| Resenha Dupla | ‘Darth Vader e filho’ e ‘A princesinha de Vader’, de Jeffrey Brown

Há muito tempo, em uma galáxia muito, muito distante…

Não sei bem por onde começar. Eu seria redundante se eu dissesse mais uma vez que sou um “padawan inveterado”, bom já o fiz, de novo. Mas é isso, quem acompanha o blog de perto deve ter visto nas minhas resenhas sobre as novelizações dos episódios quatro, cinco e seis de Star Wars, que sou completamente apaixonado e fã da saga. Toda a trama política, as lições sobre amizade e laços familiares sempre me prenderam de forma muito íntima e com identificação especial. Hoje, sendo o Dia dos Pais, eu não poderia deixar de vir aqui falar sobre esses dois livrinhos, tampouco poderia escolher outra coisa para falar. Não foi difícil escolher a pauta. Bom, vamos lá.

Os álbuns Darth Vader e filho e A princesinha de Vader são os últimos lançamentos daquela empreitada da Editora Aleph de proporcionar aos fãs uma overdose de Star Wars. Se você não sabe (em que planeta da galáxia muito, muito distante você vive?), a Aleph publicará pelo menos vinte livros relacionados à saga no período de dois anos, ainda bem! Mas como disse recentemente a líder política da Aliança tupiniquim: “Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta“. Mas vamos deixar essa meta para um outro post que estou planejando e vamos voltar aos livrinhos que caem como uma luva para o Dia dos Pais. E se você ainda não deu o seu presente para o seu Lorde Supremo ainda dá tempo de adquirir essas duas belezinhas.

Meus exemplares, muito lindinhos. 💚
Meus exemplares, muito lindinhos. 💚

Jeffrey Brown é um quadrinhista conhecido especialmente por suas HQs autobiográficas. Um certo dia ele foi convidado pelo Google para criar algumas ilustrações para doodles, nas quais ele imaginasse como seria a relação de Darth Vader com seus dois filhos, Luke Skywalker e Leia Organa. Se você ainda não assistiu à trilogia original dos filmes, sinto muito, mas não há como fugir desse spoiler, impossível. O projeto de Brown não foi aceito pelo Google, mas ele o enviou à Lucasfilm e eis que surgiu a coleção Darth Vader e família (Darth Vader and family), cujos dois primeiros volumes são estes em questão.

Darth Vader e filho

Trecho de Darth Vader e filho
Trecho de Darth Vader e filho

Episódio três e meio: Darth Vader e filho
Darth Vader, o Lorde Sombrio dos Sith, comanda o Império Galáctico contra a heroica Aliança Rebelde. Mas antes que possa cuidar dos rebeldes, Lord Vader terá de tomar conta de seu filho de quatro anos: Luke Skywalker…

O primeiro volume da coleção Darth Vader e família, de Brown, se situa entre os episódios três e quatro. Esse e os demais volumes se propõem a retratar um “e se…” bem divertido e bem humorado, dentro da saga cinematográfica. Intitulado como episódio três e meio, Brown imagina como seria se Darth Vader tivesse criado e cuidado dos seus filhos mesmo assumindo um cargo de poder no Império. Para isso, o quadrinhista se inspirou na sua própria convivência com seus dois filhos, Oscar e Simon. A grande sacada do autor foi colocar os personagens icônicos em situações do cotidiano.

O trabalho de Brown é incrível e a edição da Aleph é muito cuidadosa. É impossível não se apaixonar por esse livrinhos mesmo sendo tão curtinhos e que demandam pouco mais de dez minutos de leitura. É uma leitura fofinha para qualquer leitor, seja ele novato ou veterano em Star Wars, no entanto, quem assistiu aos filmes e é fã provavelmente dará boas gargalhadas, como aconteceu comigo. Luke, na altura dos seus quatros anos (aqui na imaginação de Brown) já tinha muito talento em consertar coisas, um interesse especial por espaçonaves e habilidade para utilização da Força.

Ambos os volumes são muito lindos, mas esse é meu favorito, talvez porque seja mais fácil eu me identificar com o Luke. Além de boa dose de humor, o álbum traz um pouquinho de emoção que nos leva a pensar como tudo poderia ser diferente na trama, caso as suposições destes livros se concretizassem no universo fictício de Star Wars. Como a maioria das situações retratadas se situam no “e se…”, não espere fidelidade à cronologia dos filmes, mesmo o álbum sendo situado entre A Vingança dos Sith e Uma Nova Esperança. Aqui Luke e Han Solo já são amigos de infância, C-3PO já está andando por aí, entre outros detalhes. No entanto, o mais divertido é poder relembrar muitos dos lugares, situações e personagens da saga que dão as caras: Boba Fett, Obi-Wan Kenobi, Chewbacca e outros.

Nota: 💚💚💚💚💚

A princesinha de Vader

Trecho de A princesinha de Vader
Trecho de A princesinha de Vader

Episódio três e três quartos: A princesinha de Vader
Darth Vader, Lorde Sombrio dos Sith, continua a governar o Império Galáctico e está empenhado em destruir a heroica Aliança Rebelde. Nesse meio-tempo, ele precisa cuidar de sua jovem filha, Leia, enquanto ela passa de uma doce garotinha para uma adolescente rebelde.

Se o primeiro volume é o mais fofo, esse é o mais engraçado. Aqui vemos a história de Vader e seus filhos sob o ponto de vista de Leia, nesse caso bem mais problemática do que Luke. Leia desde criança já apresentava uma personalidade forte, mandona e durona. A prova disso é que o álbum já se inicia com Leia sendo imperativa: “De agora em diante, faça o que eu mandar, OK?”. Não preciso dizer mais nada, com certeza muita dor de cabeça para o Lorde Sombrio.

Na mesma linha do anterior, as situações apresentadas não seguem a cronologia dos filmes, logicamente. Então, sem nenhum rigor podemos nos deliciar com o drama de Vader ao ver que sua garotinha está crescendo. É interessante imaginar que por trás de toda obscuridade, capacete e capa, Vader é acima de tudo pai, embora não tenha se portado como tal na trama original. É impagável poder imaginar Vader orientando Leia a escovar os dentes, se irritando quando ela interrompe as reuniões do Império, e mais ainda, ao vê-la se tornando uma adolescente: querendo usar roupas mais curtas, o namoro com o jovem Han Solo e até mesmo sua ida à universidade.

O traço de Brown é preciso e caricato, imprimindo muito humor até quando as personagens não dizem nada. O desenvolvimento do trabalho é cuidadoso e não diminui do que já conhecemos das personagens, pelo contrário, é um trabalho de fã para fã, com todo o respeito que isso implica. Provavelmente, esse serão os livros mais movimentados das estantes dos fãs, dá vontade de voltar e reler várias vezes de tão gostoso que é a leitura.

Nota: 💚💚💚💚💚

Outros títulos da coleção

Além desses, a coleção Darth Vader e família conta com mais dois volumes ainda inéditos por aqui: Darth Vader and friendsGoodnight Darth Vader. A Editora Aleph ainda não anunciou quando os outros dois volumes sairão por aqui, o que me deixa ainda mais ansioso. Com certeza todos que leram os dois primeiros vão querer logo os demais, até porque nada mais legal que uma coleção completa na estante, né?

Jeffrey Brown deu tão certo com essa quadrinhização infantojuvenil de Star Wars, que o mesmo também assina a outra coleção intitulada Academia Jedi (Jedi Academy). Esta conta o dia a dia dos padawans durante o treinamento Jedi. Academia Jedi começará a ser lançada pela Aleph aqui no Brasil ainda este ano, com previsão do primeiro volume para novembro. Enquanto isso, minha dica é que você visite o site do autor (em inglês), onde é possível baixar várias ilustrações, capas, estampas para adesivos, fantoches de dedo e atividades divertidas como palavras-cruzadas, caça-palavras e um joguinho de labirinto.

Darth Vader and friends
Darth Vader and friends

E vocês, já deram uma olhada nessas fofuras? O que acharam? Ansiosos pelos próximos? Comentem, e que a Força esteja com todos nós nesse novo amanhecer de Star Wars!

Booktrailer

Ficha Técnica

Clique para ampliarTítulo: Darth Vader e filho
Título Original: Darth Vader and son
Autor(a): Jeffrey Brown
Editora: Aleph
Tradução: Mateus Duque Erthal
Edição: 2015 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2012
Páginas: 64
Skoob: Adicione
Compare e compre: Buscapé | Amazon

A princesinha de VaderTítulo: A princesinha de Vader
Título Original: Vader’s little princess
Autor(a): Jeffrey Brown
Editora: Aleph
Tradução: Mateus Duque Erthal
Edição: 2015 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2013
Páginas: 64
Skoob: Adicione
Compare e compre: Buscapé | Amazon

6 comments

  1. Não vejo a hora de colocar minhas mãos nessas fofuras!! Amo Star Wars e com esses livros lindos que a editora aleph não para de lançar minha coleção vai crescer muito!!
    Ótima resenha! Me deixou mais ansiosa para aquisição!!

    Curtir

    • Oi Júlia,
      Eu acho que você vai amar, é daqueles livrinhos que deixa a gente com um sorrisinho bobo no rosto. 💚
      Já quero ver as suas fotos super criativas e a resenha deles. 😍
      Beijos

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s