| Resenha | A Menina do Capuz Vermelho e outras histórias de dar medo, de Angela Carter

A menina do capuz vermelho, de Angela Carter_2
Arte da capa, assinada por Raul Loureiro e Claudia Warrak.

[…] Pai, diga ao czar que a coisa mais forte e mais rápida do mundo é o vento, a coisa mais gorda é a terra, porque ela alimenta tudo que cresce e vive. A coisa mais macia do mundo é a mão, porque onde quer que um homem se deite, ele põe a mão sob a cabeça. E não há nada mais encantador no mundo do que o sono.
Angela Carter, A menina do capuz vermelho, pág. 108.

Como bom apreciador dos filmes da Disney, desde criança, sempre me intitulei fã de contos de fadas. No entanto, quando passei a ler contos de fadas, depois de adulto, descobri que aquelas histórias bonitinhas eram apenas ideias da própria produtora. Tanto é que nesta coletânea que falarei a seguir, o que menos se encontra são fadas. Mas antes de entrar nos contos, é interessante dizer que esta antologia contempla 20 contos já publicados no livro 103 contos de Fadas (Companhia das Letras), da mesma autora. Além disso, este último é um apanhado do resultado de uma longa pesquisa da autora, na década de 1990, para a Editora Virago, cujo objetivo era catalogar contos de fadas do mundo inteiro. O resultado foi apresentado em duas edições, sendo a segunda concluída um pouco antes de sua morte.

Nourie Hadig (armênio)
Ilustração para “Nourie Hadig” (armênio)

Em relação aos contos, dos 20 aqui apresentados só conhecia aquele que dá título à coletânea, o qual não traz nada de novo ao que já se conhece. No entanto, os demais me surpreenderam bastante, tanto que destes, seis entraram para a lista de contos favoritos da vida. O primeiro deles, que também é o primeiro apresentado, chama-se Sermerssuaq (inuíte) e possui apenas uma página. É também o conto mais curto, e pode ser lido na ficha técnica onde tem “Leia um trecho AQUI”. Os outros são: O rapaz feito de gordura (inuíte)A peluda (americano)Nourie Hadig (armênio); Casaco de Musco (cigano inglês), que tem um enredo semelhante à história da Cinderela; A menina inteligente (russo), cuja citação foi usada acima.

Nesta edição, além dos contos, temos inicialmente uma introdução assinada pela própria Angela Carter, onde ela aborda um pouco sobre sua paixão pelos contos de fadas, seu processo de pesquisa e registro daquelas histórias às vezes populares e outras nem tanto, além de abordar alguns detalhes interessantes sobre alguns dos contos que viriam na edição. Por conta desses detalhes sobre alguns dos contos, desobedeci a ordem e só vim (terminar de) ler a introdução no fim da leitura.

Amanda Seyfried (A Garota da Capa vermelha)
Amanda Seyfried no filme “A Garota da Capa vermelha”

Outro detalhe importante desta edição são as notas contidas no final, as quais apresentam mais detalhes sobre a origem e/ou a moral de cada história. Assim, tanto a Introdução como as Notas são extras bem interessantes e que só vêm a enriquecer a edição. Além disso, a Penguin acerta por trazer edições confortáveis tanto na diagramação, quanto na escolha do papel. Mas isso já faz parte da proposta da editora, que segue o padrão em todos os clássicos lançados.

Assim, foi uma leitura bem rápida e prazerosa uma vez que proporcionou um contato com narrativas próprias de vários povos. No entanto, devo reiterar que, apesar de serem contos de fadas, não são indicados para crianças, não por darem medo — como o subtítulo sugere — mas pela temática. Quanto ao subtítulo, devo dizer que não são histórias de dar medo, mas elas causam muito desconforto por conta das cenas fortes. E foi por isso que dei três estrelas. Mas não deixa de ser uma ótima leitura. Recomendo!

Nota: 💚💚💚💛💛

Ficha Técnica

A menina do capuz vermelho, de Angela Carter
Clique para ampliar

Título: A menina do capuz vermelho e outras histórias de dar medo
Título Original: Angela Carter’s book of fairy tales
Autor(a): Angela Carter
Tradução: Luciano Vieira Machado
Editora: Penguin – Companhia das Letras
Edição: 2011 (1ª)
Ano da obra / Copyright: 2005
Páginas: 144
Skoob: Adicione
Leia um trecho: AQUI
Compare e compre: Buscapé | Amazon

 

9 comments

    • Obrigado! ^^

      Que bom que consigo fazer isso, sinal que as pessoas estão cada vez mais próximas de ler bons livros.
      🙂

      Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s