05 livros de ficção científica para ficar de olho

Modelo 02

A ficção científica é um gênero que tem ganhado cada vez mais espaço no Brasil. Muitas editoras têm apostado no gênero, a prova disso é o fato de que os cinco títulos aqui listados são apostas de casas editoriais distintas. Embora tenha lançado outros títulos como biografias, fantasia e não ficção, a Editora Aleph tem sido a maior apostadora no gênero há mais de 30 anos. É casa editorial de grandes nomes como Philip K. Dick, Isaac Asimov, Arthur C. Clarke, Robert A. Heinlein, entre outros. Felizmente, a ficção científica vem angariando cada vez mais fãs por aqui, o que abre mais espaço para outras editoras incluírem o gênero como elemento frequente em seus escopos de publicação. São muitos títulos para serem lançados por aqui, daqui para o próximo ano. Alguns já estão disponíveis ou em pré-venda para este e para os próximos dois meses. Entre esses, eu separei 05 títulos para ficar de olho e que você não pode perder:

Pedra no Céu, de Isaac Asimov

Pedra no CéuPedra no Céu (Pebble in the Sky no original) é o primeiro romance de Isaac Asimov. O livro já havia sido publicado por aqui sob o título 827 Era Galáctica. No entanto, permanecia inédito pela Aleph que publicou, entre outros título do autor, Eu, Robô, As Cavernas de Aço (e suas sequências) e a série Fundação, obra-prima de Asimov. Pedra no Céu, que agora chega com tradução literal do título, se desenvolve no mesmo universo de Fundação e se conecta também com a Série dos Robôs. A capa, assinada por Peter Elson, é a mesma da edição publicada em 1974.❤ Muito amor pelo cuidado e carinho da Aleph com os fãs do mestre. Confere a sinopse:

A trama se passa milhares de anos no futuro e a Terra é um planeta radioativo e quase inabitável, ridicularizado pelo Império Galáctico. E é para esse tempo que Joseph Schwartz viaja involuntariamente. Sem compreender o idioma da época, o sexagenário se torna um estorvo para os cidadãos, principalmente graças a uma rigorosa lei que condena à morte quem completa 60 anos. Schwartz acaba como cobaia do cientista Affret Shekt, que o submete, sem seu consentimento, a experimentos científicos que vão mudar seu corpo e o destino da Terra.

Compare e compre (pré-venda): Amazon | Buscapé

As Melhores Histórias de Viagem no Tempo, de Harry Turtledove e Martin H. Greenberg

As Melhores Histórias de Viagens no TempoO segundo título que você não pode perder é esta antologia: As Melhores Histórias de Viagem no Tempo, organizada por Harry Turtledove e Martin H. Greenberg. Esse é um volume valioso para quem já é fã de ficção científica, mas especialmente para aqueles que querem ler o gênero e não sabem por onde começar. Além das narrativas mais curtas, o livro reúne alguns dos maiores nomes do gênero escrevendo sobre um dos temas mais legais da ficção científica. Fazem parte dessa seleção: Arthur C. Clarke (2001: Uma Odisseia no Espaço e O Fim da Infância), Ray Bradbury (Licor de Dente-de-LeãoFahrenheit 451), Ursula K. Le Guin (A Mão Esquerda da Escuridão), Richard Matheson (Eu Sou a Lenda), entre outros. Confira a sinopse:

Dentre as temáticas do universo Sci-Fi, nenhuma delas é tão popular, envolvente e plural quanto as viagens no tempo. Esta coletânea reúne, em um único volume e pela primeira vez no Brasil, dezoito contos de alguns dos gigantes do universo Sci-Fi, abrangendo cinco décadas, de 1940 a 1990, e incluindo desde “Um Som de Trovão”, de Ray Bradbury, que inspirou o nome da famosa teoria do Efeito Borboleta, até Ursula K. LeGuin, em “Outra História ou um Pescador do Mar Interior”, ou mesmo uma ideia impensável, como no conto do premiado Jack Dann “Inversão do Tempo”, que propõe respostas surpreendentes para uma pergunta perturbadora: e se todos viajassem no tempo, menos você?

Compare e compre (pré-venda): Amazon | Buscapé

Estação Perdido, de China Miéville

Estação PerdidoChina Miéville é, sem dúvidas, um dos grandes nomes da nova ficção científica. Desde que a Boitempo Editorial publicou por aqui seu A Cidade & A Cidade, venho dizendo para todo mundo que esse é um autor para ficar de olho. Elogiado por nomes já consagrados no gênero, Miéville tem trazido uma pitada de renovação para ficção científica com sua new weird fiction. O autor ganhou o prêmio Hugo, o mais importante do gênero, por A Cidade & A Cidade. Agora, com Estação Perdido (Perdido Street Nation), primeiro livro de uma trilogia, ele recebeu os prêmios British Fantasy (2000) e o Arthur C. Clarke (2001). A edição da Boitempo tem tradução de José Baltazar Pereira Júnior, com a colaboração de Fábio Fernandes. A ilustração da capa é exclusiva, assinada por Fabio Cobiaco. Leia um trecho AQUI e dê uma olhada na sinopse:

Com pitadas de David Cronenberg e Charles Dickens, Bas-Lag é um mundo habitado por diferentes espécies racionais, dotadas de habilidades físicas e mágicas, mas ao mesmo tempo preso a uma estrutura hierárquica bastante rígida e onde os donos do poder têm a última palavra. Nesse ambiente, Estação Perdido conta a saga de Isaac Dan der Grimnebulin, excêntrico cientista que divide seu tempo entre uma pesquisa acadêmica pouco ortodoxa e a paixão interespécies por uma artista boêmia, a impetuosa Lin, com quem se relaciona em segredo. Sua rotina será afetada pela inesperada visita de um garuda chamado Yagharek, um ser meio humano e meio pássaro que lhe pede ajuda para voltar a voar após ter as asas cortadas em um julgamento que culminou em seu exílio. Instigado pelo desafio, Isaac se lança em experimentos energéticos que logo sairão do controle, colocando em perigo a vida de todos na tumultuada e corrupta Nova Crobuzon.

Compare e compre (pré-venda): Amazon | Buscapé

Atlas de Nuvens, de David Mitchell

Atlas de NuvensAtlas de Nuvens (Cloud Atlas no original) é o romance mais aguardado do autor para chegar no Brasil. Anunciado há mais de dois anos, o romance finalmente será publicado por aqui pela Companhia das Letras, que já publicou outras obras do autor como Menino de Lugar Nenhum Os Mil Outonos de Jacob de Zoet. O livro ganhou uma adaptação cinematográfica, em 2012, intitulada (no Brasil) A Viagem e dirigida pelas irmãs Wachowski (MatrixSense8). Além disso, ganhou o British Book Awards e foi indicado, em 2004, para o Booker Prize, Nebula Award e o Arthur C. Clarke. Confira a descrição disponível em português nos sites em que o livro que está em pré-venda:

Neste que é um dos romances mais importantes da atualidade, David Mitchell combina o gosto pela aventura, o amor pelo quebra-cabeça nabokoviano e o talento para a especulação filosófica e científica na linha de Umberto Eco, Haruki Murakami e Philip K. Dick. Conduzindo o leitor por seis histórias que se conectam no tempo e no espaço — do século XIX no Pacífico ao futuro pós-apocalíptico e tribal no Havaí — Mitchell criou um jogo de matrioskas que explora com maestria questões fundamentais de realidade e identidade.

Compare e compre (pré-venda): Amazon | Buscapé

O Problema dos Três Corpos, de Cixin Liu

O Problema dos Três CorposCixin Liu foi o primeiro autor asiático a receber o prêmio Hugo com um livro não escrito originalmente em inglês, no ano passado. Em um ano de muita polêmica envolvendo o maior prêmio da literatura fantástica, O Problema dos Três Corpos (The Three-Body Problem) surpreendeu o público com a vitória. Este é o primeiro volume da trilogia mais vendida na China, intitulada Three bodies. O livro também foi indicado para outros prêmios importantes do gênero como o Nebula e o John W. Campbell. O Problema dos Três Corpos é comparado a Duna, de Frank Herbert, com uma pitada de Independence Day. E como era de se esperar, uma adaptação cinematográfica já foi anunciada. Ficou curioso? Então, confere um trechinho da descrição disponibilizada pela editora:

Um projeto militar secreto realizado durante a Revolução Cultural Chinesa envia sinais de rádio para o espaço tentando estabelecer contato com extraterrestres. Contudo, é uma civilização à beira do colapso que capta essa mensagem. Como a humanidade irá lidar com isso?

Compare e compre (pré-venda): Indisponível


Espero que tenham gostado das dicas e sugestões. A maioria dos links do post remetem a resenhas já disponíveis no blog ou posts relacionados aos títulos e autores. E aí, está ansioso ou ficou curioso pra ler algum desses títulos? Abraços e até a próxima!

3 comments

  1. Muito bom ver que o que a editora Aleph mantem publicando está ganhando mais espaços no mercador (um pouco ruim pra ela porque aumenta a concorrência, mas é aquele ditado…).

    Gostei muito de Pedra o Céu por ser o primeiro do autor publicado e O Problema dos Três Corpos, a sinopse é bem interessante, mas como tu é mais conhecedor e vive falando desse lançamento, deve ser mesmo bom.
    Não sei se gosto dessas capas da Boitempo, embora me tragam uma certa nostalgia e queira viver nesse mudo kkk (e me faz lembrar de Futurama).
    do David Mitchell eu quero muito ler Os Mil Outonos de Jacob de Zoet. Esse novo dele vou esperar sua opinião (caso você leia). Já os contos vejo como algo essencial para quem quer conhecer mais esse universo (tipo eu né?)

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s