As 10 Melhores Leituras de 2014 (Ademar Júnior)

As Melhores Leituras de 2014


Olá, pessoal!
Uma das melhores coisas no final de ano é pode relembrar de tudo que passou, em especial daquilo que nos marcou de forma positiva. Como não há companheiro mais fiel de um blogueiro literário do que os livros que ele lê, nada mais justo do que relembrar aqueles que foram os mais importantes. Embora já estejamos em 2015 e esse post já esteja um pouco atrasado, em 2014 não consegui vencer a meta de leitura, nem superar a do ano passado, mas em questão de qualidade posso dizer que esse ano foi bem superior, li muita coisa legal e que não poderia ter ficado de fora desse Top 10 do ano
. Confira a lista:

1. Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?, de Philip K. Dick

Androides Sonham Com Ovelhas EletricasO primeiro lugar não poderia ser outro. Está é aquele livro do seu autor favorito que você sempre quis ler. Quem acompanhar o blog sabe que meu autor número um é o Philip K. Dick e esse livro, que originou o filme Blade Runner, era como certeza o título dele que eu mais queria ler. Até mesmo porque a última edição que havia sido publicada por aqui já estava esgotada, embora eu a tenha conseguido depois, coisa de fã mesmo. A edição da Aleph foi a primeira que eu li e recomendo, pois traz alguns extras bem interessantes. Quem não conhece o livro ou o autor, sugiro que leia a resenha (link abaixo) e não tenha medo de arriscar. É um clássico de ficção científica, uma boa porta de entrada para a obra daquele que, na minha opinião, é o escritor mais inventivo e extraordinário de todos os tempos, embora eu seja bem suspeito pra falar dele.

Resenha: AQUI

2. O Leopardo, de Jo Nesbø

O Leopardo

O Leopardo, do Jo Nesbø vem em segundo lugar porque em uma lista minha de 10 livros favoritos com certeza sempre terá um representante da literatura policial. E esse é especial pois ele representa não apenas o gênero, mas também a origem que mais gosto quando o assunto é literatura policial, a Escandinávia. Nesbø é considerado um dos maiores mestres do policial entre os escritores escandinavos, nascido na Noruega, ele é constantemente comparado a Stieg Larsson, que foi quem mais contribuiu para a internacionalização da literatura policial do grupo Suécia-Noruega-Dinamarca-Finlândia. Tendo lido os dois, posso dizer que Nesbø tem uma narrativa mais dinâmica, e consequentemente mais viciante. Não deixe de ler a resenha para saber mais.

Resenha: AQUI

3. Star Wars, Episódio IV: Uma Nova Esperança, de George Lucas

Star Wars, A TrilogiaNa terceira colocação retorno ao meu gênero favorito, a ficção científica. Em especial ao livro de uma das sagas que me apresentou o gênero, ainda na infância. Este é de longe um dos livros mais lindos da minha coleção. A edição da DarkSide é impecável. Como eles lançaram os três livros que compõem a trilogia original em um volume único, eu coloco aqui apenas o primeiro título que faz parte deste volume, Star Wars, Episódio IV: Uma Nova Esperança. O livro é uma novelização do roteiro original de George Lucas e foi lançado pouco antes do filme. Durante a leitura, é possível reviver todas as cenas e imagens do filme. Como fazia muito tempo que não assistia, foi uma experiência incrível poder relembrar. E só posso dizer para ficarem de olho, pois 2015 será uma ano cheio de novidades sobre Star Wars.

Resenha: AQUI

4. Realidades Adaptadas, de Philip K. Dick

Realidades AdaptadasEm quarto lugar mais um título do meu autor favorito. O anterior se tratava de um romance, já este é um coletânea de contos que foram adaptados para o cinema. Uma edição exclusiva da editora Aleph, muito bem feita por sinal. Philip K. Dick é um dos escritores de ficção científica mais adaptados para o cinema, ao todo foram sete contos até agora, e eles estão todos reunidos e bem apresentados aqui. Quem é fã do trabalho de Philip K. Dick deve ficar de olho, pois em breve serão lançados novos filmes e séries baseados em sua obra. Nesse volume em especial, estão contidos os contos que inspiraram filmes como Minority ReportO Vingador do FuturoO PagamentoOs Agentes do Destino, entre outros. Vale muito a pena, principalmente para quem quer começar a ler o trabalho do autor, mas tem dúvida se vai gostar.

Resenha: AQUI

5. As Cavernas de Aço, de Isaac Asimov

As Cavernas de AçoE ainda na ficção científica, não podia falta Isaac Asimov. Como contei na resenha, conheci o autor ainda na infância com um exemplar de Eu, Robô (que ainda hoje guardo comigo). Voltar a lê-lo foi realmente uma coisa interessante, pois me fez gostar ainda mais do autor e do gênero, não à toa entrou para minha lista de favoritos. A trama mistura a ficção científica (principal gênero do Asimov) com literatura policial. O livro surgiu de um desafio do editor de Asimov que afirmou ser impossível unir os gêneros. Asimov não só consegue vencer o desafio, como o faz com muito êxito. O livro acompanha a investigação de um crime, mas o ajudante do detetive é nada mais que um robô, contra sua vontade e gosto. Não deixem de ler a resenha super especial que fizemos sobre essa trilogia incrível.😀

Resenha: AQUI

6. Flora Hen, de Hwang Sun-mi

Flora HenO sexto lugar fica com um livro muito lindo que li já no final de 2014. Flora Hen é um daqueles livros com o qual nos envolvemos e que levamos conosco para a vida toda. Se você já leu O Pequeno Príncipe sabe de que tipo de livro eu tô falando. Mas Flora Hen nada tem a ver com o principezinho, a não ser o fato de que é capaz de emocionar e ensinar a nós adultos coisas que nunca é tarde para aprender, e com uma roupagem de livro infantil. É um livro para ler, para ler para os filhos, para ter, para reler no futuro. Uma leitura ao mesmo tempo fofa e emocionante. O livro foi escrito pela coreana Hwang Sun-mi e já foi adaptado para o cinema, em um filme de animação. Como li há pouco tempo ainda não tem resenha no blog, mas em breve ela será publicada por aqui.

Resenha: Em Breve

7. Passarinha, de Kathryn Erskine

PassarinhaEsse é outro livro lindo que eu li em 2014 e se tornou facilmente um dos meus favoritos. Passarinha conta a história de uma garotinha autista que perde o irmão e precisa aprender a lidar com um mundo onde só seu irmão a compreendia. Assim como o livro anterior, esse é um daqueles livros que nos ensina lições valiosas de uma forma muito fofa e emocionante. Além de tratar das relações humanas com pessoas autistas o livro ainda nos ensina muita coisa sobre essa condição com as quais algumas pessoas vivem. Por isso é leitura obrigatória para quem quer entender mais sobre o assunto. A edição da Valentina é linda e caprichada. Penso que um filme sobre o livro seria lindo e faria muito sucesso. Vale a pena ler, é impossível não amar. Para saber mais sobre o enredo, leia a resenha no link abaixo.

Resenha: AQUI

8. Nu, de Botas, de Antonio Prata

Nu, de BotasNa oitava posição fica um livro que me marcou muito por me fazer lembrar de uma das épocas mais importantes da minha vida, Nu, de Botas, de Antonio Prata. O livro é nostalgia pura, principalmente para quem nasceu/viveu na década de 1990. Aqui o autor reúne várias crônicas que vão se encaixando até forma um quase romance. É impossível não se identificar com uma coisa ou outra. Antonio acima de tudo retrata a si mesmo no livro, e põe ali momentos marcantes de sua infância, que por sinal são extensíveis a todos nós. É ainda um livro cheio de muito humor, impossível não dá risada dos personagens e de nós mesmos ao perceber que já passamos por muito do que é descrito por Antonio. Filho do escritor Mario Prato, Antonio não tem nada de inexperiente, vale a pena ler e se divertir.

Resenha: AQUI

9. Como Viver Eternamente, de Sally Nicholls

Como Viver EternamenteEsse livro é um que estava na minha lista desde que foi lançado pela primeira vez aqui no Brasil. Com o sucesso do gênero sick-lit aqui no Brasil, alavancado pelo sucesso de A Culpa é das Estrelas, a editora Geração relançou Como Viver Eternamente e foi quando finalmente pude ler. Meu único arrependimento é de não tê-lo lido antes. O livro é excelente. A história apesar de muito triste é também muito linda e singela, esse se une aos anteriores aos quais eu atribui o poder de ensinar para a vida de uma forma inesquecível. Confesso que me emocionei muito com a história do garotinho com leucemia que deseja realizar todos os seus sonhos antes de sua morte iminente e constantemente lembrada. E antes que alguns digam que trata-se de uma imitação da ideia do livro de John Green, é preciso saber que Sally Nicholls escreveu este livro pelo menos cinco anos antes do Green lança o seu.

Resenha: AQUI

10. O Que Me Faz Pular, de Naoki Hagashida

O que Me Faz PularPor fim, um livro que eu li e ainda não resenhei (não sei porquê), mas que não poderia ficar de fora dessa lista. Por motivos de que é leitura obrigatória, assim como Passarinha, para qualquer um que queira saber mais sobre o autismo. Esse ainda mais que o anterior. Isso porque este livro foi escrito por um autista de 13 anos de idade. Naoki vive com a condição de autista desde sempre e pela primeira vez é possível olhar para o espectro do autismo sob a visão de quem a vive, e isso é ainda mais enriquecedor do que as inferências de um olhar externo. Naoki não só nos conta como é a vida, os sentimentos e sensações de um autista como também no emociona com suas histórias. O livro é uma grande entrevista com Naoki, onde ele vai respondendo as perguntas mais comuns por quem quer entendê-los, além de trazer textos fictícios do próprio Naoki e uma introdução de David Mitchell, autor de Cloud Atlas.

Resenha: Em Breve

4 comments

  1. Ademar,
    Otima escolha para o primeiro lugar!! Tive que vir comentar…
    Eu ganhei Androide sonham com ovelhas elétricas do blog.. demorei a lê-lo, mas vc me enviou um email falando pra ler, que era muito bom e nao iria me arrepender, senti no email sua paixao pelo livro e resolvi seguir seu conselho e pulei ele na frente … não me arrependi um segundo! Que leitura fantástica!
    Não parei de ler enquanto nao terminei, pois é aquele tipo de livro com um leitura tão diferente que você nao consegue imaginar o final.
    Mais uma vez agradeço pelo prazer que me concedeu com o presente.
    Sucesso ao blog.
    Beeijos

    Curtir

    • Oi Carissa,
      Leia Flora Hen, é muito lindo, depois me conta o que achou. Também curti a escrita do Antonio Prata. Já o Nesbo você tem que ler se curte policial.
      Beijos

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s