| Resenha | Esta Terra Selvagem, de Isabel Moustakas

Essa Terra Selvagem, de Isabem M..jpg

“A bandeira está precisando ser lavada”, disse Saulo, como se adivinhasse para onde eu olhava. “A bandeira. A cidade. O país.”
Isabel Moustakas, Esta Terra Selvagem, pág. 49.

Inicialmente este foi um livro que não me chamou tanta atenção. Claro que fiquei curioso a respeito da temática, mas apenas isso. Depois comecei a ver a reação de algumas pessoas ao lerem e meu interesse foi realmente despertado. E não tinha momento mais oportuno para ter lido Essa terra selvagem, de Isabel Moustakas. Recentemente houveram alguns casos de agressões a homossexuais aqui em Fortaleza que mexeram muito comigo, em especial por estar envolvido com essa leitura. Mas vamos ao enredo desse romance, no mínimo, perturbador.

Apesar de ficção, esta é uma obra muito mais verídica que muita biografia. Nesse relato, acompanhamos o jornalista João através de um caso que tem alarmado a população brasileira. O repórter policial começa a investigar o caso de tortura e assassinato brutal envolvendo um boliviano e uma descendente de italianos e sua filha adolescente, que sobreviveu à chacina, mas que ainda não tinha falado com a impressa. Sete anos se passaram e a jovem decide que é o momento de falar o que realmente aconteceu e o caso chega às mãos de João, que não tem a mínima consciência de que este incidente é apenas a ponta do iceberg.

Essa terra selvagem.jpg

Ao conhecer João, a jovem hesita um pouco, mas conta para João os detalhes da noite fatídica do crime e dos dias em que ficou mantida em cativeiro. Ao desabafar, coisas terríveis acontecem com a jovem, que é preciso ler para saber. Impressionado com a frieza dos criminosos, o jornalista decide que é hora de começar a expor esse tipo de ato para que algo seja feito. De posse do diário de Marta, que também é preciso ler para saber como ele conseguiu, João começa a fazer algumas ligações e quando percebe já virou algo dessa quadrilha. Outro detalhe que vale lembrar é que esse não é um caso isolado. Como pode ver na citação abaixo:

“[…] falou que logo iam fazer muito mais e muito pior, que a hora estava chegando, […] a gente vai queimar tudo que índio boliviano e paraíba e crioulo e viado, não vai sobrar um […]” (p.19)

Além do caso da família de Marta, João conhece a família do problemático Henrique e, por conta desta, percebe que está cada vez mais próximo de desvendar esse mistério. Enquanto conhecemos esses e outros personagens, muitos crimes vão acontecendo, um envolvimento amoroso entre João e uma professora de Marta se desenrola, alguns atentados são investidos ao próprio João e nada parece se conectar. Exceto o fato de que todos (ou a maioria) dos atos são causados por homens brancos, com cabeça raspada, camisas brancas e coturnos pretos com cadarços verde-e-amarelo. Mas quem são eles? Quais suas motivações? Só lendo.

Essa terra selvagem (Jornalista).jpg
(Fonte)

Este é um livro curto, muito bem escrito e com uma diagramação bem espaçada, o que fez desta uma leitura bem rápida. No entanto, apesar das pouco mais de 110 páginas, eu levei três dias para finalizá-lo, pois precisava de tempo para absorver cada ato de crueldade descrito nesse livro. Além do mais, essa a foi uma leitura que ao finalizar, precisei de tempo para decidir até que ponto gostei, se gostei ou não. Isabel Moustakas tem uma escrita bem objetiva e visceral, fazendo deste um livro do estilo “ame ou odeie”. Hoje, semanas após a leitura, eu consigo dizer que eu amei a leitura e que ela me fez observar algumas coisas de uma forma bem diferente.

Segundo informações da orelha do livro, a autora é paulista e formada em direito, nada mais. Esse mistério acerca da existência da autora (visto que não tem fotos ou nenhuma informação para sabermos quem ela realmente é), alguns leitores começaram a especular sobre ser um pseudônimo e quem seriam os possíveis autores, mas não sei bem o que pensar sobre isso.

No mais, só consigo recomendar e, se possível, venham comentar comigo sobre essa leitura. Recomendo!

Nota: 💚💚💚💚💚

Ficha Técnica

Essa Terra Selvagem, de Isabem M.Título: Essa Terra Selvagem
Autor: Isabel Moustakas
Editora: Companhia das Letras
Edição: 2016
Ano da obra / Copyright: 2016
Páginas: 120
Leia um Trecho: AQUI
Skoob: Adicione
Compare e compre: Buscapé | Amazon

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s