Uma Chance Para Recomeçar, de Lisa Kleypas

Prólogo

Querido Papai Noel

Eu só quero uma coisa este ano
Uma mãe
Por favor, não esqueça que eu moro em Friday Harbor agora.
obrigada

com amor
Holly
Lisa Kleypas, Uma chance para recomeçar, pág. 7

O Natal é, para a cultura ocidental, o período do ano em que as pessoas estão mais suscetíveis a serem sensibilizadas… menos o Senhor Scrooge, é claro. O Natal é época de reflexão e mudança, por esse motivo, histórias sobre o Natal comumente figuram na lista dos livros mais lidos e mais vendidos no último mês do ano. Assim, leitores ávidos por volumes recheados de emoção e magia natalina almejam os lançamentos editoriais que mais parecem encaixar-se nesse rótulo.

Uma chance para recomeçar, da escritora best-seller Lisa Kleypas, lançado pela Editora Novo Conceito, é anunciado como um conto de Natal, no entanto o livro pouco trata dessa festividade, sendo abordado apenas como um tema transversal, referido vagamente no desfecho do conto. O foco dessa história é o envolvimento amoroso de Mark Nolan, um sedutor, possessivo e bem-sucedido solteiro de trinta e poucos anos, e Maggie Conroy, uma jovem, atraente e prendada viúva, dona de uma loja de brinquedos e com uma mente muito imaginativa e sonhadora.

Lisa KleypasO tema amoroso é frequente na obra de Lisa Kleypas, já tendo escrito vários romances de época, como a sua mais famosa série, os Hathaways, publicada pela Editora Arqueiro no Brasil, e romances contemporâneos. Ambos os estilos já renderam prestigiados prêmios à autora, como o Waldenbooks Award e o prêmio Rita, da Romance Writers of America, nas categorias romance histórico e ficção feminina contemporânea.

Isso prova que a fórmula “macho alfa” + “donzela frágil e delicada, porém diferente de todas as outras” tem funcionado muito bem sobretudo com o público feminino. Mas voltemos à sinopse. O mote que desencadeia a trama é a morte de Victoria, mãe da pequena Holly, provocada por um acidente de trânsito. Dessa forma, a criança, cuja mãe nunca revelara a identidade do seu pai, fica órfã e tem a guarda entregue a um de seus tios, irmãos de Victoria. Mark Nolan, o irmão mais velho de Alex, Sam e Vick, vítima do fatal acidente, torna-se o tutor legal de Holly, e apesar de nunca ter se interessado em ter filhos ou mesmo aprofundar uma relação afetiva com sua única sobrinha, agora é o seu principal responsável.

Para educar a menina, que tem apenas seis anos de idade, Mark pede ajuda a seu irmão Sam, proprietário de um vinhedo, visto que o outro irmão, Alex, era um empresário frio e mais distante da família. Assim, Mark e Holly instalam-se na grande propriedade rústica do fabricante de vinhos, e os dois irmãos tentam fazer o melhor para reorganizar a vida da pequena Holly, e oferecer-lhe um lar na ilha de San Juan.

ELOISE MUMFORD, SEAN FARIS
Em cena, Maggie e Mark, na daptação do livro para a TV.

Mark Nolan era dono de uma empresa de torrefação de café e tinha um relacionamento mais ou menos sério com uma mulher elegante, bonita e egoísta, que logo passaria a disputar a atenção dele com a sobrinha. Holly era uma criança triste e devastada pela morte da mãe, por isso deixou de falar após tal tragédia. Entretanto, ao entrar na loja de brinquedos em Friday Harbor e conhecer a encantadora Maggie, que lhe presenteou com uma concha mágica que devolveria a sua voz, semelhante à história da pequena sereia, Holly voltou a falar. Emocionado e ao mesmo tempo cauteloso, Mark a agradeceu e começou uma amizade com a vendedora.

ELOISE MUMFORD, JOSIE/LUCY GALLINA, SEAN FARISCom o tempo, a menina vai cada vez mais estreitando os laços de amizade com Maggie e também aproximando os dois adultos, seu tio e Maggie. Os impedimentos óbvios são evidenciados e dão forma ao drama do amor proibido. Mark, além de ser “muita areia para o caminhão dela”, é comprometido com uma mulher compatível com sua condição financeira e seu porte físico, já Maggie, além de não se encaixar no padrão de beleza dele, é impossibilitada de retomar a vida após a morte do marido, uma vez que só se ama verdadeiramente apenas uma única vez na vida, e ela já gastou a sua chance.

Apesar desses impedimentos pouco originais, somando o fato de que a população da cidade tenta unir Sam e Maggie, esta e Mark apaixonam-se perdidamente e vão superando todos os obstáculos. O desfecho fica a cargo de quem for concluir a leitura, mas já indico que se passa no Natal e… envolve família.

Enfim, um conto leve que traz todos os clichês do gênero, podendo ser emparelhado com a maioria dos romances adolescentes e as coleções de banca Sabrina, Júlia, Bianca, Jéssica e outros romances best-sellers românticos. Trazendo um homem dominador como protagonista e uma personagem feminina insegura e com baixa auto-estima, que se sente inferiorizada diante do homem amado, um ser superior, capaz de desestabilizá-la com um simples olhar e deixá-la “balançada até a alma” e “maravilhada até fazê-la gritar!”, um livro recheado de passagens, como: “Ele a beijou, sua boca procurando com habilidade, depois exigindo, e ela se abriu toda para ele, entregando tudo.” (p 169) e outras descrições eróticas ressaltando a virilidade agressiva do homem.

Há algumas passagens cômicas e outras açucaradas no livro, contando uma história já conhecida e banalizada no mercado editorial. Para quem gosta desse estilo literário, é um entretenimento que não foge à regra dos demais romances e contos de amor idealizado, proporcionando uma leitura rápida e certeira para leitores românticos. E mesmo para um grande fã ou adepto de qualquer tipo de literatura, também é importante refletir sobre as críticas e ter contato com um outro olhar sobre um livro ou gênero favorito.

Curiosidades:

  • Para mais informações sobre a autora e seus livros, visite seu site oficial: AQUI.
  • Baixe e leia um trecho desse conto no site da Editora Novo Conceito: AQUI.
  • Há uma adaptação fílmica do livro para a TV nos Estados Unidos. O filme Christmas with Holly (2012), produzido para o canal Hallmark, da rede ABC, foi baseado no conto Christmas Eve at Friday Harbor, de Lisa Kleypas. Assista ao trailer:

Sequência de publicação/Cronologia da série:

  • Esse livro compõe a série Friday Harbor, que conta a história dos irmãos Nolan:
  • Uma chance para recomeçar, 2014 (Christmas Eve at Friday Harbor, 2010)
  • Rainshadow Road (Fevereiro de 2012)
  • Dream Lake (Agosto de 2012)
  • Crystal Cove ( 2013)

Postagens relacionadas:

Ficha Técnica

Título: Uma Chance Para Recomeçar
Título original: Christmas Eve at Friday Harbor
Autor(a): Lisa Kleypas
Editora: Novo Conceito
Tradução: Bárbara Menezes
Edição: 2014 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2010
Páginas: 174
Skoob: Adicione
Sinopse: Victoria morreu em um trágico acidente, deixando sua filha Holly sob a responsabilidade do seu irmão, o solteiro convicto Mark. O tio Mark não se sentia muito preparado para cuidar da menina, mas assumiu o compromisso de devolver o sorriso aos seus lábios. No entanto, ele desconfia de que não esteja fazendo um bom trabalho, uma vez que Holly nunca mais falou desde que ficou órfã. Uma cartinha para o Papai Noel revela um desejo que pode ser a chave da felicidade de Holly: ela só quer ter uma mãe. Maggie perdeu o marido em uma batalha contra o câncer e não quer jamais – passar por tudo isso de novo. Por isso, ela fechou seu coração e prometeu a si mesma dedicar-se somente a sua nova loja de brinquedos em Friday Harbor, que permite às crianças viajar um pouco nas asas da imaginação. A amizade entre Maggie e Holly (que até passou a acreditar em fadas!) ao mesmo tempo comove e preocupa o tio Mark. Ele tem certeza de que a nova amiga fará bem a sua sobrinha, mas precisa decidir se a deixará entrar em sua própria vida… Nós também torcemos, do fundo do coração, para que Holly tenha uma linda noite de Natal.

Compare e compre: Buscapé | Amazon

Anúncios

2 comentários

    • Obrigada, Camila! 🙂
      Eu já li o primeiro volume da série dos Hathaways, dessa mesma autora, em breve espero publicar uma resenha sobre ele!
      Volte sempre,
      beijos!

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s