03 novas editoras que você precisa conhecer

Soldados Rasos (Editora Carambaia)

O mercado editorial brasileiro tem passado por grandes transformações. Uma dessas mudanças é que o mesmo está cada vez mais competitivo, e é nesse cenário que as novas editoras que surgem precisam inovar ou oferecer algum diferencial. Em meio a tantos livros de colorir alavancando vendas de praticamente todas as editoras que aderiram, a ascensão do mercado dos livros digitais, a disputa pelo lançamento daquele best-seller que estorou lá fora ou vai virar filme, em meio a tudo isso há editoras que estão apostando em livros clássicos, atemporais e, de certo modo, esquecidos pelo grande público.

Com um cuidado primoroso, que carrega por trás um grupo de especialistas, a Carambaia, a Mundaréu e a Poetisa, buscam não só oferecer um produto diferencial ao leitor como também um serviço mais próximo e direto, uma tendência que tende a crescer. Todas munidas de um grupo de editores e tradutores experientes, a pretensão inicial dessas editoras não é entrar na disputa pelos primeiros lugares nas listas de mais vendidos, mas com tiragens menores captar e manter um público cativo e próximo. Dessas, tive a oportunidade de conhecer de perto o trabalho da Mundaréu e da Poetisa, e devo acrescentar que gostei demais de ambas. Mas vamos conhecer um pouco cada uma:

Carambaia

Conheci a Carambaia pouco antes da estreia da editora, no primeiro semestre de 2015. Recebi um release com os lançamentos e um convite para o evento de estreia. Recebo convites deste tipo regularmente, o diferencial estava na proposta de publicação da editora que me chamou atenção desde o início. A ideia era lançar obras de grande valor literário, mas que fossem inéditas ou esgotadas por aqui. Fundada pelos editores Fabiano Curi e Graziella Beting, a Carambaia chegou ao mercado brasileiro com três títulos: Soldados rasos, de Frederic Manning, Homens em guerra, de Andreas Latzko, e Juncos ao vento, de Grazia Deledda. No vídeo abaixo, o editor Fabiano Curi apresenta melhor a proposta da editora:

Destas, a Carambaia é a única cujo trabalho eu não conheço pessoalmente. No entanto, pela curadoria e por eu acompanhar o trabalho virtualmente, vejo que a editora se preocupa com edições luxuosas, em capa dura, algumas delas com acabamentos a mão, traduções cuidadosas, além de textos extras e de apoio à obra. São edições que enriquecem qualquer estante, não apenas pelo conteúdo, mas pela forma, cada uma com um projeto gráfico único. Além dos títulos supracitados, a Carambaia já lançou: Salões de Paris, um volume inédito de crônicas de Marcel Proust, e Dia do Gafanhoto e outros textos, uma reedição de Nathanael West; e lançará em breve: Memórias de um Empregado, de Federigo Tozzi, Capricho, Inclinações, de Ronald Firbank; além de outros títulos que incluem Joseph Roth, João do Rio e até H. G. Wells.

Conheça alguns títulos da editora, para mais informações visite o site:

Mundaréu

A Mundaréu começou suas atividades em 2014, fundada por Silvia Naschenveng e tendo como marco de estreia a publicação da coleção Linha do Tempo. Já com quatro títulos publicados, a editora presenteia os leitores com obras inéditas e de grande relevância, principalmente para quem se interessa por narrativas sobre guerra. Nessa coleção, é possível ter acesso a obras de diversos países que participaram efetivamente da guerra, narrativas de autores já conhecidos, como é o caso de Heinrich Mann (Alemanha) e Joseph Roth (Áustria), e inéditos, Emílio Lussu (Itália) e Siegfried Sassoon (Inglaterra).

A coleção Linha do Tempo traz títulos que carregam consigo uma época. Textos de qualidade literária, em que vemos emergir o espírito que marcou algum importante período histórico, com a riqueza e precisão de significados que, muitas vezes, só o trabalho artístico pode oferecer. O foco inaugural da coleção é a Primeira Guerra Mundial e o mundo europeu que colapsou com ela. (Da editora)

Os livros da Mundaréu, que tive o prazer de conhecer fisicamente, são de um cuidado ímpar. Com uma identidade visual minimalista, os livros tem um bom acabamento, traduções cuidadosas feitas por especialistas e diretamente da língua original, além de virem sempre com textos breves dos autores ou estudiosos, que dialogam com o conteúdo da obra. Entre os próximos lançamentos da editora estão: O Fogo, de Henri Barbusse, Uma Juventude na Alemanha, de Ernst Toller, e Do Infinito e Outros Textos de Lógica e Filosofia da Matemática, de David Hilbert.

Conheça os primeiros títulos da editora, para mais informações visite o site:

Poetisa

Por fim, mas não menos importante, a Poetisa chegou ao mercado editorial brasileiro no final do ano passado com o lançamento de Bela e a Fera, de Jeanne-Marie Leprince de Beaumont (já resenhado aqui no blog). Fundada pelas amigas Cynthia Beatrice Costa e Juliana Lopes Bernardino, a Poetisa tem como proposta traduzir obras da literatura mundial para o português. É mais uma que aposta no cuidado que requer uma tradução. As primeiras obras publicadas são contos de fadas e histórias infantis mundialmente conhecidas, mas serão publicadas também obras para adultos. Até agora, estão disponíveis no site da editora: Bela e a Fera e O Coelho de Veludo, de Margery Williams.

Contando com a colaboração de diversos profissionais da área editorial – muitos deles também colegas de longa data – desejamos levar a você, leitor, belas traduções literárias. Não traduções “definitivas”, pois não acreditamos nisso. Mas, sim, traduções refletidas, leais tanto ao texto de partida quanto à nossa língua. Ilustrações e comentários dos profissionais envolvidos darão acabamento às obras. (Da Editora)

Também tive o prazer de conhecer de perto o trabalho impecável da Poetisa com Bela e a Fera. Além da tradução bem feita da versão original do conto, o livro trás textos adicionais que funcionam como uma espécie de making off sobre o fazer do livro: diagramação, tipografia, projeto gráfico, ilustrações, etc. No próximo mês a Poetisa lançará Cinzarela e o sapatinho de vidro, de Charles Perralt, e num futuro próximo sairá também: Alice através do espelho, de Lewis Carroll, com tradução de Cynthia Costa, doutoranda em Estudos da Tradução e especialista em Alice no País das MaravilhasMathilda, de Mary Shelley; e Sombras de Carcosa, livro de contos que inclui autores como Edgar Allan Poe e Henry James.

Conheça os títulos da editora, para mais informações visite o site:


Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais essas editoras que acredito terem um grande potencial e cujos trabalhos merecem conhecimento do público leitor, em especial aqueles que curtem um bom clássico. Fiquem de olho, pois outras novidades, não citadas aqui, chegarão em breve ao mercado brasileiro através dessas editoras. Qual linha editorial mais te interessou ou quais obras mais chamaram sua atenção? Comente abaixo! 💚

6 comments

    • Oi Isa,
      São editoras novas, todas nasceram do ano passado pra cá. Vale a pena conhecer. Eu tenho essa edição de ‘Bela e a Fera’, muito linda e bem trabalhada.
      Beijos 😘

      Curtir

  1. Olá, Ademar.
    Achei um máximo seu post e a proposta dessas editoras em diversificar o mercado editorial nacional com livros atemporais, embora seja um tanto quanto arriscado já que a tendencia são os tais best-sellers. Não conhecia quase nada delas, mas já tinha visto esse livro novo do Proust. Apaixonado por esse post e por essas editoras, estou torcendo para que o sucesso seja grande e extremamente feliz nas grandes apostas (Mathilda, tava querendo esse título de Mary Shelley ♥).

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Pedro,
      Fico muito feliz que tenha gostado. Sim, é de certo modo arriscado, mas ao mesmo tempo acerta por inovar trazendo clássicos com um trabalho mais bem cuidado.
      Eu acho que você vai adorar boa parte dos títulos. Já tive a oportunidade de conferir os livros da Poetisa e da Mundaréu e recomendo.
      Abraços. 😊

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s