| Crítica | Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them, 2016)

Desde os 11 anos de idade passei a frequentar o cinema pontualmente para acompanhar a saga de um querido bruxinho que vivia num armário sob as escadas na casa de seus presunçosos tios e acabou sendo admitido pela estimada Escola de Magia e Bruxaria de Londres, Hogwarts. Foram onze anos acompanhando a saga de Harry Potter e seus amigos no mundo bruxo pelos oito filmes lançados, um sucesso impressionante se levarmos em conta a permanência da qualidade e da popularidade da saga por tão longo tempo.

Quando a série acabou, acredito que muitos fãs ficaram se sentindo órfãos, sem a promessa de recebermos mais notícias daquelas personagens com quem convivemos por tanto tempo e daquele mundo fantástico. Felizmente, não demorou muito para ser anunciado um spin-off com base no livro Animais Fantásticos e Onde Habitam (2001), que é um livro didático (fictício), escrito por Newt Scamander (pseudônimo de J. K. Rowling), adotado na escola de Hogwarts. (inception literária rs)

Com o lançamento de uma nova saga ambientada no mesmo universo de Harry Potter, duas sensações podem ser esperadas; um certo “receio” de que a nova série não tenha uma qualidade à altura da original, e ao mesmo tempo, a nostalgia, com a (re)criação de expectativas otimistas de retornarmos àquele mundo de sonhos e magia. Confesso que fui ao cinema com um pouco de medo da nova dose de fantasia potteriana que eu ia tomar, entretanto, para a minha alegria, eu estava trouxamente enganada!

Animais Fantásticos e Onde Habitam é um filme que não apenas se sustenta sozinho, independentemente de estar inserido num universo cinematográfico já bem-sucedido, como também traz as gotas de uma chuvinha fina e breve de sentimentos que guardamos da saga anterior, como pequenas menções a personagens, lugares e acontecimentos mágicos já conhecidos deste universo.

eddie-redmayne-fantastic-beastsEsse é um filme que encanta pela candura da narrativa e convence pela solidez das personalidades novas e originais que envolvem o telespectador durante todos os 133 minutos da película. Eddie Redmayne está apaixonante no papel de Newt Scamander, um magizoologista apaixonado pelos seres fantásticos, que protege e luta pela preservação da vida animal no mundo dos bruxos, com uma personalidade distraída e espontânea, que por si só, já segura o telespectador o filme inteiro.

A história do filme se passa em 1926, quando o jovem Scamander, que fora expulso de Hogwarts por alguns incidentes, vai para Nova York a fim de salvar uma espécie em extinção, porém, o jovem aventureiro acaba soltando sem querer três animais fantásticos na cidade mais populosa dos EUA, o que gera um imenso rebuliço nos dois mundos, dos bruxos e dos trouxas.

Newt acaba sendo apanhado por Tina (Katherine Waterston), uma detetive de baixo escalão do Congresso de Magia dos EUA – MACUSA, e é levado para prestar depoimento sobre sua vinda à Nova York e sua atitude descuidada no mundo não-bruxo, uma vez que na América do Norte os bruxos têm a regra de não revelarem suas habilidades mágicas no mundo não-bruxo desde o julgamento das bruxas de Salém. Assim que a maleta foi aberta pelos detetives, Newt percebeu que trocou acidentalmente de maleta com um trouxa – chamado de no-maj nos EUA – que conhecera mais cedo num incidente no banco não-mágico.

macusa-fantastic-beasts-animais-fantasticosO personagem com quem Newt trocou de maleta é Jacob Kowalski, operário de uma fábrica de enlatados no período do pós-guerra, que desejava abrir uma padaria, pois já estava cansado da mecanização da indústria e frieza dos alimentos em latas. Ao cruzar com Newt Sacamander, a vida de Jacob vira de ponta-cabeça e ele vai parar numa grande aventura pelo mundo bruxo, apaixonando-se pela irmã de Tina, a agradável Queenie (Alison Sudol), capaz de ler a mente das pessoas.

O quarteto fantástico formado por Newt, Tina, Jacob e Queenie, tenta recapturar os animais perdidos na cidade de Nova York, enquanto fogem dos agentes do Congresso Mágico, principalmente de Percival Graves (Colin Farrell), um poderoso auror, e enfrentam uma perigosa ameaça à paz entre o mundo bruxo e o mundo trouxa, um Obscurus, que é uma força mágica das trevas capaz de causar grandes estragos e até a morte de qualquer ser que cruzar o seu caminho.

Além destas adversidades, ainda há a Sociedade Filantrópica de Nova Salém, conhecida como a organização dos Segundos Salemianos, que propõe uma nova caça às bruxas e o seu extermínio. A entidade filantrópica abriga crianças órfãs e sua líder, Mary Lou, as utiliza para a distribuição de panfletos anti-bruxos, no entanto, segundo uma profecia sonhada por Percival, uma das crianças da Nova Salém é um bruxo muito poderoso e pode ser a chave para pôr fim à segregação entre os dois mundos. Dessa forma, Percival conta com a ajuda de um adolescente desajeitado, Credence (Ezra Miller), para encontrar a criança da profecia.

tumblr_o9c04y2zsr1qdsia5o1_500
Picket, o Tronquilho

Desta maneira, o longa embarca o espectador numa aventura fantástica em busca da sobrevivência de animais e seres diversos que não se encaixam nos moldes padronizados e preestabelecidos socialmente, como afirma Eddie Redmayne, intérprete de Newt:

Newt não tem qualidades heroicas comuns. É alguém bastante antissocial. Ele tem essa mistura estranha de ser muito confiante quando está sozinho ou na companhia das suas criaturas e, ao mesmo tempo, sua capacidade de interagir com outros humanos não é muito boa.

Até os animais fantásticos desaparecidos garantem um show à parte; muito difícil não ser cativado pelas trapalhadas de Pelúcio, um bichinho cleptomaníaco que rouba joias preciosas sempre que lhe dão oportunidade, Erumpente, a fêmea de um rinoceronte mágico em período de acasalamento, e o gracioso Picket, uma pequena criatura semelhantante a um louva-a-deus que protege as árvores.

O início do filme é um pouco lento, demora um pouco a ganhar substância, mas depois que o time de personagens está completo, os minutos voam, assegurando bons momentos de diversão, e ao final, só desejamos ter um vira-tempo da Hermione para rever tudo de novo.. ou, apenas esperar pela próxima sequência!

Trailer

Ficha Técnica

Título: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Título original: Fantastic Beasts and where to find them
Direção: David Yates
Roteiro: J. K. Rowling
Elenco: Eddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler, Alison Sudol, Colin Farrell, Ezra Miller
Gênero: Aventura, Fantasia
Origem: Reino Unido, EUA
Duração: 133 minutos
Classificação: 12 anos

Anúncios

Um comentário

  1. Conheço o trabalho de David Yates já faz um tempo, na verdade é um dos meus diretores preferidos, e faz pouco tempo que vi o filme a Animais Fantásticos e Onde Habitam e fiquei encantada, esta muito bem feita e muitas das cenas que fazem são ótima e belas. Quando vi o elenco imaginei que seria um grande filme

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s