14° Salão do Livro do Piauí – SaliPi

A 14ª edição do Salão do livro do Piauí – SaliPi – foi realizada de 10 a 19 de junho no Espaço Rosa dos Ventos, na Universidade Federal do Piauí (UFPI). O evento, promovido pela Fundação Quixote em parceria com a UFPI, é a maior feira de livros do Piauí, e já acontece desde 2003.

Entre os homenageados deste ano, estavam: o poeta piauiense Álvaro Pacheco, o escritor português Vergílio Ferreira, o grande filólogo Antonio Houaiss, o ilustre escultor piauiense Mestre Dezinho, e o brilhante poeta Manoel de Barros, cuja frase “Onde eu não estou as palavras me acham” (verso do poema O livro sobre nada) designa o tema da edição deste ano.

O SaliPi 2016 contou com 50 conferencistas e 100 expositores. Juntamente à feira de livros ocorre também o 19° Seminário Língua Viva, que promove diversas palestras e conferências. O Seminário desse ano contou com a participação dos escritores Zack Magiezi, Paula Pimenta, o linguista Marcos Bagno, o professor Cineas Santos, o filósofo Luiz Felipe Pondé, o poeta Nicolas Behr, a youtuber Jout Jout, o jurista Misael Montenegro Filho, o cantor e compositor Leoni, dentre outros palestrantes convidados.

Além das palestras e conferências, o evento também inclui outras atrações culturais como dança, música e shows gratuitos. No encerramento do evento, houve apresentações dos cantores Soraya Castelo Branco e Oswaldo Montenegro.

Houve ainda um rápido bate-papo cultural com vários blogueiros literários, e o nosso representante foi o Ademar, fundador do blog Cooltural, que falou um pouco como sobre entrou nessa atividade e apresentou o blog.

manoel_barros

O evento desse ano provocou grande discussão na internet sobre o modo como está sendo organizado e que rumo deve tomar pela frente para proporcionar um salão do livro com melhor qualidade para o público. As críticas mostram que muitas pessoas estão engajadas e preocupadas com a vida cultural do Estado, e isso não poderia ser mais positivo.

A questão do espaço ainda gera muita polêmica, pois já estávamos acostumados a frequentar o evento no Centro de Teresina, na Praça Pedro II, infelizmente, porém, por motivos de segurança e falta de dinheiro, como aponta a Coordenação do evento, o SaliPi teve que ser transposto para a UFPI (bem distante do centro e favorece a zona nobre da cidade). O lugar ideal seria mesmo o Centro de Convenções, que está com uma reforma parada há cinco anos, com a promessa de ser entregue ao final de 2016.

Problemas à parte, vale lembrar que o SaliPi tem um papel muito importante na vida cultural do Estado e não podemos deixar que se acabe. O diálogo com o público e a atenção às críticas e sugestões dos participantes e internautas é um primeiro passo a ser tomado na busca pela melhoria das condições do evento, e principalmente, pelo aumento na satisfação dos frequentadores do evento.

bate papo blogueiros salipi 2016
Bate-papo com blogueiros no SaliPi 2016

Mais Informações

Fanpage do evento: aqui.

Site oficial do SaliPi: aqui.

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s