O Visconde que me Amava, de Julia Quinn

O Visconde que me Amava, de JuliaQuinn

– Anthony! – chamou, dando um tapinha nas costas dele. – Como foi a dança com a adorável Srta. Sheffield?
– Ela servirá. – Respondeu ele bruscamente.
Julia Quinn, O Visconde que me Amava, cáp. 02.

Os romances de Época só vieram começar a fazer parte da minha vida a partir do ano passado, com o primeiro Encontro com Fãs de Romances de Época, idealizado pela Editora Arqueiro. Minha primeira leitura oficial foi O Duque e Eu, primeiro volume da série Os Bridgertons, e para quem não leu essa série e pretende conhecer, sugiro ler a resenha do primeiro livro, pois lá apresento os personagens (e a autora). Nesta resenha, irei me deter um pouco mais aos protagonistas, não focando muito na família que intitula a série. Vale lembrar que, como mencionado na resenha de O Duque e Eu, eu não era/sou uma pessoa alheia às histórias de época, uma vez que já as acompanhava através de filmes e séries.

A Família Bridgerton (Filhos)
Irmãos Bridgertons, que protagonizam a série.

O Visconde que me Amava, segundo dos oito livros da série Os Bridgertons, tem como protagonista Anthony Bridgerton, o primeiro dos 08 irmãos, e que decidiu que está na hora de se casar. Não que ele seja dado a romances – sua fama de libertino deixa isso evidente, mas assim como aconteceu com seu pai, ele acredita que uma morte prematura se aproxima e seus dias estão contados, onde, como filho mais velho, tem que deixar um herdeiro. Para este fim, ele decide cortejar Edwina Sheffield, a filha mais nova de Mary e meia irmã de Katharine (Kate ou Katie), que está debutando (junto com a irmã) nesta temporada.

Edwina é uma adolescente muito linda e doce, além de ter todos os outros atributos necessários para ser uma boa esposa, mas não foi por isso que Anthony decidiu cortejá-la. Sua atitude partiu simplesmente porque ela seria uma mulher pela qual ele nunca se apaixonaria – sentimento que ele temia sentir com todas as forças, típico dos libertinos. Mas, além disso, como ele espera uma morte prematura, ele teme magoar quem quer que seja sua esposa.

Seu plano parece perfeito, mas tudo será atrapalhado quando Anthony é apresentado à família Sheffield, e Kate implica com ele, em especial pela sua fama. Ela é a típica protagonista dos romances de época: feminista, rebelde e (em tese) desengonçada e não-atraente (dizendo elas, rs). Assim, ela “decreta guerra” à corte de Anthony e, com isso, percebem que são mais parecidos do que gostariam – dada a antipatia de um pelo outro. E os encontros deles são sempre recheados de acontecimentos cômicos e falas ácidas.

Kate engoliu em seco sem parar. Não era de admirar que os animais na fazenda do vizinho não parecessem gostar do ato de procriar. Pelo menos não as fêmeas. Sem dúvida, aquilo não iria funcionar. (cáp. 17).

Considerando a cena acima, que eu dei muitas crises de riso, dada a circunstância qual ela se passa, e ainda por falar em humor, neste volume os capítulos ainda são iniciados com alguma nota da famosa e instigante Lady Whistledown – personagem até então misteriosa. Mas, ela parece bem inteirada dos acontecimentos da sociedade, pois mesmo que ela não esteja nos eventos (será?), ela parece saber detalhes de tudo que passa em cada um deles e com cada personalidade da sociedade. Ainda estou curioso para descobrir quem ela é e como consegue as informações. Já até comecei a ler o volume três, Um Perfeito Cavalheiro.

Árvore Genealógica da Familia Bridgerton
Árvore Genealógica da Familia Bridgerton

Apesar de ainda continuar no #TeamDuke&I gostei muito deste livro, por dois motivos principais: Kate é uma “mocinha” bem “difícil”, mas sua admiração e devoção à sua família torna tudo justificável; e segundo, porque este livro mostrou que Anthony pode ser um ser humanoQuem odiou ele no primeiro livro levanta a mão! o/. Sério, neste volume ele pode mostrar que os libertinos também amam e conseguem ser românticos. Confiram na citação:

‑ O que isso significa?
‑ Significa que o amor não tem nada a ver com medo de que tudo acabe, mas com encontrar alguém que o complete, que faça de você um ser humano melhor do que jamais sonhou ser. É olhar nos olhos de sua esposa e ter a certeza de que ela é a melhor pessoa que você já conheceu. (cáp. 22)

Apesar de achar as capas da série lindíssimas, é o máximo que posso falar da edição impressa, uma vez que li em e-book. Mas posso dizer que a Julia Quinn é uma escritora talentosíssima e espero que mais histórias dela sejam publicadas por aqui. No mais, fiquem atentos ao eventos que segue no final desse post. Leiam e compareçam!

Sequência de publicação/Cronologia da série:

  1. O Duque e Eu (The Duke and I, 2013)
  2. O Visconde que me Amava (The Viscount Who Loved Me, 2013)
  3. Um Perfeito Cavalheiro (An Offer From A Gentleman, 2014)
  4. Os Segredos de Colin Bridgerton (Romancing Mr. Bridgerton, 2014)
  5. Para Sir Phillip, com Amor (To Sir Phillip, With Love, 2015)
  6. When He Was Wicked (2004)
  7. It’s In His Kiss (2005)
  8. On The Way to the Wedding (2006)

Livros Extras da Série:

  1. The Bridgertons: Happily Ever After (2013) [Edição que integra todas as seguintes].
  2. The Viscount Who Loved Me: The Epilogue II (Bridgertons, #2.5 – 2006)
  3. An Offer From A Gentleman: The Epilogue II (Bridgertons, #3.5 – 2001)
  4. Romancing Mister Bridgerton: The Epilogue II (Bridgertons, #4.5 – 2007)
  5. To Sir Phillip, With Love: The Epilogue II (Bridgertons, #5.5 – 2009)
  6. When He Was Wicked: The Epilogue II (Bridgertons, #6.5 – 2007)
  7. It’s in His Kiss: The Epilogue II (Bridgertons, #7.5 – 2006)

Evento: Encontro com fãs de Romances de Época

Aproveitamos para convidar a todos para o Encontro com Fãs da Editora Arqueiro, que acontecerá dia 30/05, às 15 horas, na Livraria Anchieta, onde abordaremos este e outros livros do gênero. Confirme sua presença no nosso evento no Facebook:

Postagens relacionadas:

Ficha Técnica

O Visconde que me Amava, de JuliaQuinnTítulo: O Visconde que me Amava
Título original: The Viscount Who Loved Me
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
Tradução: Ana Resende
Edição: 2014 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2000
Páginas: 304
Skoob: Adicione
Sinopse: A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva. Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela. Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele. Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.

Compare e compre: Guarda-Chuva | Buscapé Amazon

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s