora norte-americana Bluewater Productions.

Principais obras do autor:

  • Uma breve história do tempo (1988)
  • Buracos negros, universos-bebês e outros ensaios (1994)
  • O universo numa casca de noz (2001)
  • Uma nova história do tempo (2005)
  • O grande projeto (2011)

Ficha Técnica

Minha Breve HistóriaTítulo: Minha breve história
Título original: My brief history
Autor(a): Stephen Hawking
Editora: Intrínseca
Tradução: Alexandre Raposo, Julia Sobral Campos e Maria Carmelita Dias
Edição: 2013 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2013
Páginas: 144
Baixe um Trecho: AQUI
Sinopse: O livro conta a improvável trajetória de Hawking, desde a infância na Londres do pós-guerra até o reconhecimento científico internacional. Com fotos pessoais, raramente publicadas, este relato conciso e divertido apresenta o leitor a um Hawking quase nunca vislumbrado nos livros anteriores: o estudante curioso que foi apelidado de Einstein; o brincalhão que já apostou com um colega sobre a existência de um buraco negro; e o jovem marido e pai lutando para alcançar prestígio no mundo da física e da cosmologia. Com simplicidade e bom humor, Hawking discorre sobre os desafios que precisou enfrentar após o diagnóstico de esclerose lateral amiotrófica aos 21 anos. Ao contar sobre o desenvolvimento de sua carreira, ele explica que a ideia de uma morte prematura o instou a se dedicar com mais afinco às descobertas intelectuais e fala sobre a origem de sua obra-prima, Uma breve história do tempo, um dos livros mais importantes do século XX. Perspicaz, íntimo e inteligente, Minha breve história abre uma janela para o universo pessoal de Hawking.

Onde comprar: Estante VirtualCultura | SubmarinoSaraiva

10 comentários

  1. Muito boa essa autobiografia do Hawking. Ultimamente tenho gostado de ler biografias/autobiografias. A primeira que comecei foi uma biografia do Dante, mas a primeira que terminei de ler foi a do Oscar Wilde, depois li a autobiografia do Tesla e do Hawking.
    E ainda tenho que ler a auto do Velho Goethe =)

    Curtir

    • Olá Mauricio!
      Também sou fã de biografias, já que elas nos ajudam a entender mais sobre a obra dos autores, suas influências e seu estilo de escrita. Essa bio do Hawking me motivou bastante a ler a obra dele, a qual ainda não tive um contato direto. Adorei suas indicações, tenho grande vontade de ler a autobiografia do Oscar Wilde, principalmente, pois esse autor teve uma vida muito excêntrica e interessante.
      Beijos!

      Curtir

    • Obrigada, Carlos Alberto!
      Também gostei do muito livro, uma obra curta e simples, porém superou minhas expectativas.
      Beijos 🙂

      Curtir

  2. Finalmente cumpri minha promessa em ler a resenha e comenta-lá.kkkkkkk… Para começar quero dizer que sua fama realmente condiz com todas as expectativas. Parabéns! E realmente Stephen Hawking é o cientista mais popular do mundo na actualidade mas infelizmente com relação a sua contribuição a ciência devo discordar que ele seja um dos maiores “cientistas da historia”. Como diz um colega meu: “… que Hawking não é digno nem de desamarrar as sandálias de Galileu, nem de Einsten e muito menos de Newton.” pequena brincadeira – mas o fato é que muito do burburinho entorno dele é puro mito. Já li e assisti muitas criticas sobre o trabalho dele e já li um livro “O universo numa casca de Noz” muito do seu trabalho é alimentado pelo sensacionalismo. Não quero menosprezar o trabalho, muito bom pelo que li, de minha amiga Vanessa Lemos pois logicamente para nossa sociedade S. Hawking já se tornou uma figura publica, logo sua bibliografia é uma literatura com alguma importância, mas o que quero é que vc que é um leigo ou até mesmo um aspirante a ingressar nesta ciência belíssima venha a se iludir com estorias de universos paralelos e outras teorias que nem se sabe se realmente estão certas mas são passadas nos livros como se fossem verdades comprovadas, e no mais desconfiem de qualquer conclusão sobre filosofia e teologia Hawking não é filosofo muito menos teólogo para falar coisas do género. Entenderam liguem seus desconfiometros ao ler um livro dele. No mais parabéns Vanessa pelo seu esforço, talento e interesse.

    Curtir

    • Olá, Bonfim, obrigada pela visita aqui no blog! 🙂
      Estimo sua opinião, já que você tem um conhecimento mais aprofundado sobre a física do que eu. Concordo com você que há um certo sensacionalismo da mídia com relação ao Hawking, e ele próprio admite isso na autobiografia, quando diz que sua fama se deve em parte por ele se encaixar no estereótipo de “gênio com deficiência física”. Além disso, nesta pequena autobiografia, Hawking afirma que é apenas mais um pesquisador de física na Universidade de Cambridge, e tem tratamento igual ao de seus colegas professores. Mas a genialidade dele, na minha opinião, deve-se ao fato de ele ter se antecipado a seus pares acadêmicos e ter escrito uma obra com um conteúdo que sempre foi mitificado como algo inacessível para os meros mortais não especialistas em ciências exatas, de forma acessível a qualquer leitor leigo, mas interessado sobre a história das descobertas científicas sobre o universo. E o resultado dessa obra foi mais do que positivo, visto que por meio dela, ele conseguiu atrair o interesse de mais pessoas para a área das ciências exatas e divulgar a cosmologia.
      Além do mais, pelo pouco que li, pude deduzir que as teorias de Hawking geram discussão por serem de um campo mais especulativo da física, portanto não podem ser comprovadas ou refutadas, pelo menos nos dias de hoje, no entanto, essas ideias acabaram por estimular muitos outros físicos a estudarem temas que até então eram pouco pesquisados.
      Beijos!

      Curtir

  3. Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado…me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    Curtido por 1 pessoa

  4. Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro….mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei… se trata de um livro arrebatador…ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos…..e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história…..acesse o link da livraria cultura e digite reverso…a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s