| Outubro Rosa | Resenha | Vamos juntas?, de Babi Souza

A partir da década de 90, o mês de outubro passou a ser conhecido como Outubro Rosa, na mesma época em que o símbolo da prevenção ao câncer de mama, o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. Desde então, este mês é dedicado à intensificação de esforços pela detecção precoce do câncer de mama.

O Outubro Rosa é marcado por ações do Ministério da Saúde e campanhas de diversos órgãos e entidades voltadas à conscientização sobre o câncer de mama e a necessidade de falarmos abertamente sobre a doença, alertarmos sobre os sintomas e sinais das fases iniciais do câncer, esclarecer mitos e verdades para aumentar a chance de enfrentamento da doença.

O câncer de mama é o segundo tipo mais comum e também o que causa mais mortes entre as mulheres, porém tem mais chance de cura se for diagnosticado e tratado logo no início. A mamografia e o exame clínico detectam alterações suspeitas, mas o exame histopatológico feito em laboratório é o mais seguro para constatar a presença de células cancerígenas.

É muito importante conhecer a doença, os tratamentos e suas consequências físicas e emocionais, pois o câncer de mama não afeta somente a paciente, mas toda a sua família e amigos, nesse momento é essencial o apoio de todos à sua volta, pois o tratamento é longo e delicado, deixando consequências para toda a vida. Por isso, o cuidado e o suporte emocional deve ser algo constante na vida das mulheres, devemos sempre cuidar de nós mesmas e passar esse cuidado umas para as outras. (Fonte das informações: Editora Construir)


Vamos Juntas?, de Babi Souza

Para homenagear dois movimentos imprescindíveis em favor dos direitos e da vida das mulheres, resolvi fazer esse post conjunto para tratar tanto do Outubro Rosa, quanto de um dos movimentos mais libertadores e fortalecedores da irmandade entre as mulheres aqui no Brasil, que é o Movimento Vamos Juntas?, criado pela jornalista Babi Souza em 2015.

Lembro que no final de 2015 fiquei sabendo do movimento por uma amiga, a Lelê, com a qual fazia parte de um grupo de leitores, o Vórtice Fantástico, e ela me explicou o que era o movimento e qual seu objetivo. Na época fiquei encantada, porém não me aprofundei tanto sobre essa ação feminista, porque eu estava num momento bem conturbado da minha vida e estudando para tentar ingressar no mestrado em Letras.

Pouco tempo depois, em meados de 2016, eu ganhei um livrinho bem chamativo em branco, amarelo e rosa do meu amigo Ademar, logo que folheei o pequeno guia percebi que se tratava de uma leitura muito instigante que promovia um despertar sobre a relação das mulheres entre si e o modo de lidar com a violência contra as mulheres na sociedade.

Apenas neste mês, pensando sobre a importância do Outubro Rosa, e aproveitando uma folguinha do mestrado, foi que eu pude concluir a leitura do livro Vamos Juntas? – O guia da sororidade para todas, escrito pela Babi Souza e publicado pela Editora Galera Record em 2016.

Esse livro conta a história de como surgiu o movimento Vamos Juntas?, de uma situação de medo ao andar sozinha para chegar à parada de ônibus numa sexta-feira à noite, Babi Souza notou que outras mulheres também faziam esse mesmo percurso e provavelmente também sentiam na pele este mesmo medo, assim nasceu a ideia do Vamos Juntas?, que é simplesmente juntar-se a outra mulher numa situação de risco, para assim, protegerem-se do perigo juntas. Uma ideia simples, que no entanto mostra como as mulheres têm poder e podem compartilhar essa força!

Na próxima vez que estiver em uma situação de risco, observe: do seu lado pode estar outra mulher passando pela mesma insegurança. Que tal irem juntas? #movimentovamosjuntas

A iniciativa incentiva a união das mulheres em situações de perigo, como andar num local escuro e aparentemente deserto, em paradas ou dentro de transportes públicos, ou demais locais onde possam ocorrer assédios ou violência contra mulheres. Logo o movimento conquistou adeptas pelo Brasil inteiro, virou site na internet e Facebook, e causou uma verdadeira comoção no país, trazendo luz à sororidade e ao empoderamento feminino.

A sororidade é o fortalecimento de laços de irmandade entre as mulheres, uma prática diária de respeito e companheirismo que faz cair por terra o mito da rivalidade entre as mulheres. Já o empoderamento visa reforçar os direitos das mulheres para colocá-las em pé de igualdade com os homens tanto no mercado de trabalho quanto em todas as esferas sociais, promovendo a independência feminina, o respeito e o amor-próprio.

Além da história do movimento Vamos Juntas?, o Guia apresenta dicas de como colocar a sororidade em prática e sugere uma relação de atitudes empoderadoras, trazendo ainda uma pequena lista de palavras relacionadas ao feminismo com as respectivas explicações e significados dos termos, e por fim, a obra contém uma linha do tempo das conquistas feministas para inspirar todas nós a continuarmos lutando por nossos direitos.

Esse Guia da sororidade para todas é uma leitura provocativa e ao mesmo tempo esperançosa, que mostra como a solução desse grande mal da sociedade, que é a violência contra a mulher, pode estar em nós mesmas, na união, empatia e compaixão umas com as outras, afinal, juntas somos mais fortes!

 Ficha Técnica

Título: Vamos Juntas?
Título original: Vamos  Juntas?
Autor: Babi Souza
Editora: Galera Record
Edição: 1ª
Ano da obra / Copyright: 2016
Páginas: 144
Skoob: Adicione
Compare e compre: Buscapé | Amazon

 

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s