As 05 Melhores Leituras de 2014 (Vanessa Lemos)

As Melhores Leituras de 2014


Olá, pessoal!🙂
Chegamos ao fim de mais um ciclo anual, e por isso nós, do time Cooltural, resolvemos refletir um pouco sobre nossas leituras e experiências literárias mais marcantes do ano
. Dessa forma, elaboramos algumas listas com os livros que, de certo modo, trouxeram significados novos para nossa vida e contribuíram para nosso crescimento como leitor e como pessoa.
Em 2014, eu não realizei tantas leituras quanto eu gostaria, e acabei me dedicando mais a outras áreas também importantes na minha vida, como a dança e o trabalho. Então, isso já é algo que preciso repensar nessa transição de ano, pois espero dar uma guinada nas leituras durante este ano que se inicia. Apesar disso, quero dividir com vocês um pouco do resultado dessa minha reflexão literária, e indicar os livros que mais gostei de ter lido em 2014 e que possivelmente voltarei a ler algum dia. Vamos à lista? Confira:

1. Homem Invisível, de Ralph Ellison

“Um bom livro é aquele que funciona como uma machadada na cabeça”. Essa frase, atribuída a Kafka, reflete o quanto uma leitura pode abalar a mente de uma pessoa, e levá-la a questionar as bases da sociedade em que vive. Homem Invisível, de Ralph Ellison, foi a leitura que mais me trouxe questionamentos no ano passado. Tanto por sua história, a jornada de auto-conhecimento de um jovem negro sem nome que viaja do sul até o norte dos EUA, em busca de um rumo e um significado para sua vida. Quanto por sua escrita franca e irônica, revelando críticas incisivas a uma sociedade baseada em estereótipos e aparências, que concede a visibilidade e privilégios a um grupo social, enquanto isola na escuridão, e na própria invisibilidade, um outro grupo social que não se encaixa no padrão preestabelecido. Por esses motivos, e pela complexidade da trama, além de sua importância histórica, Homem Invisível foi o livro que me causou uma impressão mais forte nesse ano de 2014. Espero mergulhar nessa história novamente algum dia.

Resenha: AQUI

2. O Rei de Amarelo, de Robert. W. Chambers

rei de amarelo capaSempre tive uma grande atração por histórias de terror, sendo este um dos meus gêneros literários favoritos. E como não poderia faltar uma história de horror nesta lista, escolhi O Rei de Amarelo, de Robert W. Chambers, pois foi o livro mais sombrio que li no ano passado. Trata-se de uma compilação de contos fantásticos, resultantes da ficção fantástica e do terror cósmico. A obra é constituída de quatro contos cuja história gira em torno de uma peça teatral maligna, capaz de enlouquecer e até provocar a morte daqueles que se atrevem a ler tal peça. Há ainda um conto fantástico que envolve viagem no tempo e não trata da peça presente nos quatro primeiros contos,  um outro capítulo com poemas em prosa relacionados aos quatro contos de terror; e uma última parte contendo contos mais realistas, porém trágicos. Essa é uma obra que influenciou outros grandes escritores fantásticos e ainda se mostra bastante atual nos dias de hoje. Certamente merece um lugar especial nesta lista e uma recomendação de leitura a todos os fãs de histórias fantásticas e de terror.

Resenha: AQUI

3. O almirante Louco, de Fernando Pessoa

almirante louco capa“Meu coração é um almirante louco/ Que abandonou a profissão do mar/ E que a vai relembrando pouco a pouco/ Em casa a passear, a passear…” (Ah, um soneto…, Álvaro de Campos). Fernando Pessoa é um poeta ímpar na literatura portuguesa e na literatura universal, pois teve a habilidade de imprimir uma marca original e distintiva em toda a sua obra, que o elevou ao patamar de um dos maiores escritores da civilização ocidental. Sua originalidade deve-se à criação dos heterônimos, termo que não deve ser confundido com pseudônimos, que significa apenas um nome falso. Os heterônimos de Fernando Pessoa foram o resultado de sua criação máxima, a multiplicação de sua própria personalidade, ou a invenção de vários poetas novos. Ele criou não apenas nomes diferentes, mas personalidades e estilos de escrita próprios, deu vida à sua imaginação e à sua capacidade poética de fingir, que para ele era a real função da poesia, como se confirma na própria definição de poeta feita por ele mesmo: “O poeta é um fingidor.” Essa obra traz uma coletânea de poemas de Fernando Pessoa, o fingidor apaixonado, e seus principais heterônimos: Alberto Caeiro, o poeta da Natureza; Álvaro de Campos, o almirante louco; e Ricardo Reis, um poeta calmo e ignorado. Esse foi um dos livros que mais tive prazer em ler e em trabalhar nas minhas aulas de literatura.

Resenha: Em breve.

4. O Jogo de Ripper, de Isabel Allende

O Jogo de RipperEsse é outro dos livros que mais gostei de ter lido em 2014, de uma das escritoras que mais admiro, Isabel Allende. Adoro a sua escrita e sua forma crua e sem eufemismos de tratar sobre qualquer assunto. Eu já havia lido A Casa dos Espíritos (1982), seu mais famoso romance, que a consagrou dentro do realismo mágico, e logo fiquei bastante curiosa para saber como seria seu desempenho em um estilo bastante diferente do seu habitual. E com essa leitura, acabei tendo uma surpresa mais que agradável! Apesar de não ser leitora frequente de narrativas policiais, já realizei algumas leituras de alguns autores que se destacam nesse gênero (E. A. Poe, Sir Arthur Conan Doyle, Agatha Christie, Dan Brown, etc.), o que me serviu muito, pois a autora faz diversas referências a esses autores clássicos do gênero policial e aos autores escandinavos da atualidade que se sobressaem no gênero (e que ainda preciso ler). Enfim, um romance policial de uma escritora latina que sempre insere elementos da cultura latino-americana em suas obras, e que além de elaborar uma história repleta de teias intrincadas e personagens secundários complexos, apresenta um estilo de escrita bastante aprimorado.

Resenha: AQUI

5. Sapato Furado, de Mário Quintana

E para finalizar esta lista… mais poesia! E dessa vez, de um autor brasileiro, um dos poetas mais cultuados e amados por leitores de poesia: Mário Quintana. Sapato furado (1998), um pequeno livro de poesia em prosa, conta a alegre miséria dos sapatos gastos, que de tanto serem usados, ganharam furos e aberturas que lhes deram forma a um belo par de sorrisos, calmos e experientes, prontos a narrar suas aventuras e andanças pelo mundo. Esse livro é uma coletânea de poemas em prosa, sobre temas noturnos e de natureza melancólica, como a morte, o além, o silêncio, o mistério, a velhice e as relações humanas. Apesar de serem temas mais sérios e por vezes sombrios, o poeta os transformou em poemas bem-humorados, retratando com leveza e sensibilidade essas questões e questionamentos da maioria dos seres humanos. Dessa forma, essa obra proporciona ao leitor um olhar mais sensível e respeitoso diante de um sapato velho, capaz de revelar beleza e um valor afetivo que só o tempo e a experiência conseguem moldar. Sapato furado é um livro recomendado para todas as idades e corações diferentes.

Resenha: Em breve.

Então, pessoal, essa foi a lista de leituras que marcaram meu ano de 2014, e trouxeram mais fantasia, mais emoção e questionamentos para a minha vida durante o ano passado. Espero que tenham gostado das indicações.🙂  E se você já leu algum desses livros ou outros de temas diferentes e quiser recomendar a leitura, fique à vontade para comentar. Tenham todos um maravilhoso ano de 2015, com boas leituras, bons filmes e uma vida cultural bastante animada! Um abraço de mil páginas!😛 /

Postagens Relacionadas

9 comments

  1. Que excelente selecção, Vanessa! Este ano também não foi o mais produtivo para mim (quantitativamente) em termos de leituras, mas espero conseguir apresentar uma lista tão boa quanto a tua😉
    Boas leituras e bom ano para o Cooltural!

    Curtir

    • Obrigada, Djamb!
      No ano passado eu fiz poucas boas leituras, por isso a lista ficou tão breve, mas ao menos pude reler autores que aprecio muito. Espero ter mais disciplina na minha meta de leituras durante este ano!😀
      Obrigada pela visita, e tenha um ótimo ano, com boas leituras!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Gostei! E sua lista me fez lembrar que há anos venho postergando a leitura de algo da Isabel Allende. Tenho a impressão de que os livros dela me agradariam, mas sabe, não sei ao certo o que esperar. Só sei que a curiosidade é muita, só não li até agora porque minha fila anda abarrotada e ainda não tenho nenhum livro da autora.

    Beijoo, Livro Lab

    Curtir

    • Que ótimo, Aline! A Isabel Allende é uma das escritoras que mais admiro nesse mundo, portanto sugiro que ela fure logo a fila de suas leituras! rs
      Depois volte aqui e me diga se eu não estava certa!😀
      Beijos!

      Curtir

  3. Que seleção maravilhosa prima!enfim encontrei um blog que me agrade,e ainda por cima que você faz parte.Ah,se puder me emprestar alguns,vou amar…beijos

    Curtir

    • Ruth, minha querida, que legal receber sua visita aqui no blog!
      Com certeza posso emprestar alguns livros pra você! Temos que combinar um reencontro.
      Beijinhos! *__*

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s