A Casa (da obra de Natércia Campos)

A Casa (Cartaz)

É sempre tão bom quando conseguimos um tempo entre as atribulações do cotidiano e podemos prestigiar a cultura, independente se esta está sendo expressada através do cinema, teatro, pinturas, literatura ou qualquer outra forma. E como o objetivo do blog é disseminar a cultura, aqui estou para falar um pouco sobre uma das peças mais emocionantes que já assisti – A Casa. Eu adoraria ter lido antes a obra em que ela foi inspirada, mas como não consegui, farei isso assim que possível.

A Casa, adaptada, dirigida e interpretada por Jadeilson Feitosa, é uma peça criada a partir de uma das obras mais influentes em Fortaleza (CE) – ou quem sabe no Ceará como um todo. Livro homônimo, escrito pela também cearense Natércia Campos, era figurinha carimbada nos vestibulares da Universidade Federal do Ceará (UFC), instituição responsável pela publicação. Mas não é sobre isso que eu vim falar, então vamos à história, ou como os personagens falam: “aos causos”.

Em linhas gerais, somos apresentados a Trindades, a tal casa por onde passam várias histórias as quais somos apresentados. A “casa” é a responsável por contar as histórias dos moradores/familiares que por ela passaram. Nela permeiam personagens de várias gerações com diversas questões polêmicas de uma/qualquer família. Com uma forte carga religiosa, assim como eram/são as famílias tradicionais, todos os personagens – independente da geração – estão sempre “ligados” à morte e às penitências vividas pelas almas ali presas. E é isso que a obra traz: independente das brigas, lendas, superstições, tradições, em algum momento ela (leia “morte”) vem ao nosso encontro.

Personagens A Casa
Atores, da esquerda para a direita: Raissa Starepravo, Fellipe Revuelta (em pé) e Jadeilson Feitosa.

Apesar de serem várias gerações e cenários e, consequentemente, diferentes histórias, o elenco é composto apenas por três atores: Jadeilson Feitosa (responsável pela narrativa da história, isto é, interpretando “A Casa”), Fellipe Revuelta (nos papéis masculinos) e Raissa Starepravo (nos papéis femininos). Apesar de serem apenas três pessoas no palco, em momento algum se torna monótono. A impressão que fica é que o elenco é enorme, tamanho é o talento deles.

Fiquei emocionado em diversos momentos, felizmente encontrei uma imagem da cena que mais me emocionou (abaixo), principalmente pelas falas representarem minha infância vivida no interior da minha avó e das histórias que ouvia dos parentes e vizinhos que lá viviam.

Cena, A Casa
Cena da peça “A Casa”.

Apesar de forte e linda, A Casa vem com uma proposta diferente das peças atuais: ela interage com o público. Mas não pensem que os atores apenas conversam com a plateia ou algo do gênero. O que estou falando é que a plateia interfere diretamente no desenrolar da peça, ou seja, exceto o prólogo e o epílogo, a escolha das cenas se dá a partir da escolha de objetos pela plateia, no momento em que os atores os levam numa “bandeja”. Cada objeto representa uma cena/memória específica, e assim como acontece, as memórias vêm aleatoriamente, e isso mostra que os atores precisam estar preparados e familiarizados com as cenas. Mas isso posso afirmar: Eles estão!

Mais informações:

As apresentações fazem parte da Temporada de Teatro Adulto, do Teatro SESC Emiliano Queiroz, sob a produção do grupo Blitz Intervenções, e a última apresentação acontecerá dia 29 de Março, às 20 horas.
Local: Teatro Sesc Emiliano Queiroz (Av. Duque de Caxias, 1701 – Centro) – Fortaleza/CE
Data da última apresentação: 29 de Março
Horário: 20h
Entrada: R$ 6,00 (inteira); R$ 3,00 (meia)
Informações: (85) 3452.9090

No Instagram:

Elenco de "A Casa". São apenas três mas que valem por muitos…

A photo posted by Cooltural (@cooltural) on

Vídeo de Divulgação:

Ficha Técnica:

Divulgação A CasaDireção e Adaptação: Jadeilson Feitosa
Assistente de direção: Walmick Campos
Preparação Corporal: Heber Stalin
Figurinos: Yuri Yamamoto
Execução de Figurinos: Dami Cruz
Cabelo e Maquiagem: Lauro Kalil
Projeto Gráfico: Heverton Maia
Fotos: Travessa da Imagem
Iluminação: Fábio Oliveira
Responsável Técnico: Yasmin Elica
Resumo: A montagem conta histórias vividas por uma família durante várias gerações, de forma envolvente e misteriosa. As almas que ali habitam, presas em missão de penitência, revivem as amarguras acontecidas nos seus interiores: as brigas, as lendas e superstições, as traições e as mortes.

2 comentários

  1. Me pergunto de fato o motivo da não adesão a espaços como esse… Pensar o teatro como sujeito repassador de cultura e, consequentemente, conhecimento deve ser tido como pilar fundamental no processo de amadurecimento da sociedade civil, Assim, falo bem feliz após assistir duas vezes a referida peça e sentir uma forte provocação ao me deparar com uma produção que supera o esperado e nos faz interagir e ser mergulhado numa trama de aventuras, fantasias e curiosidade. A Casa pode nos levar a questionar a própria dinâmica social, ao nos depararmos com situações diversas e relacionadas a questões/problemáticas desenvolvidas pela conjuntura referenciada, assim refletir sobre o ontem, nos faz pensar e amadurecer o hoje, traçando perspectivas para o amanhã. Assim ,parabenizo pela publicação e pela socialização de momentos tão importantes e de crescimento.

    Curtir

  2. INFELIZMENTE SÓ FIQUEI SABENDO DESSA PEÇA TEATRAL 11 MESES APÓS O SEU ENCERRAMENTO. LEIO A CASA PRATICAMENTE TODOS OS MESES DESDE 2004 E ME EMOCIONO A CADA LEITURA. A CASA É UM MERGULHO NA NOSSA HISTÓRIA E NA DE NOSSOS ANTEPASSADOS. É UMA VIAGEM SEM FIM ATRAVÉS DAS LENDAS, SUPERSTIÇÕES E CRENÇAS CEARENSES, E PORQUE NÃO DIZER NORDESTINAS. A CASA É O MEU LIVRO DE CABECEIRA. ESPERO LER MUITAS OUTRAS VEZES. UM VIVA A NATÉRCIA CAMPOS, ESCRITORA FENOMENAL.

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s